Sidelights CLINICOS Pará Conceitos Básicos …

Sidelights CLINICOS Pará Conceitos Básicos …

Sidelights CLINICOS Pará Conceitos Básicos ...

Existe Uma Maneira barata de Obter Uma Cópia Eletrônica do

Conceitos de Fundamentos de anatomia, 3rd Edition.

Além Disso, Este Livro ágora VEM EM DUAS versões. Um Padrão version (visto acima) ESTÁ Disponível há Algum ritmo. ELE E Organizado de Uma forma adequada Mais Pará servir Como hum Livro de Revisão. A Nova Versão TEM O MESMO Conteúdo, mas de e Organizado de MoDo Que o material de Relevante Para uma atribuição de dissecção de Um Dia E Encontrado em Páginas contíguas. DEVE Ser Mais Fácil de USAR Pará Uma Primeira Leitura Durante hum Curso baseado em dissecção. QUALQUÉR hum Que Compra Uma dessas versões receberá o Outro sem Custo Nenhum.

Jack T. Stern, Jr.

Para aqueles Que estao INTERESSADOS, eu criei site da UM e Que permite Que rápido Você teste Seu Conhecimento de radiologia. incluíndo tomografia Computadorizada e Exames de Ressonância Magnética. Basta Clicar no retângulo verde.

Material de Sidelights clínico Adicional OU Revistas Durante OS SEIS meses Anteriores A Última Atualização (24 de agosto de 2016) Aparece em Vermelho. CLIQUE nenhuma ligação Vermelho Abaixo Para Ser levado diretamente materiais Ao recém-adicionado OU revista.

NÚCLEO DE CONCEITO 2 – Vertebrae

Hérnia (deslizado) Intervertebral Disc (Eu gostaria de reconhecer uma grande Contribuição de Dr. Michael Egnor a Seção ESTA.)

QUANDO uma hérnia do núcleo pulposo E Pará hum Lado do ligamento longitudinal posterior, Uma consequencia Comum E a compressão de hum nervo espinhal (lato sensu), Como E indo em Direção a intervertebral SEUS forame. Hérnias de disco cervical hum afectar o nervo espinal Que sai no forame intervertebrais localizados no MESMO Nível that o disco. ASSIM, herniação do disco C5 / 6 PODE comprimir o nervo Que sai atraves do forame intervertebral C5 / C6, Que É o nervo espinal C6; herniação do disco / T1 C7 PODE comprimir o nervo indo em Direção do forame intervertebral C7 / T1, Que É o nervo espinhal C8. A Situação E diferente parágrafo hérnia discal lombar. Porque OS pedículos de Uma vértebra lombar Para prender a parte Superior do Seu Corpo, forames intervertebrais lombares São estabelecidos altos em relaçao Ao disco intervertebral. Como hum nervo espinal lombar sai SEUS forame intervertebral, Que ESTÁ Mais relacionada com uma superficie posterior de hum Corpo vertebral fazer that hum disco intervertebral. Por Exemplo, o nervo espinal L5 sai do forame intervertebral L5 / S1 Ao Longo da superficie posterior da parte inferior do Corpo da vértebra L5, Que coloca o nervo de Cima e de lateral de Uma hérnia do disco L5 / S1. Um disco L5 hérnia de / S1 E MUITO MAIS provável parágrafo comprimir o nervo espinhal S1 Como ELE ESTÁ indo parágrafo Baixo em Direção a SAÍDA SUA do forame intervertebral S1 / S2. A Regra Geral E Que hum disco lombar escorregou Leva um Uma radiculopatia (doença raiz Do nervo espinhal) da Próxima nervo espinhal inferior. ASSIM, herniação do disco L4 / L5 PODE comprimir o nervo Que sai atraves do forame intervertebral L5 / S1, Que É o nervo espinal L5; herniação do disco L5 / S1 PODE comprimir o nervo indo em Direção fazer intervertebral forame S1 / S2, Que É o nervo espinhal S1.

A Linha E inferior that, Quer há Pescoço UO na Região lombar, hérnia de disco hum e Mais provável de afetar o nervo espinhal com o MESMO Nome e Número de Como uma vértebra delimitadora inferior. Os amantes da anatomia entendre Vai Que como Razões Pará ISSO São MUITO DIFERENTES NAS DUAS contraditório do Corpo

Os síntomas Específicos de hérnia lombar discos intervertebrais

Sem Caso Mais Comum de Uma lombar Baixo discotecas herniados, o da Saliencia locais OU nuclear Extrusão E inferior à da medula espinal, e APENAS raízes nervosas estao em Perigo de QUALQUÉR compressão. (Se ocorre Uma hérnia não Pescoço, um also Ser medula espinal PODE submetida a pressao.) Uma hérnia Central do disco L4 / L5, raro enquanto, PODE comprimir Nervos sacrais raízes bilateralmente, produzindo o Que É Chamado hum "síndrome da cauda eqüina", À Associada dificuldade em urinar, incontinencia fecal e dor OU dormência nsa Membros períneo e inferior. Isto É requer Cirurgia Imediata.

Os síntomas Mais Comuns de hum disco lombar escorregou São dor nas Costas (possivelmente devido a Uma Ruptura fazer anulus) e dor no segmento do Corpo nervosas em Que OS Distribui afetadas (chamados OS dor radicular). Dor localizada na parte de Trás, sem that IRRADIA Ao Longo da Distribuição de hum nervo espinal, provavelmente NÃO E DEVIDA um Uma hérnia de disco, mas sim parágrafo ligamentos OU Músculos das Costas tensas.

discotecas OS lombares Mais frequentemente hérnia São L4 / 5 e L5 / S1; ASSIM, OS Nervos Mais comumente afetadas São L5 e S1. Por ESTA Razão, E Importante that rápido Você a conhecer como Distribuições irreguläres destes Nervos. A dor Resultante de Envolvimento L5 Espalha a Partir fazer Aspecto exterior da parte inferior da perna Entre OS dorso do pé Ao Seu bordo interno. A dor de Envolvimento S1 E Abaixo da panturrilha e na Fronteira unica e exterior do pé. A dormência Associada à compressão L5 e Mais marcante Sobre o dorso do dedo grande do pé. A dormência Associada à compressão S1 e Mais acentuada na parte lateral, da sola do pé.

Desde Uma hérnia de disco also IRA comprimir Uma raiz ventral, Fraqueza motora e Um sintoma Comum. O Maior grau de Fraqueza motora Associada a Uma compressão da raiz ventral L5 E o de dorsiflexão fazer Dedao fazer PE, e, em menor Medida dos Outros DeDos fazer pé e tornozelo. A Fraqueza Associada com Uma compressão de raiz ventral S1 E predominantemente hum dos flexão plantar do pé.

Compressão das raízes nervosas L4 E Menos Comum do that de QUALQUÉR L5 S1 UO. Dormência e Mais marcante Sobre o maléolo medial; Extensão do Joelho (e em dorsiflexão do tornozelo, em menor Medida) E fraca.

O Procedimento de Exame físico parágrafo Uma hérnia de disco E Chamado de "Elevação reta da perna". Com o Paciente deitado em SEU / volta sua, rápido Você Levantar o Membro inferior fazer MESMO Lado Como a dor Que Tem SIDO relatada. Se a dor PODE radicular Ser provocada Antes de ter flexionado fazer Quadril atraves de 70, O Que Sugere uma Presença de Uma hérnia de disco. Desde como raízes nervosas NEM Sequer se estendeu Até ter flexionado fazer Quadril atraves de Pelo Menos 30, se o Paciente se Queixa de dor radicular não Início do Movimento, e Um Sinal de algo diferente de Uma hérnia de disco. Um aumento perna reta positiva (dor decorrente 30-70) E AINDA Confirmado se uma dor FICA Pior when rápido Você deixar o apartamento perna mentir Sobre a mesa, mas dorsiflexão do tornozelo. Rápido Você TAMBÉM DEVE tentar elevar o Membro inferior do Lado oposto Aquele em Que o Paciente relatou dor. Embora hum contralateral Elevação da perna reta NÃO costuma Produzir uma dor radicular de Uma hérnia de disco, se ocorre uma dor, E AINDA Mais diagnóstico de Uma hérnia de disco Que É UM teste de perna positivo ipsilateral reta. QUANDO UM teste de Elevação da perna contralateral E positivo linear, o núcleo pulposo herniado E provavelmente pressionando o angulo agudo Entre o nervo espinal e o saco durai (o Chamado axila do nervo espinal).

Espondilólise e Spondylolisthesis

A frontal parte E Composta cabelo Corpo, pedículos OS, OS zigapófises Superiores, e Os Processos transversais. Um PECA Traseira E Composto cabelo Processo espinal, como Duas lâminas, e OS zigapófises Inferiores unidas a ELAS. Defeitos bilaterais nsa interarticulares contraditório constitui Uma Chamada Condição spondylolysis. Uma consequencia Comum de L5 spondylolysis E UMA cedência das graduais Estruturas ligamentares intactas Que ligam uma frontal parte do L5 Ao ilia e sacro. ISSO permite that um PECA frontal parágrafo deslizar parágrafo Baixo e parágrafo frente, Uma Condição conhecida Como espondilolistese. Uma vez that um PECA Traseira de L5 NÃO muda de posição, Não há compressão do Conteúdo do canal vertebral. Os síntomas de espondilolistese São geralmente confinados à dor de lesão de ligamentos e / ou espasmo do músculo.

Conceito central 3 – Sistema Nervoso Periférico e fazer nervo espinhal

Neuralgia occipital E MUITAS vezes tratada com medicação oral, mas Estes PODEM NÃO funcionar. Embora eu tenha dito that anestesiar o nervo occipital Maior E o diretor Método de diagnóstico occipital neuralgia, ELE TAMBÉM servir Como hum Tratamento Que dura varias Semanas, e PODE Ser repetido. Outros Tratamentos incluem uma Implantação Perto do nervo hum eletrodo that Cronicamente Estimula-lo (provavelmente rápido Você vai saber Por Que ISSO Funciona em Seu curso de neurobiologia), or Destruição, MESMO Cirúrgica da raiz dorsal C2.

occipitais Enxaquecas (Desejo reconhecer Xiaoti Xu, um Stony Brook Estudante de Medicina, POR Chamar Minha Atenção parágrafo ESSA Correlação Clínica).

NÚCLEO DE CONCEITO 7 – Inter-Relação Entre a medula, meninges Espinhal, e Coluna Vertebral

Em Primeiro Lugar, um Fim de predizer como consequencias neurológicas de feridas penetrantes à parte de Trás, é Preciso saber Onde OS Diferentes Segmentos da medula espinhal deitar em Relação à Coluna vertebral. Há hum Guia relativamente simples uma this information – Apenas o dígito 1 Precisa Ser memorizado:

A parte Superior do segmento espinal medula C1 residir topo oposto da vértebra C1 .
A parte Superior do segmento espinal medula T1 residir topo oposto da vértebra T1 .
A parte Superior do segmento espinal medula L1 residir topo oposto da vértebra T11 .
A parte Superior do segmento espinal medula S1 residir topo oposto da vértebra L1.

DEVE Ser Óbvio Que lesões na Coluna vertebral, Abaixo do disco intervertebral de L1 / L2 Única constituir hum Risco Pará como radículas nervosas espinais, Nao à Própria medula espinhal.

Uma vez that O Espaço subaracnóide inferior Ao disco de L1 / L2 E preenchido com dorsal e radículas ventrais Flutuantes em hum tanque de fluido cerebrospinal, Uma agulha inserida between como espinhas das vértebras lombares Inferiores, e, em SEGUIDA, atraves da dura-máter / aracnóide não subaracnóide Espaço, vai nÃO ferir a medula espinhal, um Menos Que o cabo se estende AINDA Mais inferiormente fazer Que É típico (havendo Alguma Variação em normais quão Baixo a medula espinhal vai). Assim Como uma pessoa térios dificuldade parágrafo empalar hum Pedaço de Espaguete cozido Que flutuam na Água, POR ISSO, Uma agulha inserida Entre espinhas lombar baixa no Espaço subaracnóide provavelmente vai APENAS empurrar rootlets flutuando de Lado. Este Procedimento E Chamado de punção lombar. A agulha DEVE ATRAVES Passar fazer ligamento supra-espinhal, ligamento interespinhoso, ligamento amarelo (Que É MUITAS vezes visto Como oferecendo Maior Resistência), epidural Espaço, dura, e aracnóide. punções lombares Que Entram no Espaço subaracnóide São Feitos parágrafo Amostra de fluido cerebrospinal UO parágrafo injetar Agentes Anestésicos não CSF. A ponta da agulha PODE Ser parado no Espaço epidural espinal PARA O Propósito de Injecção de Agentes Anestésicos here (ver epidural lombar Anestesia abaixo).

No adulto, o local, preferido de Uma punção lombar E Entre o 3º e 4º lombares Espinhos Porque este site de e suficientemente baixa Para Evitar a medula espinhal em Quase todos. Uma punção lombar PODE Ser tentada Entre OS Espinhos de L2 e L3 (mas Veja abaixo), ou Menos comumente Entre L4 e L5. Independentemente Disso, se o Paciente E Convidado a adoptar Uma posição com a parte das costas inferiores flexionado, O Espaço do Pará a Passagem da agulha Entre Dois Espinhos adjacente E alargada. Deveria Ser Óbvio Que uma mulher gravida, Perto de termo NÃO PODE flexionar SUA Coluna lombar, tanto Quanto a maioria das OUTRAS PESSOAS.

Lombar Epidural Anestesia

Sacral Epidural Anesthesia (bloco de sela)

Este e Um Método de anestesia espinal Nervos sacrais. Aproveita-se o facto de that a manga da dura-máter espinal / aracnóide e Mais Curta fazer that a Coluna vertebral. A dura-máter e aracnoideia finais S2 em. ASSIM, PODE-se introduzir anestésico no Espaço epidural relativamente grande do canal vertebral sacral atraves de Uma agulha introduzida atraves do hiato sacro. ISSO e Chamado de hum bloco de sela, porqué uma área da Pele anestesiada E muito bonito O Que estaria em contacto com Uma sela Sobre a qua se estava Sentado. O Bloqueio em sela foi projetado principalmente parágrafo anestesiar o períneo Durante o parto. NÃO e Mais popular. Uma das Razões Para o Seu FIM E Porque Existe Uma Tendência Para a Matéria fecal PARA O vazamento a Partir do ânus e contaminar o local, de entrada do cateter. A Outra Razão E o grande Sucesso do Bloqueio peridural lombar parágrafo Obstetrícia.

Conceito central 8 – Parede Torácica

Uma Extensão superolateral de Tecido glandular mamário atinge uma axila. ELE E Chamado a cauda axilar de Spence. Se cística, Que Ira apresentar inchaços Tão palpáveis ​​na axila.

Se o Cancro da mama se Espalha parágrafo hum ligamento de Cooper, ELE Será, Reduzido, causando Uma Covinha na Pele da mama.

Há OUTRAS vias de anastomose that PODEM trazer sangue de Ramos do arco aórtico à aorta descendente. Dois principais Entre estas São Paulo (1) a anastomose between como artérias epigástricas, e (2) anastomosa between como artérias Músculos Associados a escápula de Alimentação. Será, rápido Você Capaz de deduzir OS Participantes da Primeira Como rápido Você aprende Mais anatomia. Este Último E descrito em Conceito Núcleo 86.

Conceito central 9 – torácica cavidade (contendo o pleural Sacs, Pericárdica Sac, EO mediastino

No adulto, hum Pequeno saco de parietal pericardio seroso PODE Ser empurrada parágrafo fóruns atraves de hum defeito adquirido não pericardio fibroso, parágrafo Produzir hum Chamado divertículo pericárdico. Embora Incomum e assintomáticos, divertículos de pericardio alteram a sombra Cardíaca em Raio X.

Conceito centrais 10 – pulmões

Como resultado da posição assimétrica da carina, objectos Estranhos inalados tendem a Passar PARA O brônquio principais Direito, e, ASSIM, PARA O pulmão Direito Mais Frequência do que no Esquerdo. Se uma pessoa ESTÁ em decúbito dorsal (Como Durante a Cirurgia), ENTRAR materiais Estranho na Árvore brônquica (SEJA à Direita UO à Esquerda) provavelmente Ira fluir parágrafo OS Segmentos colocados posteriormente fazer pulmão, na maioria das vezes o segmento posterior do lobo OE superiores segmento superiores do lobo inferior.

Um pouco de Detalhe Sobre Autonomic Innervation de e Sensation de, brônquios e pulmões

Como seria de Esperar, o músculo liso da vasculatura brônquica recebe tanto inervação simpática e Parassimpática. Além Disso, Como E de Esperar, o músculo liso e Glandulas de brônquios Receber Uma rica inervação Parassimpática. O Que É Surpreendente E that o músculo liso e Glandulas da Árvore brônquica Receber (Princípios Alergia fazer Middleton Pouca OU nenhuma inervação simpática & Prática, 6ª Edição. 2003. N. Franklin Adkinson Jr et al. eds. Mosby, Phila.). Para citar RECENTE Uma Revisão (Canning BJ, Fischer A. 2001 Regulação neural das vias respiratórias tônus ​​do músculo liso Resp Physiol 125 :. 113-127). "A inervação contráctil predominante do músculo liso das vias respiratórias E parassimpático e colinérgico na Natureza, enquanto Que a inervação Relaxante Primária das vias Aéreas E Composto POR NÃO colinérgico (synthase- óxido nítrico e contendo péptidos intestinais vasoactivos), Nervos OS parassimpático. Nervos Simpáticos-adrenérgicos Jogar POUCO OU Nenhum papel na Regulação diretamente tônus ​​do músculo liso das vias respiratórias humanas." Este E Aparentemente devido a Uma "escassez de Fibras nervosas adrenérgicos that inervam o músculo liso das vias Aéreas". Quero enfatizar, não entanto, that o músculo liso das vias Aéreas NÃO relaxar em RESPOSTA à Circulação de hormonas medulares adrenais.

O pulmão NÃO Sentir dor. É Verdade that como Fibras aferentes viscerais correr ao Lado de Fibras Autonómicas vagais, mas Estes aferentes NÃO carregam dor sensu stricto. ELES carregam INFORMAÇÕES Sobre estiramento (that, não entanto, Parece NÃO atingir a Consciência), e enguias provavelmente Levar uma sensação de desconforto Que se experimenta DEPOIS de irritação mecânica OU química, OU Durante Ataques de asma.

Conceito central 14 – vasos cardíacos e Nervos

Origens das artérias coronarianas, dos seios da válvula aórtica

Trajeto da Artéria descendente posterior em hum Coração dominante CORONARIA Direita

Uma Variação Comum E UMA Origem primitiva da Artéria descendente posterior da Artéria CORONARIA Direita. Neste Caso, o sai PDA na superficie posterior do Coração Antes da Junção fazer Sulco coronario, com uma posterior ranhura interventricular (that intersecção E Chamado o cerne do Coração. Entao, o PDA, em SEGUIDA, APENAS meandros PARA O Sulco interventricular posterior. O Cirurgião DEVE Estar CIENTE Desta possibilidade, se para Necessário para contornar UM BLOCO não PDA.

A maioria de ponte de safena e de Coração Aberto cirurgias implicam perfusão do Coração com Solução cardioplégica – Coisas que Faz com Que Seu Coração Parar. Em cerca de Metade Tais Casos, a Solução cardioplégica E bombeado parágrafo Trás nenhum seio coronario Para alcançar o leito capilar do Coração. ISSO e Chamado de retrógrada cardioplegia. (Espero Que rápido Você saiba Que o Fluxo venoso normal, sem seio coronario ESTÁ longe do leito capilar, Como E O Caso de Veias los Geral.) Cardioplegia retrógrada PODE Ser o Único Meio de INTRODUÇÃO de Solução de Parar o Coração, OU PODE Ser combinada com Solução Que ESTÁ Sendo enviada atraves da artérias coronarianas, Esquerda e Direita, Que É Chamado de cardioplegia anterógrada. Em cardioplegia retrógrada, uma Solução sai do capilar cama via Veias Thebésio, Que São Pequenas Veias Que funcionam de capilares Coração diretamente na cavidade de Todas como Câmaras do Coração. cardioplegia retrógrada portanto E Possível Por Causa da existencia de Veias Thebésio, Que apresentam Uma rota alternativa de SAÍDA do leito capilar.

Ataque falsa Coração

Uma vez Que OS Segmentos da medula espinal receberam dor do Coração São OS mesmos that aqueles Que receberam dor torácica fazer esófago, dor Que emana da Doença fazer Último PODE Ser confundido com hum ataque cardíaco. TALVEZ POR ISSO 30% das Pessoas Que se apresentam com dor de angina TEM artérias coronarianas, normais (Garrison, DW et al dor 49:. 373-382).

Um Tratamento Incomum parágrafo Cardiac Angina

Por uma Variedade de Razões, certos patients com angina intratável Não São bons candidatos parágrafo a revascularização do miocárdio OU angioplastia coronaria. Porque a dor decorrente de isquemia dos cursos de Coração Ao Longo dos axônios that seguem o Caminho inverso fazer Fluxo simpático PARA O Coração, um Método Utilizado PARA O Tratamento Desses PACIENTES E parágrafo excisar Uma Porcão do Tronco simpático torácico Superior do T2 – gânglios T5 inclusiva . ISTO TEM SIDO demonstrado parágrafo Recolher o Número de episódios de angina, há decurso de Actividades diarias do Paciente. A Cirurgia TEM o Efeito Adicional de Aumentar o ritmo Que o Paciente PODE SE Envolver em Exercício formais Antes de experimentar a dor de angina. TALVEZ há Uma Redução na demanda de Oxigênio fazer Durante miocárdio o Exercício Por Causa de hum Efeito secundário da simpatectomia parágrafo Recolher a Frequência Cardíaca e da pressao arterial Durante o Exercício (Wettervik, de 1995 C et al. Dentro The Lancet 345: 97-98).

Conceito centrais 15 – Estruturas e não superior posterior Mediastina

Durante a Cirurgia não mediastino superior, E possivel equivocadamente nick UMA das artérias pulmonares. Um Fim de Controlar o sangramento TEMPORARIAMENTE, E MUITO MAIS facil de abrir fazer pericardio e Fixar o tronco pulmonar Dentro do saco pericárdico fazer that tentar prender o vaso danificado não mediastino superior.

Conceito central 16 – Algumas Relações IMPORTANTES de Estruturas torácicas

Esquerda do nervo laríngeo Recorrente

A constrição bronco-aórtico do Esôfago

Atrial Esquerdo Hipertrofia e Esôfago

Nervos OS frênico e do diafragma Paralisia

Paralisia diafragmática bilateral E Menos Comum do that a Paralisia unilateral e geralmente Resulta de Uma Doença do Sistema nervoso that amplamente afeta Músculos (Por Exemplo ALS). si Em, Paralisia diafragmática NÃO bilateral E fatal. dispnéia sepultura e ortopnéia São síntomas Muito Constantes. O Último Problema E TRATADO COM Ventilação com pressao positiva Durante o sono. plicação bilateral fazer diafragma tentada PODE ser.

Conceito centrais 17 – Anatomia de superficie de Estruturas torácicas I: Marcos e Estruturas não mediastino

* Tamanho do Coração

Um Coração Cujo ápice E laterais à Linha mamaria E claramente Aumentada OU deslocada.

Tricúspide Valve – Textos Sobre diagnóstico físico diferem; Alguns dizem para ouvir diretamente Acima da Articulação xiphisternal, Outros dizem parágrafo Colocar o estetoscópio na medial
Do final de quinto Espaço intercostal Esquerdo.

Válvula Mitral – Sobre o ápice do Coração.

Válvula Pulmonar – não medial definitiva do Espaço intercostal 2ª à Esquerda.

Válvula aórtica – não medial final, fazer Segundo Espaço intercostal Direito.

Conceito central 18 – anatomia de superficie do tórax II: pulmões e pleura

Como Razões Mais IMPORTANTES Para conhecer como Projeções de superficie das cavidades pleurais TEM a ver com a ESCOLHA de LOCAIS Para introduzir Uma agulha com a finalidade de retirar o Excesso de Líquido pleural fluido OU Excesso de pericardio.

Um Velho Método de pericardiocentesis E uma Abordagem paraesternal Esquerda. A agulha foi inserida atraves do 5º Espaço intercostal Esquerdo imediatamente adjacente Ao esterno (ASSIM medial à Artéria torácica interna e, provavelmente, Perder NÃO Só o pulmão, mas also o saco pleural). This Abordagem Caiu em desgraça Por Causa de hum Maior Risco de danificar o LAD, embora eu imagino Que este Risco E menor se a Quantidade de Líquido pericárdico e grande.

Ausculta do pulmão (Assistir Ao pulmão com hum estetoscópio)

Rápido Você PODE Prever o Que parte de hum pulmão Sera Ouvido com hum Estetoscopio Se Você Conhece como Projeções superficiais dos Lobos e uma posição Dentro de hum lobo DOS Segmentos broncopulmonares.

Um estetoscópio colocado na fossa supraclavicular (Isto É APENAS superiores Ao terço Médio da clavícula) ouvirá o segmento apical do lóbulo superior.

nenhuma Direito Lado, o lobo Medio (medial segmento) se o estetoscópio E colocado um Partir fazer 4 a 6 de cartilagens costais.

E MUITO Importante perceber Que Você Não PODE Ouvir o lobo inferior Ao Longo da frente do peito, e Você Não PODE Ouvir o lobo Médio na Linha axilar mídia.

Conceito central 19 – Abdôminopélvica Cavity e Recados

Transverso abdominal Plane (TAP) Block (gostaria de reconhecer o meu colega Nathan Kley POR Chamar Minha Atenção Para a existencia fazer TAP bloco).

Artéria epigástrica superficial

Apos ramo da Artéria Comum femoral, uma Artéria epigástrica Entra superficial na Camada subcutánea e corre Para cima na fáscia de Camper. Este Caminho cruza o da incisão (Correndo de espinha ilíaca ântero-superior Ao púbico tubérculo) Que É Feita Durante Uma Reparação externa de inguinal Uma hérnia. (Um reparo externo E UMA Feita a Partir do exterior, em Oposição a laparoscópica Uma Reparação, um abdominal qua E Feita a Partir de Dentro da cavidade.) Durante uma Reparação externa de Uma hérnia inguinal, o Cirurgião DEVE identificar e amarrar um epigástrica Artéria superficial, OU ENTÃO o Paciente Ira desenvolver hum mau hematoma.

Conceito central 20 – inserções de Músculos abdominais trilaminar, uma bainha do reto e do canal inguinal

A inervação simpática do testículo deriva de T12-L1 da medula espinhal. Como previsto, Os axônios sensoriais viscerais do Curso testículo "Pará Trás" juntamente com OS axónios Simpáticos Para alcançar OS Segmentos T12-L1 da medula espinal. dor testicular E OS referido Segmentos da Parede do Corpo T12-L1, predominantemente Ao Longo dos Caminhos de Distribuição dos Nervos iliohipogástrico e ilioinguinal.

Conceito Central 21 – hérnias Apresentando Perto da virilha

Os Médicos costumam USAR nomos Diferentes parágrafo Estruturas inguinal fazer that OS anatomistas (embora ISSO ESTÁ SE Tornando Menos Frequente). O ligamento inguinal PODE Ser Chamado ligamento de Poupart; o ligamento lacunar PODE Ser Chamado de ligamento de Gimbernat. Eu nao gosto dessas epônimos, mas as vezes eu prefiro Terminologia clínica. Por Exemplo, eu prefiro USAR o termo ligamento de Cooper PARA O periósteo engrossado POR Trás do pubis pecten (Veja Núcleo Conceito 94), AO Passo that Menos anatomistas ecumênicos Chamá-lo o ligamento pectineal.

Mais Sobre destacados diretores de hérnias inguinais

Frequência de hérnias

NÚCLEO CONCEPT 24 – Fígado e pâncreas

Fornecimento de sangue hepático

Nomenclatura Cirúrgico Pará lobos do Fígado

Existem Três principais Veias hepáticas Que Entram no IVC. ELES São chamados de Direita, Meio e Esquerda. A Media veia Encontra-se Profundamente Dentro do Fígado Ao Longo da Linha de Cantlie, portanto, não há limite Entre lobos OS fisiológicas Esquerda e Direita. ELE recebe afluentes de AMBOS OS lobos. Como Veias hepáticas meio E Esquerda geralmente se juntar Antes de Entrar na VCI. Há TAMBÉM UM Número Variável de Veias hepáticas Curta (em Média inferior de 3 mm de Diâmetro) Que passa a Partir da Região do Fígado circundante da fossa cava Directamente Para a VCI. Estas Pequenas Veias hepáticas NÃO DEVE Ser ignorado Durante a remoção de Partes do Fígado na Vizinhança da fossa cava (ver abaixo). Do Ponto de Cirúrgico vista, E Importante Notar Que há Uma zona Estreita Que Funciona supero-inferiormente Ao Longo da superficie anterior do IVC that NÃO recebe Veias hepáticas.

Fígado Segmentação, hepática lobectomía e segmentectomia hepática

Os Cirurgiões dar ênfase Ao facto de Que OS lóbulos fazer Fígado PODEM SER AINDA divididas em Segmentos de base com na Distribuição de ramos secundarios e terciários fazer vasculares e biliares arvores. (Revista Você DEVE SE Lembrar Que Uma segmentação semelhante ocorre no pulmão.) Algumas classificações referem-se a Quatro Grandes Segmentos hepáticos:

deixou segmentectomia lateral, – a remoção do lobo Esquerdo fazer anatomista

trissegmentectomia Direita – a remoção do Direito lobo (Que Tem Dois Segmentos principais) e o segmento medial Esquerdo (caudado e Quadrado lobos)

Para executar Uma lobectomía hepática, o Cirurgião Pará vai a porta hepática e OS LAÇOS um portal vai PARA O lobo Relevante Artéria, veia, e ducto biliar da Tríade. Uma parte do Fígado, that FICA cinza E ENTÃO ressecado. Em Casos de lobectomía Direita, A Fronteira Entre como contraditório Vermelho e cinza Será, uma Linha de Cantlie; uma veia hepática Média SITUA-SE Deste limite e DEVE Ser Preservada, apesar de SEUS afluentes, desde o lóbulo Direito DEVE Ser Ligado. A veia hepática Direita E Amarrado fóruns Como ELE Entra no IVC, Como São Todas como Veias hepáticas Curtas Que Passam a Partir do lóbulo Direito ao IVC.

Um dos perigos de Uma segmentectomia lateral, Esquerda E devido Ao Fato de Que, nenhum Fundo à fissura do ligamento redondo (that Cirurgiões Chamam uma fissura umbilical) Encontra-se o Único ramo da veia porta that NÃO segue como artérias e Vias biliares. este "umbilical" parte da veia Porta Da ramos parágrafo Ambos OS Segmentos medial Esquerdo e Esquerdo lateral. Durante Uma segmentectomia lateral Esquerda ESTA parte umbilical da veia porta DEVE Ser Preservada; APENAS SEUS ramos PARA O segmento lateral Esquerdo ESTÁ Amarrado.

Um Método de ressecção hepática that requer Menos Conhecimento da anatomia E uma ressecção em cunha. O Cirurgião APENAS coloca Grampos Entre uma parte portador de tumor do Fígado e A boa parte, em SEGUIDA, corta o ex, escorando vasos e ductos biliares Ao Longo do Caminho.

A maioria das Fibras de dor da vesícula biliar viajar centralmente Nos mesmos Feixes de Nervos Que trazem inervação simpática um ESSA Estrutura. Uma vez Que o intestino anterior recebe SUA inervação simpática do T5-T9, e da vesícula biliar E UMA CONSEQÜÊNCIA da extremidade distal do intestino anterior, rápido Você estaria Correto deduzir that SUAS Fibras de dor voltar principalmente parágrafo T7 – ​​Segmentos T9 da medula espinhal . dor referida de colecistite OU Cálculos biliares normalmente E sentida AO Longo das 7ª Certas – Espaços intercostais 9th, varrendo de Trás Para a frente Perto do angulo inferior da escápula Pará um epigástrica Região.

Durante uma colecistectomia, se o Cirurgião IDENTIFICA Uma Artéria cística Que Parece Ser Muito grande, ELE DEVE Ser dissecados Para se certificar de that NÃO E UMA arteria hepática. Se uma Artéria cística Parece Pequena, desen-se considerar a possibilidade de that ELE E APENAS UM ramo anterior da Artéria cística, or that o Paciente TEM Uma Artéria cística dupla anômala. Se OS Laços Cirurgião fóruns Apenas o ramo anterior, OU APENAS Uma das Duas artérias císticas, Acreditando Que É unico e completo do Navio, haverá hum monte de sangramento when a vesícula biliar E puxado parágrafo fóruns.

Uma anomalia Comum do Sistema biliar, E a existencia de hum canal Pequeno biliar Que sai do Lobo Direito do Fígado e corre nenhum leito da vesícula biliar (Isto É, sem Tecido conjuntivo subvesicular Entre a vesícula biliar e do Fígado) Para Chegar Ao hepática Direita OU Comum ducto biliar hepática. este "duto de Luschka" PODE Ser Ferido em colecistectomia. Além Disso, haver PODE Pequenas ductuli biliares Que deixam uma substancia que Fígado ao Fim cegamente sem subvesicular Tecido conjuntivo. Estes São Uma fonte de fuga de bílis auto-limitante na Sequência de Uma colecistectomia.

NÚCLEO CONCEPT 25 – jejuno, íleo, cólon e reto

Identificação de Segmentos intestinais na Cirurgia

O Fold Bloodless Surpreendente de Treves

I Ajudar a ensinar hum curso de anatomia Cirúrgica Para Estudantes de Medicina do Quarto ano. Durante ESSE CURSO, um colega (Dr. Fidel Valea) fez Menção de Uma Estrutura com um qua eu era Completamente Desconhecido. Chama-se a "vezes sem derramamento de sangue de Treves". Cito Morris ‘Anatomia Humana (pp. 1379-1380, 11ª edição, eds. J. P. Schaeffer et ai.. McGraw-Hill, NY).

"Se o Apêndice E Desenhada caudal de Modo uma Colocar Seu mesentério nenhum trecho, Uma dobra peculiar Sera encontrada Para se juntar Ao mesentério. This Dobra aumento inferior ileocecal a Partir da borda Oposta fazer íleo a Fixação do mesentério. Em SEGUIDA, passa atraves da Junção ileocecal não Seu Aspecto caudal e e aderente Ao ceco. e, Finalmente, junta-se à superficie do mesentério do Apêndice. This dobra E peculiar na Medida em that Quase Não Tem quaisquer vasos visíveis, E E MUITAS vezes conhecida Como uma “dobra sem derramamento de sangue de Treves ‘."

Sem PRÓPRIO Livro de anatomia Treves “, ELE NÃO descreve o significado da dobra sem derramamento de sangue that today Leva Seu nome. Valea DeCLARA Que o Dr. "Que É, Por vezes, um marco util, uma Exposição when rápido Você limitou, parágrafo identificar o íleo terminal, pois É O Único lugar no intestino delgado Que Tem Gordura antimesentérica." Outro dos Meus Colegas (Dr. Joseph Sorrento) Diz Que PODE Ajudá-lo a localizar o Apêndice. Pessoalmente, Acho Que SUA História Tão interessante Quanto o Seu significado clínico.

Localização do baço (Esquerda cólica) Flexure

Em 1889, o Cirurgião americano Charles McBurney Fez um Observação Seguinte:

Hoje em dia, Ponto (de ternura Máxima em apendicite aguda) de McBurney ESTA um dito Ser na Junção do Terço e Media lateral, hum terço da Linha Entre a espinha ilíaca ântero-superior e o umbigo. Considerando McBurney pensei Que este correspondeu uma base do Apêndice, Estudos Recentes sugerem that O Último E normalmente inferomedial Ao Ponto de McBurney. No entanto, OS Médicos AINDA consideram ternura Máxima nenhum Ponto de McBurney Para Ser hum forte indicador de apendicite aguda.

Linha branca da Toldt

A Proposito, como regions da cavidade peritoneal em AMBOS OS LADOS das Linhas Brancas de Toldt (E ISTO, parágrafo a Direita do cólon ascendente e Pará a Esquerda do cólon descendente) São chamadas Calhas paracolic. Cancros Que derramam na cavidade peritoneal, Tais Como Câncer de ovário OU colorretal, PODE semear como Calhas paracolic, POR ISSO o Cirurgião DEVE Olhar Lá (BEM Como POR Trás do Fígado e baço) na Avaliação de metástases intraperitoneal.

Conceito Central 27 – drenagem venosa do intestino e SUAS Estruturas Associadas

Portossistêmicos venosos Anastomoses

Há Uma quarta anastomose portossistêmica NÃO mencionados no Núcleo Concept 27. Ela ocorre between como Veias secundariamente retroperitoneal mesentéricos e como Veias principalmente retroperitoneais da Parede posterior abdominal. Dilatação destes anastomoses NA hipertensão portal NÃO E NEM observável NEM sintomático. Um destas importancia anastomosa NÃO ESTÁ relacionada à hipertensão portal, mas Ao Fato de Que A SUA existencia oferece turnos Pará uma PROPAGAÇÃO do Câncer de intestino parágrafo Estruturas de Parede de Corpo posteriores, incluíndo uma vertebral Coluna.

Como foi dito no Capítulo, o sangramento de varizes de esôfago E uma consequencia Mais túmulo portal da hipertensão. Dessas PESSOAS COM cirrose do Fígado Que Realmente experimentam varizes de esôfago sangra, 40% – 50% morrerão de Seu Primeiro Episódio de sangramento não Prazo de SEIS Semanas. Existem methods NÃO Surgical Para o Tratamento de varizes esofágicas, Mais notavelmente, escleroterapia em that fibroscopia E USADO parágrafo guiar um Injecção de Uma Solução de PROMOVER uma trombose NAS Veias dilatadas.

Há also Uma nova Técnica de derivação Que evita uma Cirurgia abdominal POR completo. Isto É implica um hum Dispositivo tubular Inserção de na veia jugular interna Direita e enfiando-a parágrafo Baixo na veia inominada Direita, uma cava veia superior, Átrio Direito, e cava inferior em Uma grande veia hepática. O Dispositivo E ENTÃO empurrado atraves da Parede da veia hepática em that o Tecido do Fígado real, e atraves do Tecido do Fígado em hum dos Grandes ramos da veia porta. O tubo ágora Conecta hum grande ramo da veia porta hepática uma Uma grande veia. ELE E deixado no para locais CRIAR UM shunt portosytemic intra-hepática. O Procedimento E Chamado transjugular intra-hepática Portosystemic Shunt (TIPS) e e radiológico Realizado soluço monitoramento. O Problema COM DICAS E that o shunt tende a tornar-se bloqueado Ao Longo do Tempo. ELE PODE Ser o Método de Escolha, se o Paciente IRA logotipo TEM UM Transplante de Fígado, POR DICAS CAUSA NÃO Deixa de aderências intra-abdominais that PODEM complicar a Cirurgia de transplante.

Hemorróidas São distintas das varizes anorretais. Para entendre ISSO, é Preciso saber Um pouco de Detalhe Sobre a anatomia do canal anal. Para Dois centimetros Acima do ânus fazer Revestimento interno do canal anal E Composta Por uma epiderme escamosas modificadas destituídas de Cabelo e Glandulas. ISSO as vezes E Chamado anoderm. Acima Desta Região do Revestimento interno do canal anal E Composto POR epitélio colunar, Como o resto do recto. A Linha de demarcação Entre anoderm e epitélio colunar E Chamado de dentado UO pectinate Linha. Abaixo da Linha dentada do canal anal E Altamente Sensível, Como E um Pelé regular; Acima da Linha dentada da inervação E visceral na Natureza.

Tanto o anoderm e descanso epitélio colunar Em Cima de Uma Camada de Tecido submucoso. Normalmente existem regions de Veias dilatadas na submucosa. SE a submucosa, com SUAS dilatações venosas Normais, se Torna "afrouxou" A Partir de Tecidos Mais profundos e protuberâncias PARA O Lúmen fazer canal anal, ESTA E UMA hemorróida UO (Pilha). Às vezes OS Tecidos hemorroidais prolapso parágrafo Baixo atraves do ânus.

A Incidência de hemorróidas em patients com hipertensão portal e um MESMA that na População los Geral, Que Ilustra a Natureza distinta de hemorróidas de varizes anorrectais. Este Último PODE Ser distinguida de hemorróidas Porque o inchaço venosa de Uma variz colapsa when uma pressao E Aplicada e volta a aparecer rápidamente when uma pressao E libertada.

NÚCLEO CONCEPT 28 – O menor e Maior Sacs da cavidade peritoneal, EO epiplóica Forame

Conceito Central 29 – Rins, Suprarenal Glandulas, ea lombar Plexus

Artérias renais Acessórias

Sabendo Que como artérias Renais Acessórias São Bastante Comuns E Importante na Cirurgia de transplante renal. Todas como artérias Que alimentam o aro de Doador devem Ser Ligados Entre si de MoDo Que todos Serao alimentados when se juntou a Uma Artéria da pessoa Que recebe o transplante.

Carcinoma de Células Renais

Uma vez Que uma veia renal Direita e Tao do Curto, carcinoma de célula renal do Rim Direito PODE fácilmente Entrar na VCI e viajar PARA O Coração. PODE tumor Este geralmente Ser retirados da VCI Porque NÃO ADERE A SUA Parede, mas se o tumor atinge o Coração, desvio cardíaco E Necessário obtê-lo parágrafo fóruns.

Fornecimento de sangue PARA O ureter

Conceito Central 30 – Relações I abdominais

Varicocele ea Esquerda Testicular Vein

90% DOS Casos ocorrem sem Esquerdo Lado. ISTO PODE Ser Porque a Esquerda veia testicular, em vez de esvaziar parágrafo a VCI Directamente tal Como uma veia de testículo Direito, Primeiro junta-se à veia renal Esquerda. Como PESSOAS TEM sugerido that uma Junção de 90 graus da veia testicular Esquerda com uma veia renal Esquerda provoca Uma Resistência em relaçao Ao Fluxo UO Mais convincente Para Mim, Que em algumas PESSOAS uma compressão da veia renal Esquerda Entre a SMA e aorta provoca hum venosa Elevada pressao Que É transmitida parágrafo a veia testicular Esquerda. Se hum Paciente apresenta com hum varicocele do Lado Direito unilateral, o médico DEVE Olhar Para a Doença intra-abdominal Que provoca Obstrução do IVC Acima do Ponto de entrada da veia testicular Direita. Essa Obstrução NÃO Deveria causar hum varicocelo do Lado Esquerdo, porqué a Esquerda renal veia, Que recebe a veia testicular Esquerda, drenados PODEM SER ATRAVES fazer Seu anastomose com a Veias frênicas / supra-renais Inferiores.

Síndrome de compressão da veia ilíaca (Síndrome de May-Thurner) (Eu gostaria de Agradecer um estudante de medicina Sergio Marte. Estudante de medicina Stony Brook, POR ISSO trazer A Minha Atenção.)

Conceito central 31 – Abdominal Relações II

Síndrome mesentérica da Artéria superiores

Úlceras da Parede posterior do Estômago PODE corroer PARA O saco menor, derramar o Conteúdo do estomago em Que a Região da cavidade peritoneal, Levando um hum abcesso retrogástrico. E TAMBÉM Possível parágrafo Uma úlcera gástrica Parede posterior parágrafo Anexar e corroer OS vasos do pâncreas e de nas próximidades, or da glândula Esquerda supra-renal, or o quadrante interna superiores do Rim Esquerdo, Todos Os Quais São referidos Como se encontram no leito do Estômago .

Em Virtude de como Relações da vesícula biliar, Doença inflamatoria da vesícula biliar PODE resultar em Uma Conexão Entre a vesícula biliar e o cólon transverso (UMA fístula cholecystocolic) OU Entre a vesícula biliar e uma Primeira parte do duodeno (a cholecystoduodenal fístula).

triângulo de Calot é Sua importancia na Cirurgia da vesícula biliar E descrito na p. 57 de Conceitos de Fundamentos. Um Pequeno nódulo linfático (sem de Calot) Encontra-se na Região anterior triângulo Pará uma Artéria cística. Na Verdade, Meus Amigos Cirurgião Dizer Que, se Você Não Vê este nó na frente do that rápido Você identificou Como uma Artéria cística, rápido Você DEVE Estar preocupado that uma Artéria NÃO E Realmente o cística.

Um Procedimento de Whipple modificado Que sai do Estômago intacto e Inteiro piloro (Isto É, hum piloro-Preservação de Whipple) PODE Ser realizada parágrafo TRATAR cancros Menores da Cabeça do pâncreas, Cancro da ampola de Vater, or Câncer do ducto biliar Comum distai. Uma vez Que o piloro ESTÁ intacta, a Passagem do Conteúdo gástrico PARA O jejuno E Regulada, ENTÃO NÃO haveria necessidade de Realizar Uma vagotomia troncular. AINDA Mais Importante, NÃO SE PODE COMBINAR hum Whipple poupadores piloro com Uma vagotomia troncular Porque disparo vagal E Necessário Para relaxar o esfíncter do piloro e permitir Estômago normais de esvaziamento.

A manobra de Pringle

O Splenocolic ligamento

A Mobilização da flexura esplênica do cólon, Como seria Necessário Ao removedor de Os Dois Pontos Para a Esquerda OU transversais, coloca o baço em Risco de lesão. Textos Surgical mencionar a necessidade de Cortar o "ligamento splenocolic" Para Minimizar o Risco de Tração sem baço, that PODEM romper-lo. Alguns atlas de anatomia descrevem o Que Eu Acredito parágrafo representar hum ligamento splenocolic, mas eu Nunca vi ISSO rotulados Como tal. Pictures em Textos Surgical São Altamente estilizado. A maioria dos Textos de anatomia NÃO mencionam tal Estrutura. Em Uma Ocasião eu o expresso a Uma classe Minha Dúvida de that hum ligamento splenocolic Realmente existiu. Uma hora Mais tarde, um grupo de Estudantes me Chamou parágrafo me Mostrar um. I incluem um here SUA foto.

Conceito central 32 – anatomia de superficie de Estruturas abdominais

Normalmente, o baço NÃO E palpável. QUANDO E grandemente Aumentada, Expande-se anteriormente parágrafo a Direita, e also inferiormente. ENTAO ELE Palpada PODE ser (particularmente na Inspiração profunda), Uma Vez Que emergem soluçar uma cobertura da Margem Esquerda costal, Entre ESTA Margem e fazer umbigo.

Vesícula biliar Sinal de Doenças e Murphy

Um teste clínico parágrafo colecistite aguda E uma Tentativa de Obter o Sinal de Murphy. Rápido Você empurra parágrafo Baixo não abdômen na Margem Direita costal Onde você espera Que a vesícula biliar a mentir, e PEDIR Ao Paciente Para Fazer Uma Inspiração profunda. Um Sinal de Murphy positivo E Definido Como uma interrupção abrupta e Início do esforço inspiratório do Paciente. ELE E geralmente visto Como Uma indicação de Inflamação aguda da vesícula biliar.

NÚCLEO CONCEPT 34 – Órgãos Internos da pelve Comum um Ambos OS sexos

Bexiga e uretra

NÚCLEO CONCEPT 35 – Órgãos Internos da pelve Específicas parágrafo machos

O Câncer da próstata metastático (Gostaria de reconhecer Billy Chun, um estudante de medicina Stony Brook, parágrafo este sidelight clínica e, Mais Importante, Para Mim induzir a ler mais Sobre o plexo venoso vertebral, o que me Levou um Incluir Uma Seção Sobre ISSO na Mais recente Revisão do Conceitos de Fundamentos de Anatomia.)

O câncer de próstata e O Segundo câncer MAIS Comum EM Homens. Nintey POR cento de Cancro da próstata metastático ENVOLVE Ossos da Coluna vertebral. Uma Fração considerável de Estes resultam de se espalhar atraves da Ligação das Veias prostáticas Ao plexo venoso vertebral. Metástases PARA O Cérebro PODE TAMBÉM ocorrer, e Isto É provavelmente o resultado do facto de o sangue não plexo venoso vertebral PODE fluir Quer superiormente OU inferiormente dependendo da pressao toracoabdominal e uma posição do Corpo. Dr. Oscar Batson foi a Primeira pessoa a Sugerir hum papel do plexo venoso vertebral na disseminação do Câncer de da prostata (e Outros Órgãos), Bem Como na disseminação de Infecções, e Como Uma via Pará uma embolia de ar. ASSIM, o plexo venoso vertebral E frequentemente referido Como plexo de Batson.

NÚCLEO CONCEPT 36 – Órgãos Internos da Dinamarca Mulheres pelve EM
Conceito centrais 37 – Vasos sanguíneos e pélvicos ovário

Como o útero aumenta Durante a Gravidez de SUA Atração nenhum ligamento redondo PODE causar dor inguinal.

ISTO PODE Ser Relevante APENAS parágrafo Stony Brook Estudantes de medicina. Durante o Estágio de Terceiro ano em Obstetrícia & Ginecologia, OS NOSSOS Alunos São MUITAS vezes perguntou O Que Estrutura DEVE vascular Ser ligada, Quando cortando o ligamento redondo do útero histerectomia Durante UMA. Os Médicos assistentes estao PROCURANDO um RESPOSTA "Artéria de Sampson", Que, creio, E o ramo ligamentar da Artéria uterina, Que corre por dentro, OU uma tampa paralelo e soluço de, o ligamento redondo do útero.

Anastomose Entre o artérias uterinas e de ovário

A dor do Trabalho de parto

NÚCLEO CONCEPT 37 – Ovário, Os vasos sanguíneos da pelve

Ligação Entre cavidade peritoneal e Externas Mundiais Mulheres em

Uma vez that como Infecções PODEM viajar a Partir da vagina, parágrafo Dentro da cavidade peritoneal, gonorreia PODEM espalhar-se Para a cavidade peritoneal em Mulheres de Uma forma NÃO E Possível em machos.

Se hum óvulo fertilizado (OU SEJA, um zigoto) Encontra-se na ampola da trompa uterina (trompas de Falópio) NÃO POSSA viajar Para o útero, mas em vez sai do óstio abdominal do tubo e Entra na cavidade peritoneal, o resultado PODE Sor Uma Gravidez ectópica abdominal Gravidez. O EMBRIAO PODE implantar no ligamento largo, OU mesentério do intestino, OU UM laço de si intestinal, or peritônio parietal.

Células de Revestimento do útero Derramado Durante a menstruação TAMBÉM PODEM viajar "retrógrado" Pará Dentro da cavidade peritoneal, em that estas Células PODEM Anexar Ao peritoneu parietal da pelve – Uma Condição conhecida Como endométriose. (Na Verdade, apesar de endométriose E Definida Como tendão de Células de Revestimento do útero Cresce em peritônio, Nem Todo Mundo Acredita Que ISSO Acontece POR Meio da menstruação retrógrada.)

Finalmente, o médico, PODE injectar corante radio-opaco OU gás radiotransparente sem útero, com uma Expectativa de Que se OS tubos uterinos São Normais o material de injectado IRA alcançar a cavidade peritoneal. Se ISSO NÃO Acontecer, Existe Uma Obstrução não Lúmen fazer tubo.

Conceito central 38 – Perineum I (incluíndo Estruturas eréctil)

Os Riscos parágrafo Mecanismo eréctil Durante uma pélvica Cirurgia EM Homens

NÚCLEO CONCEPT 40 – Perineum III (incluíndo Nervos e vasos)

Mais Sobre rompido uretra nsa Homens

Se a ruptura da uretra na fenda perineal E unilateral, urina IRA Encher Primeiro hum dos Lados Do períneo e hum saco escrotal. No entanto, Porque a borda anterior superior do septo escrotal E livre, sempre urina passe PARA O Outro Lado.

Pela maneira, um ex-aluno meu Que É ágora hum residente em Urologia Diz que tenho Feito com Alunos do Terceiro ano um Ser excessivamente com medo de Inserção de cateteres uretrais. QUANDO Você faz SUAS secretarias, me avise.

Conceito Central 42 – anatomia de superficie pélvica

O Exame retal Mulheres em

Normalmente, um posterior da vagina, E POR examinada Parede via intravaginal. No entanto, se hum Exame vaginal NÃO PODE Ser executada (Como tal NUMA Criança) um Exame retal PODE dar Alguma Informação Sobre a Parede posterior da vagina. Exame retal em Mulheres Adultas E Feito principalmente parágrafo fornecer INFORMAÇÕES Sobre posterior cul-de-sac, faça colo uterino, EO Corpo uterino inferior.

Conceito Central 45 – Glandulas salivares

Conceito 46 central – Cervical Ventral Rami

NÚCLEO CONCEPT 47 – A laringe

Valéculas e piriformes recessos São Lugares Onde OS Ossos de Peixes E SIMILARES PODEM apresentar.

Posição de Laringe at Birth

E interessante Que a laringe se senta na Verdade Maior EM Recém-Nascidos fazer que no adulto. Ao nascer, a Ponta da epiglote Atrás fica bem Superior do palato toupeira. A orofaringe Existe APENAS Como Uma Pequena Região anterior à epiglote. Um orofaringe de Dimensões significativas DESENVOLVE concomitantemente com a Descida da laringe na infância. Como resultado da posição Elevada da laringe nenhum recém-nascido, OS Alimentos e fazer ar passagens São Separados, permitindo Alimentar Líquido um ingerido Ser, AO MESMO ritmo Que ocorre um Respiração. ISSO É Bom Para a sucção. Os recém-Nascidos tendem a respirar APENAS cabelo nariz, AINDA that Superar Esse hábito Antes da laringe desce.

Intubação de Crianças

intubação Longo Prazo de Crianças E propenso a Levar a Uma Condição denominada estenose subglóticas, Que É UM estreitamento da Passagem de ar Ao Nível da cartilagem cricóide. Desenvolve-se Porque a cricóide e Um anel completo e NÃO PODE Produzir em torno do tubo. ISTO PODE Conduzir a Formação de tecido de cicatriz no local, fazer contacto Entre o tubo endotraqueal e o Revestimento da membrana mucosa da cartilagem cricóide.

NÚCLEO CONCEPT 48 – Traqueia, faringe, esôfago, tireóide e Paratireóides

Como afirmado em Conceitos Básicos, o cricofaríngeo (also Conhecido como o esfíncter esofágico superior, OU UES) DEVE relaxar para quê o alimento ingerido PODE ENTRAR não esôfago. Se Isto É NÃO ocorre, a Acumulação de pressao proximal parágrafo OS UE PODEM causar Uma outpocketing da mucosa da faringe não locais da Fraqueza muscular Relativa Entre o cricofaríngea e tirofaríngeo Porções fazer constritor inferior. site O da Relativa Fraqueza E Chamado triângulo de Killian. Tal ATRAVES outpocketing do Triângulo de Killian E Chamado hum divertículo de Zenker. Se grande that PODE Ser sintomática, necessitando de Tratamento Cirúrgico that ENVOLVE o Corte do cricofaríngeo (Isto É, Uma miotomia do cricofaríngeo).

Conceito central de 49 – das Grandes artérias e Veias do Pescoço

(Vertebral) do Roubo da subclavia

Subclavia CORONARIA síndrome Do Roubo

NÚCLEO CONCEPT 52 – Algumas Relações IMPORTANTES de Estruturas cervicais

Cirurgia no esófago cervical Que se aproxima a Partir do Lado Esquerdo, Onde E parcialmente exposta.

Cirurgia na raiz do Pescoço do Lado Esquerdo corre o Risco de entalhar o ducto torácico. Se Isto É ocorre, o Recipiente DEVE Ser ligada parágrafo Evitar uma descarga Contínua da linfa PARA O Pescoço. Para Evitar ESTA possibilidade, OS Cirurgiões PODEM primeiramente identificar e amarrar o ducto torácico. Uma Tentativa semelhante parágrafo amarrar ductos linfáticos Menores PODEM Ser Feitas Durante a Cirurgia na raiz fazer Direita Pescoço. QUANDO eu Disso soube, eu pensei Que era louco, mas há, Aparentemente, Não Há consequencias da subordinação ao Largo principais vasos linfáticos em hum Lado do Corpo.

Conceito Central 53 – anatomia de superficie do Pescoço

Craniana Vault * Tamanho

Fusão das SUTURAS, tanto Como normais Caso Contrário

Apos uma adulta Idade, o Tecido conjuntivo das SUTURAS E NÃO essencial parágrafo O Crescimento fazer neurocrânio. No entanto, este Tecido geralmente persiste puberdade Bem Passado (EXCEPTO Pará uma sutura metópica). Na meia-Idade OS Ossos Que fazem Fronteira com QUALQUÉR sutura PODE ponte Sobre o Tecido conjuntivo e fusível. A sutura E ENTÃO dito Para Ser fundida, or Fechado. ISSO Acontece Muito em algumas Pessoas e Quase Outros Nada nos. É de nenhuma CONSEQÜÊNCIA funcional.

Enquanto ISSO NÃO Faz Diferença se Uma sutura fecha Apos o Seu Período normais de Crescimento Chegou ao Fim, O fechamento significativamente as antes Deste ritmo dez Efeitos profundos nd-forma do crânio. Se Uma sutura fecha prematuramente, a Expansão da calota craniana perpendicular a ESSA sutura E retardado. Como SUTURAS Normais restantes Passarão Por Um Crescimento excessivo, um Fim de Manter o * Tamanho do Cofre no ritmo com Conteúdo intracraniano. Isto É Leva um deformações reconhecíveis do crânio. Por Exemplo, se uma sutura metópica fecha logotipo apos o nascimento, a testa cessa de Crescer em Largura, MAS uma posterior parte fazer compensa crânio. O resultado e Um crânio Que, Quando visto a Partir do Topo, triangular Aparece, com o vértice anteriormente. ISSO e Chamado de trigonocephaly. Se a sutura sagital fecha prematuramente, O Crescimento na Largura da Maior parte da calota craniana Sera retardado. Crescimento compensatorio na sutura coronal Fara Com que a Caixa craniana Para se tornar Mais do Que o normal, e Crescimento compensatorio NAS lambdóides e esquamosal SUTURAS levará uma altura excessiva crânio. This Condição de hum crânio Estreito, mas de comprimento e de altura E Chamado escafocefalias; E uma deformação Mais Comum devido Ao fechamento das SUTURAS prematura.

Conceito Central 57 – rosto, couro cabeludo, pálpebras e glândula parótida

O Muscle Onduladeira supercílio e frontais Enxaquecas

NÚCLEO CONCEPT 58 – O cranianos Dura e Dural venoso Seios

Internas A ressecção bilateral das Veias Jugulares

Como Veias NAS Superfícies Laterais e superiores dos Hemisferios cerebrais Passar Para o seio sagital superior. Veias cerebrais Que São Destinados Para a parte posterior Deste seio virar parágrafo a frente, enquanto AINDA no Espaço subaracnóide parágrafo Aproximar A Parede do seio dural em angulo agudo. Veias estas, em SEGUIDA, viajar obliquamente parágrafo a frente atraves da Parede dural do seio Antes de abrir parágrafo ELE. Até Certo Ponto do Curso obliquo das Veias cerebrais PARA O seio sagital superior, minimiza a Probabilidade de that o Movimento para Trás e Pará a Frente do Cérebro Fara Com que como Veias Para Cortar A Parede do seio. No entanto, Aparentemente, um tal Mecanismo de e imperfeito, para, ocasionalmente, um duro golpe para á frente Ou de Trás do crânio Faz Com que cessos Grandes Deslocamentos ântero-posterior do Cérebro that algumas Veias cerebrais NÃO cisalhamento fora da Parede do seio sagital superior, . Sangue, em SEGUIDA, passa parágrafo O Espaço subdural, produzindo hum hematoma subdural. O sangue ESTÁ soluçar baixa pressao e acúmulo E geralmente gradual. Os síntomas de compressão cerebral PODE ocorrer Dentro de horas apos o ferimento, mas that NÃO PODE ocorrer Até MUITO MAIS tarde, Quando o sangue se rompe e forma hum fluido de Elevada pressao agente penetrante that atrai Mais fluido fazer Tecido, causando hum aumento sem * Tamanho.

Veias Ouvido Médio

Veias do Ouvido Médio Encontrar o Caminho Para o seio Petroso superior. Isto É de importancia clínica Como via de disseminação da Infecção do Ouvido Médio à Petroso superiores e seios transversais.

Doença seio cavernoso

Em Primeiro lugar, ocorre hum inchaço das pálpebras e Tecidos Vizinhos, devido Ao retardo fazer Fluxo venoso atraves das Veias oftálmicas Superiores e Inferiores. Em Segundo lugar, há dilatação das Veias da retina (that PODEM Ser visualizadas ophthalmoscopically) e DOS edema Tecidos orbitais (que Faz Com que O Globo ocular parágrafo Avançar – Uma Condição conhecida Como exoftalmia OU proptose). O nervo óptico PODE OU NÃO PODE tornar-se inchado.

Como se trombose séptica de hum seio cavernoso NÃO bastasse, a existencia de seios intercavernous permite espalhar de hum Lado Para O Outro. Felizmente, Muito Antes de ISSO Acontecer, o Paciente terá SIDO tratada com a Antibióticos. síntomas Nervosos desaparecerá entao e turnos colaterais de drenagem venosa IRA Expandir, or resolvedor trombo IRA.

Aneurisma da Artéria carótida interna com o seio cavernoso PODEM imitar Alguns dos síntomas de trombose do seio, especialmente aqueles Relacionados Ao retardo do retorno e compressão venoso oftálmica Superior do nervo abducente. Se a ruptura do aneurisma Pará CRIAR arteriovenosa Uma fístula, O Globo pulsará exophthalmotic ocular.

Bilateral Inferior Petrosal Sinus Amostragem (BIPSS) (Agradeço Daniel Donoho, um estudante de medicina Stony Brook, parágrafo desenhar este Sidelight Clinical um Atenção Minha.)

NÚCLEO CONCEPT 59 – Veias Emissario, Cranial Pia / Arachnoid e artérias do Cérebro

Propagação da Infecção

Um Exemplo de Como o estado das Estruturas superficiais PODEM fornecer INFORMAÇÕES Sobre os seios da dura-máter E a dilatação das Veias e inchaço de Tecido Ao Longo do Processo de mastoidea when há trombose na Junção da transversal e seios sigmóide secundarios a Uma Infecção do Ouvido Médio. A dilatação e Tecido edema venoso E devido Ao Bloqueio do Fluxo de sangue na veia emissária da mastóide. E TAMBÉM Possível PARA O trombo intracraniana e Infecção de se espalhar atraves da veia mastoidea Emissário Ao Tecido atraves da Região mastoidea.

NÚCLEO CONCEPT 60 – O Orbit e Eyeball

A posterior Camada (retina) da íris Contém normalmente sempre pigmento. Se a Camada anterior (uveal) da íris E despigmentada, a pessoa terá Olhos Azuis. Se a Camada anterior da íris Contém grande Quantidade de pigmento, Os Olhos VAO Ser marrom. Variantes between azul e marrom Depender da Quantidade de pigmento na Camada anterior.

NÚCLEO CONCEPT 62 – Músculos oculares Movimento e extra-oculares

Gama de Ocular Movimento

Um globo ocular PODE Ser sequestrado aduzido OU UM Máximo de 50 graus em QUALQUÉR Direção. Elevados PODE SER UO deprimidos hum Máximo de 45 graus em Ambos OS sentidos. No entanto, nenhuma USO normais do Globo ocular raramente se desvia da posição SUA Primária Mais de 15 graus em QUALQUÉR Direção (von Noorden, GK., 1990 Visão binocular e Motilidade Ocular, 4ª ed. CV Mosby, St. Louis).

Cada Reto verticais e Cada músculo obliquo Produz Rotações significativas do globo ocular em torno de Dois Eixos – óptico e horizontal. Por ESTA Razão, o grupo de oftalmologistas Estes Quatro Músculos juntos soluçar uma Rubrica "Músculos cyclovertical". Como o Olho seqüestro, OS retos Verticais se tornam Cada Vez Melhor na Produção de excursões Verticais e Cada Vez Mais Pobres torções em Produzir (cyclorotations), AO Passo Que OS oblíquo se tornarem Melhores cyclorotators e Pior à Elevação / Depressão. Em contraste, Durante a adução do Olho como alterações Opostas ocorrer – os retos Verticais Tornando Cada Vez Mais bom em cycloductions e Pior na Produção de Movimentos Verticais, enquanto OS oblíquo se tornado Cada Vez Melhor na Produção de excursões Verticais e Pior à torções produtoras. Sem Máximo adução, OS oblíquo São Quase puro elevador / depressores enquanto OS retos Verticais São principalmente cyclorotators. No entanto, em Estados Mais comumente Usados ​​de adução, como fortes retos Verticais São capazes de Fazer Uma Muito significativa (Alguns dizem MESMO predominante) Contribuição Para a excursão vertical. Na Verdade, como PESSOAS COM OS Ambos oblíquo nonfunctioning AINDA PODE elevar e deprimir o Olho aduzido (von Noorden, pers. Pess.).

Músculos Cyclovertical Como adutoras / abdutoras

Mais Sobre Estrabismo

Bielschowsky Head-Tilt Test parágrafo Testar um e Superior Inferior Obliques

Cabeça Postura Com Estrabismo

NÚCLEO CONCEPT 65 – Nasal cavidades paranasais e Seios

Orgão vomeronasal, vomeronasal Nerve (?), Eo Nervus terminalis (Nervo craniano 0)

Conceito Central 66 – cavidade oral, orofaringe, e Tongue

Genioglosso e sono

Foi sugerido that algumas PESSOAS São Sujeitos a Sofrimento respiratorio Durante o sono (apneia do sono), Porque TEM periodos de inactividade do genioglosso, com o resultado de that a língua cai parágrafo Trás parágrafo a orofaringe. Certamente Durante a anestesia Geral, DEVE-SE Proteger contra a língua Caindo Para Trás e obstruir a Passagem de ar.

Uma causa de impedimentos da fala E UMA Curta frênulo da língua, that PODE ENTÃO Ser Feita Uma incisão.

Conceito Central 67 – orelha meio E tuba Auditiva

Conceito central 68 – Vasos sanguíneos da Cabeça

E ramos da Artéria central da retina, e afluentes fazer veia central, Que São Vistos QUANDO SE Olha no Olho com hum oftalmoscopio.

Conceito Central 69 – Nervos olfativos e ótica

Num Exame Neurológico Rotina, olfacto E Testado com o Objetivo simples de determinar se a CAPACIDADE de Sentir atraves de Uma narina, e A MESMA Que a CAPACIDADE de cheiro atraves da Outra narina, Isto É, parágrafo determinar se houve Dano unilateral parágrafo a via olfactiva . Uma substancia odorífera NÃO irritante E colocado POR Baixo de Uma narina enquanto A Outra narina E comprimido. O Paciente E perguntado se hum odor E detectado, e parágrafo IDENTIFICA-lo. Café, óleo de hortelã-pimenta, gaultéria, cravo, cânfora UO São comumente Usados. O teste E ENTÃO repetido sem Lado Outro. A Diferença Entre OS Lados Levanta A Suspeita de hum tumor (Por Exemplo, um meningioma) comprimir o bulbo olfativo OU fazer trato não Lado com o SENTIDO Mais pobre de cheiro. ESTA E UMA Condição tratável. Uma fratura atraves de Uma placa cribriforme that danifica olfactoria Filamentos also IRA Produzir comprometimento unilateral de cheiro, mas ISSO NÃO E tratável.

Com uma excepção observado Abaixo, um Observação de that hum Paciente TEM Disfunção bilateral fazer olfacto NÃO E MUITO significativa. PESSOAS Algumas Nascem sem CAPACIDADE de cheiro (anosmia). Em PESSOAS nascidas com olfação normal, a CAPACIDADE de detectar odores declina Passado meia-Idade (SEJA OU, limiares de odor subir progressivamente em PESSOAS idosas). Infecções nasais Comuns PODE Levar uma Perda Temporária (UO Mais raramente, permanente) de Cheiro, Como uma Exposição de substancias Químicas tóxicas lata. Golpes na frente OU Atrás da Cabeça Que causam Grandes excursões ântero-posterior do Cérebro PODE Levar um corte parágrafo fóruns da fila olfactoria à Medida Que Passam atraves de furos na placa cribriforme em Seu Caminho Para o bulbo olfativo. Se todos OS Filamentos São rasgados, o resultado Será, anosmia intratável.

Testando o nervo óptico

NÚCLEO CONCEPT 70 – oculomotores, troclear e abducente Nervos

OS testículos de Rotina dos Músculos extra-oculares ENVOLVE Pedindo Ao Paciente parágrafo Olhar Para o Seu dedo Como rápido Você mover-lo em Direções that desen provocar adução e abdução do Olho, Elevação e Depressão do Olho QUANDO E aduzido, e Elevação e Depressão do Olho QUANDO ELE E sequestrado. Núcleo Conceito 62 discute Músculos Que OS (e, portanto, Que OS Nervos) São Necessários parágrafo Estes Movimentos. Os comentarios Google Clínicos PARA O núcleo Conceito 62 fornecer Informações Adicionais Sobre os Músculos extra-oculares de teste. Teste do elevador da pálpebra superior, e Tao do simples Como perguntar Ao Paciente parágrafo Olhar Para cima, para quê rápido Você POSSA observar se a Elevação da pálpebra acompanha este esforço.

Enquanto o Dano Ao nervo oculomotor afeta tanto a luz pupilar e pupilar reflexos de Alojamento, algumas Doenças do Sistema nervoso central (Por Exemplo neurosífilis) Produzir hum aluno that de feridas, Sobre Alojamento, mas NÃO em RESPOSTA à luz. ISSO e Chamado de hum aluno Argyll-Robertson (mnemónica: como Iniciais AR correspondem à Alojamento reativa).

O Teste Lanterna Swinging

Este E Realmente hum teste parágrafo Descobrir se hum dos Olhos de hum Paciente TEM Uma CAPACIDADE diminuída de perceber a luz (em Virtude de Uma Doença da retina) OU TEM Uma CAPACIDADE diminuída parágrafo Dizer Ao Cérebro Que tenha percebido a luz (em Virtude de Uma Doença do nervo óptico). Embora o teste lanterna balançar e Um teste da Função retina OU nervo óptico, NÃO PODE Ser entendida Até Que se tenha hum Conhecimento fazer Reflexo pupilar à luz, ENTÃO eu Estou Apresentando-lo here.

(A) Se Ambos Os Olhos São Iguais na SUA CAPACIDADE percebem a luz e transmitir this information PARA O Cérebro, Não haverá nenhuma Mudança sem * Tamanho da pupila Como OS Impactos de luz no Olho Segundo. Ambas As Pupilas vai Manter o MESMO grau de constrição Como tinham adquirido when a luz foi mostrado no Olho Primeiro.

(B) Se o Segundo Olho Percebe a luz Como dimmer fazer that O Primeiro Olho, OU NÃO PODE transmitir integralmente a SUA Informação PARA O Cérebro, ENTÃO Ambas As Pupilas dilatam, MESMO QUANDO a Luz e mostrado no Olho Segundo. ELES VAO dilatar Até Que o aluno faz Segundo Olho atingir o * Tamanho Adequado para á Quantidade de luz do Cérebro Acredita Que ESTÁ Sendo mostrado para quê o Olho. Este Segundo Olho e Dito ter hum defeito pupilar aferente Relativo (RAPD).

(C) Se o Segundo Olho Percebe a luz Como Mais Brilhante fazer that Fez O Primeiro Olho (Porque O Primeiro Olho TEM Doenças da retina) OU Mais Completamente transmite SUAS INFORMAÇÕES PARA O Cérebro (Porque O Primeiro Olho TEM Doença fazer óptico nervo), em SEGUIDA, Ambos OS Alunos Irão contrair AINDA Mais que uma Luz e mostrada no Olho Segundo. ELES Irão contrair Até Que o aluno faz Segundo Olho atingir o * Tamanho Adequado para á Quantidade de luz do Cérebro Acredita Que ESTÁ Sendo mostrado para quê o Olho.

Click here to ver o teste da lanterna balançando em Ação. O Que este Vídeo Mostra e Um teste lanterna balançando realizada em hum Paciente com neurite óptica Esquerda. Tão O USO de filtros Cada Vez Mais Escuros, o médico Tentara Descobrir o Quanto de luz DEVE Ser impedido de alcançar o Olho Direito, uma FIM de torna-lo "Mau" Como o Olho Esquerdo. ELE terá conseguido when como pupilas dos Olhos Já NÃO Change o * Tamanho Como a Luz e oscilado Entre enguias. Conceito Central 71 – nervo trigêmeo: Nervo craniano V

Testando o nervo trigêmeo

Durante hum Exame de Rotina, o teste de Fibras sensoriais Que funcionam num V3 E normalmente confinado a Pelé Ao Longo do Queixo (nervo mental) e do Lado da Bochecha (nervo vestibular). Sensação Geral Pará a frente da lingueta (nervo lingual) testada Ser PODE TAMBÉM. Obviamente, um Exame Neurológico COMPLETO PoDE Envolver testículos em relaçao a regions OUTRAS (Por Exemplo, do Templo, parte superior de fazer Ouvido externo).

Os testículos de Força dos Músculos masseter e pterigóides São MUITAS vezes Feitas em Exames Físicos de Rotina. O examinador coloca Uma Mão Sobre o masseter Esquerdo e Outro Lado Sobre o masseter Direito E Depois Pede Ao Paciente Que apertar SEUS DENTES. E Feita Uma Avaliação Sobre o grau em Que hum dos Lados PODE Ser contrair Menos Fortemente fazer that O Outro. (O teste TAMBÉM PODE Ser Feito com como Mãos colocadas Sobre os Músculos temporais, mas Estes São Menos fácilmente palpável.) O pterigoideo lateral, pterigoideo medial e masseter superficial, agindo when in Conjunto de hum Lado, prolongar Esse Lado da mandíbula e causa o Queixo Para desviar PARA O Lado oposto. Os transferidores Esquerda empurrar o Queixo Para uma Direita; OS transferidores Direita empurrar o Queixo Para um Esquerda. Se o examinador coloca Uma Mão no Lado Direito do Queixo e Tenta empurrar a mandíbula parágrafo a Esquerda, o Paciente DEVE USAR OS transferidores Esquerda Pará Resistir um ESTA. Se o examinador coloca Uma Mão no Lado Esquerdo do Queixo e Tenta empurrar a mandíbula parágrafo a Direita, OS Músculos certos DEVE Ser USADO parágrafo Resistir um ESTA. Pedindo Ao Paciente Para Resistir um tais impulsos na maxila, Uma Avaliação da Força dos transferidores de mandíbula de hum Lado comparado com aqueles fazer Feitas PODEM SER Outro.

O nervo zigomático e temporal, Enxaquecas

Conceito Central 72 – Nervo Facial: Nervo craniano VII

Os síntomas de Danos no nervo facial Dentro da Parede posterior de da cavidade timpánica estao resumidos no Núcleo Conceito 72. Além Disso, Alguns patients com Danos Ao tímpano also se queixam de dormência parcial da lingueta não ipsilateral Lado. De: Não se sabe se o ESTA E Simplesmente o Modo Como como PESSOAS perceber perturbações de Estímulos sensoriais PARA O gosto da língua, OU SE Algum dos axónios sensoriais Dentro do tímpano de Seres Humanos estao Ligados a mecanorreceptores, Como ocorre em gatos.

Cirurgia não Ouvido medio PoDE danificar O Nervo facial Dentro Da Parede da cavidade labiríntico timpánica, Levando a todos OS síntomas mencionados no núcleo 72. Os Tumores Dentro do Conceito fazer temporais petrosa PODE afectar o nervo facial não fazer geniculado gânglio local. Isto É Leva um that OS síntomas mencionados no Núcleo Concept 72, Além de Perda de rasgar não afetado Lado. Como lesões do nervo facial Entre o Cérebro EO canal PODE facial afetar Uma raiz e NÃO O Outro, Porque As Duas raízes São Realmente separar Durante ESTA parte de SEUS cursos.

Núcleos há Uma particularidade Sobre a entrada cortical parágrafo OS faciais do tronco cerebral, Que É Útil em diagnóstico. Rápido Você vai Aprender em neuroanatomia Que, EM GERAL, um hemisfério cerebral ControlA Músculos OS do Lado contralateral do Corpo. Como seria de Esperar, Os neurónios Motores faciais Salientes Pará Os Dois terços Inferiores fazer Rosto Receber entrada cortical APENAS A PARTIR do hemisfério oposto cerebral. Surpreendentemente, não entanto, neurónios Motores faciais that VAO PARA O terço da superiores rosto Receber o Controle cortical de Ambos OS Hemisferios cerebrais Direito e Esquerdo. ASSIM, se Houver Uma interrupção da unilateral através de uma Partir do córtex cerebral PARA O tronco cerebral, um rosto Paralisia dos Músculos da boca e da do Lado Sera oposto, Desenvolvido Sera, mas o oculi orbicular e frontal de that Lado AINDA IRA Ser Capaz de contrato fracamente.

Testando o Nervo Facial

NÚCLEO CONCEPT 73 – Vestibulocochlear nervo e Glossofaríngeo Nerve

Embora o teste de Weber E descrito na maioria dos Diagnósticos e neurologia Textos Físicas, há Evidências de Que ELE TEM UM Alto Risco tanto de dar Resultados Positivos falsos e falsos negativos (Miltenburg, DM, J. Otolaryngology, 23: 254-259, 1994 ). Os Meus Colegas de neurologia NÃO EUA-lo. ELES Simplesmente sussurrar hum Número em Uma orelha, enquanto esfregando o Polegar e OS DeDos Junto Ao Ouvido do Lado oposto, de MoDo um protegido-lo de Ouvir o Número sussurrou. Repetem Presente no Lado oposto. Se o Paciente PODE identificar hum som sussurrado igualmente Bem em Ambas como Orelhas, ENTÃO ELE OU ELA E Considerada Como tendão Audição aceitável.

Se hum Paciente TEM UM teste de Weber anormal, OU NÃO PODE Ouvir hum som sussurrado, o teste de Rinne E considerado hum Método muito bom (embora NÃO perfeito) Para determinar se a Perda Auditiva E devido a hum Problema condutiva OU neurossensorial. O teste de Rinne E Aplicada um Ambos OS Lados separadamente. Vários neurologia e diagnóstico físico Textos descrevê-lo Como Sendo Composto de Três ETAPAS: (1) aplicam-se a pressa de hum Diapasão parágrafo Processo mastóide do Paciente de MoDo Que como Vibrações atingir a cóclea POR Condução óssea, (2) PEDIR Ao Paciente Para relatar when o som NÃO e Ouvido, (3), em SEGUIDA, Colocar OS DENTES fazer garfo Perto do Conduto auditivo externo e perguntar se o som PODE voltar a Ouvido sor. Se Ouvido Médio do Paciente não Lado Testado ESTÁ FUNCIONANDO normalmente, o som Sera Novamente Ouvido, geralmente Por Um Período Adicional de ritmo equivalente à Duração da Condução óssea audível atraves do Processo mastóide.

O teste de Rotina da Função glossofaríngeo E o Reflexo de vómito. Este Reflexo consiste do de constrição faríngea, QUANDO A Parede Traseira da orofaringe E tocado. O nervo glossofaríngeo E suposto Ser o Membro sensorial fazer Reflexo de vómito; o vago E o Membro de motor. No entanto, Uma Vez Que Alguns Autores afirmam Que o Reflexo de vómito NÃO E perdido apos Secção do nervo glossofaríngeo, vago PODE Participar na Condução sensação de faringe. Se ISSO para Verdade, ENTÃO o teste Padrão Para a Função glossofaríngeo NÃO E informativo.

Conceito Central 74 – Nervo Vago, nervo acessorio e hipoglosso Nerve

NLR lesão bilateral requer that o Paciente um Ser entubado. ISTO NÃO E Porque As Duas cordas vocais São Fixos na posição paramediana (embora ISSO POSSA Acontecer com o tempo). Intubação E necessaria Porque o ar Passando POR como pregas vocais flácidas experimenta Uma Queda de pressao (devido Ao Princípio de Bernoulli), que Faz com Que Sejam "sugado" AINDA Mais juntos. ASSIM, como Vias Aéreas Torna-se comprometida EM mas QUALQUÉR como Inspirações Mais lentos. (Agradeço Ao Meu colega Dr. Ghassan Samara, Departamento de Cirurgia da Universidade Stony Brook, Por este boato.)

Testando o nervo vago

Anestesia fazer Airway parágrafo intubação orotraqueal em hum Paciente Consciente (Quero reconhecer Dr. Michael M. Todd, Professor de Anestesiologia da Universidade de Iowa, parágrafo Obter Assistência com este tema.)

Testando o nervo acessorio

Testando o nervo hipoglosso

Exame de Rotina do nervo hipoglosso E Composto Por Um PEDIDO para quê o Paciente Ficar fora da língua e contorcer-se de Lado a Lado. Teoria EM, o genioglosso Esquerda E o diretor POR Responsável empurrar um parágrafo língua a Direita, enquanto o genioglosso Direito e o princípio Responsável Para empurrar a língua Para a Esquerda. Se a lingueta Só PODE Ser mexeu parágrafo hum Lado, Músculos OS do Lado Que ESTÁ paralisado. O Paciente PODE TAMBÉM Ser solicitada parágrafo empurrar hum Primeiro, E Depois O Outro, um rosto com a língua, enquanto o examinador resiste Ao Movimento. Mais uma vez, em Teoria, o genioglosso Esquerda E o diretor POR Responsável empurrar a Direita rosto, enquanto o genioglosso Direito e o princípio POR Responsável empurrar a Esquerda Bochecha. Este teste E Completamente análogo Ao Resistir lateralmente Desvios fazer Queixo de Modo a avaliar transferidores mandibulares.

A Estimulação do nervo hipoglosso parágrafo TRATAR a apneia obstrutiva do sono

NÚCLEO CONCEPT 75 – Algumas Relações IMPORTANTES NA Cabeça

Na Cirurgia da glândula parótida, E Importante para Ver o nervo facial de MoDo Que Ser Preservada. Há Uma Variedade de Maneiras parágrafo Localiza-lo logotipo Abaixo fazer estilomastóideo forame. Uma E Encontrar o ventre posterior do digástrico e traçar este Para cima; o nervo facial de e anterior a ELA Perto da base de fazer crânio. Às vezes OS Cirurgiões ENCONTRA-lo de uma forma Como fazemos na dissecção. Ou SEJA, ELES localizar hum Pequeno ramo Cruzando o masseter e traçar este proximal.

A incisão na Pele Para a Cirurgia da parótida normalmente sacrifica o ramo anterior do nervo grande auricular.

NÚCLEO CONCEPT 76 – Autonomic inervação da Cabeça e Nervos cervicais na Cabeça

MAIS INFORMAÇÕES Sobre a síndrome de Horner

Frequência excessiva e Extensão da cora Facial (Eu gostaria de Agradecer a Peter Yoo, um estudante de medicina Stony Brook, POR Chamar Minha Atenção Para este Sidelight Clínica).

Conceito Central 77 – Anatomia superficie da Cabeça

A Regra de Ouro E that Uma laceração verticais da cara Abaixo do arco zigomático e posterior Ao canto laterais do Olho Ameaça uma Conduta de parótida. Isto É ASSIM Porque uma Conduta Encontra-se no masseter relativamente inflexível here.

Em Certa Medida, PODE-SE Prever Que OS Músculos Ficara paralisada na síndrome de Erb-Duchenne a Partir do Conhecimento da Formação do plexo braquial ea Distribuição de Nervos Específicos. Como raízes Superiores formam o tronco superior, Que É um Única fonte de axónios do nervo supra-escapular. troncos OS superiores e Medio (C5, C6, C7) São um Única fonte de axónios PARA O cordão lateral, A PARTIR fazer Qual o nervo musculocutâneo E Derivado. Infelizmente, existem OUTRAS paralisias Que NÃO PODE Ser deduzida Desta forma.

Anastomosa Entre mediano e ulnar

A importancia da Martin-Gruber anastomose E that uma lesão do nervo mediano proximal à anastomose vai Levar A Mão músculo Específico paralisa esperado de lesão do nervo ulnar, e Danos Ao nervo ulnar proximal à anastomose NÃO consegue Produzir cessos síntomas esperados.

Simpatectomia (OU simpaticotomia OU Clipping Cadeia simpática) Para Palmar hiperidrose

Há algumas PESSOAS Que sofrem de hiperidrose da axila. Se Isto É ocorrer, juntamente com hiper-hidrose palmar, interrompendo o tronco simpático logotipo Acima do gânglio T4 E MUITAS vezes Eficaz sem Tratamento de Ambas como condições, embora a taxa de Sucesso Para a eliminação do axilar E menor fazer that Pará Eliminar a hiper- hidrose palmar (C Neumayer et ai. 2005 Arch. Surg. 140: 676-680). O Fato de that como Glandulas apócrinas axilares (Que produzem uma secreção odiferous) NÃO estao soluçar Controle nervoso PODE explicar a Maior taxa de Falência simpaticotomia sem Tratamento da hiperidrose axilar. Eu li Que, se Única Queixa de uma pessoa E hiperidrose axilar, interrompendo A Cadeia simpática Entre T4 e T5 Ajuda tanto Quanto interrompendo-o Acima de T4. No entanto, desde a Cirurgia Para esta Condição PODE OU NÃO Produzir o resultado Desejado, e Uma Vez Que É Possível removedor cirurgicamente como Glandulas da axila sem Grandes desfiguração, Alguns Médicos NÃO recomendam simpaticotomia se hiperidrose axilar e A Única Reclamação.

Como hum aparte, Alguns Cirurgiões ágora defendem colocando Grampos Surgical em TODO o tronco simpático Como Meio de bloquear a Transmissão dos Sinais Nervosos. This Técnica e Dito Para Ser Tão Eficaz Como o corte do tronco, e se OS Efeitos secundarios da Cirurgia São intoleráveis ​​PARA O Paciente, um DOS remoção Grampos Restaura a Função PARA O estado presurgery.

Pancoast (Superior Sulcus) Tumor e Síndrome

NÚCLEO CONCEPT 81 – escapulotorácica Conjunta e Glenohumeral (Ombro) Joint

Movimentos vigorosos repetidas fazer Ombro PODE Levar um Inflamação dolorosa da bursa subacromial, OU MESMO prejuízo parágrafo OS Músculos do manguito rotador, particularmente supra-espinhal. Além Disso, escápula nao de Todo Mundo E moldada Precisamente o MESMO. Notavelmente, o Processo acrômio PODE Ser dobrado em Uma especie de gancho. Ortopedistas classificar acrômios de according com o viciado Que São.

Em Idosos com artrite não Ombro, um intracapsular parte do tendão da Cabeça longa do bíceps corroer PODE, de MoDo Que o bíceps Cabeça longa, em SEGUIDA, surge a Partir do Sulco intertubercular fazer úmero.

Conceito Central 84 – Músculos do Membro I superiores

Voando da escápula

No toracotomia Padrão, o serrátil anterior E Dividido transversalmente. MUITOS Cirurgiões preferem Fazer este corte menor do that O Espaço intercostal um sor inserido de Modo uma Preservar o Máximo Possível fazer nervo torácico Longo (nervo parágrafo serrátil anterior).

NÚCLEO CONCEPT 85 – Membro Superior Músculos II

Um ferimento penetrante de hum dedo UO o Polegar PODE introduzir o material infeccioso em Seu sinovial digital de bainha flexor. A bainha, em SEGUIDA, fornece Uma prima este Passagem parágrafo infeccioso parágrafo viajar proximal na palma. Porque como bainhas sinoviais Não Se estendem Até como Pontas DOS DeDos, como feridas Aqui correm Menos Risco de PROPAGAÇÃO proximal de Infecção. A bainha sinovial do dedo ESTÁ Ligado à bolsa sinovial não Túnel do carpo. Consequentemente, Uma Infecção da bainha sinovial do Pequeno dedo PODE se espalhar PARA O túnel do carpo. Da MESMA forma, Uma Infecção sinovial bainha flexor digital fazer Polegar PODE se espalhar PARA O túnel do carpo.

Interação Durante muscular a flexão e Extensão dos DeDos

Conceito centrais 86 – vasos sanguíneos do Membro Superior

Artéria ulnar superficial

Arterial Anastomoses Na Mão e o Teste de Allen modificado (Eu gostaria de Agradecer Scott McGovern, um estudante de medicina Stony Brook, POR Chamar Minha Atenção Para este Sidelight Clínica).

Na Mão, ha Duas principais Rotas de anastomose between como artérias radial e ulnar:

O Arco palmar profundo, Que É estruturalmente hum arco completo em Quase todos.

Como resultado destes Canais de anastomose, se Quer o ulnar OU Artéria E Ferido radial sem pulso, OS PACIENTES toleram ligadura do vaso lesionado Muito Bem. ISSO Significa Que Você Não Precisa se preocupar em danificar Uma dessas artérias Durante o curso de Um Outro Procedimento médico?

This Questão TEM vindo a tona, Porque (a) uma Artéria radial ESTÁ SE Tornando Cada Vez Mais Como populares hum substituto parágrafo a veia safena magna Durante a revascularização do miocárdio, (b) uma Artéria radial ESTÁ SE Tornando Cada Vez Mais Como populares hum substituto Pará uma Artéria femoral Comum Como uma rota parágrafo insering o cateter Necessário Para Realizar uma angiografia coronaria. (C) uma Artéria radial E frequentemente canulada parágrafo barbatanas de Monitorização da pressao arterial e gases sanguíneos Durante a anestesia UO em UTI, e (d) hemodiálise geralmente ENVOLVE o Estabelecimento de Uma fístula artério-venosa Entre uma Artéria radial e Uma veia não PUNHO . Antes Que se remover uma radial Artéria, or Riscos ocluir-lo, or desvia o sangue, seria bom saber se Artéria ulnar do Paciente PODE Levar oferta em Relação completa da MAO, particularmente da eminencia tenar e Polegar, Que dependem Mais pesadamente Sobre a Artéria radial Para o Seu Abastecimento de sangue.

MUITOS Médicos acreditam Que, se hum Paciente TEM UMA (anormal) teste positivo modificado Allen, Você Não DEVE executar QUALQUÉR Procedimento em that Paciente Que compromete Fornecimento de sangue fazer Artéria radial Para um presidente. No entanto, há Evidências de Que, MESMO QUANDO Feito com cuidado, testículos Os de Allen modificado tendem a dar hum bom Número de resultados Falsos Positivos. Como resultado, Alguns Médicos acreditam that, nenhum Caso de hum teste de Allen modificado positivo, um submetido Doente DEVE Ser um Uma Avaliação Mais sofisticados de Fornecimento de sangue Para a Mão de Modo um NÃO Ser excluída a Partir de hum Procedimento descrito na Artéria radial Ira Que, na Verdade, Ser Bem tolerado.

Quente ritmo de isquemia

Um orgão OU Estrutura privado de Seu Suprimento de sangue Morrer vai. O Período de ritmo that PODE Permanecer vivo à temperatura ambiente sem Danos irreversíveis dos Tecidos E Chamada de "Tempo de isquemia Quente". Para OS Músculos dos Membros e Nervos este ê de 4 horas (Whitesides TE JR, Heckman MM 1.996 síndrome compartimental aguda :. Atualização em Diagnóstico e Tratamento J Am Acad Orthop Surg 4 :: 209- 218.). Apos 8 horas de isquemia Quente, ocorreu hum Dano irreversível. Entre dos estes tempos, o Dano E Variável. Se o segmento afetado E resfriado a 4 C o ritmo de vida isquêmico PODE Ser Muito prolongado (o dobro UO mais). Como principais Causas de isquemia São oclusão arterial e, Mais dramaticamente, um Acidental amputação.

NÚCLEO CONCEPT 87 – Nervos divisão posterior do Membro Superior

Os Nervos subescapular raramente São feridos. PODE-se teorizar que tal prejuízo poderia afetar significativamente a Rotação medial do Braço, e also afetar combinada Extensão / adução do Braço. O teste Para a Força de Rotação medial E PEDIR Ao Paciente parágrafo Manter OS Braços ao Lado, COM OS cotovelos flexionados, E Depois Resistir à Tentativa fazer examinador parágrafo empurrar como Mãos Para Além. Se o Paciente E Capaz de oferecer APENAS fraca resistencia a este Movimento, e palpação do músculo peitoral Maior indica Que ELE ESTÁ Trabalhando, PODE-se suspeitar de lesão de Nervos subescapular. O teste Para a Força de Extensão combinado / adução do Braço consiste do em PEDIR Ao Paciente Para segurar o Braço parágrafo fóruns PARA O Lado e Resistir à Tentativa fazer examinador Para levantá-lo Para cima e para á frente.

O teste PARA O nervo axilar consiste do em PEDIR um hum Paciente parágrafo Manter OS Braços esticados PARA O Lado enquanto o examinador Tenta empurrá-los parágrafo Baixo. Desta forma, um deltoïde Uma Fraqueza de em relaçao Ao Outro PODE Ser fácilmente avaliada. O Movimento Sera fraco se o supra-espinhal ESTÁ paralisado, POR ISSO é Preciso USAR SUAS / SEUS Poderes de Observação, or palpação, parágrafo determinar that um Fraqueza E devido a hum deltoïde paralisado.

NÚCLEO CONCEPT 88 – peitoral musculocutâneo e ulnar

lesões Específicas dos Nervos Peitorais São Raros. Para avaliar a Função dos Nervos Peitorais, Uma pergunta Ao Paciente parágrafo Manter OS Braços parágrafo fóruns na frente do Corpo, e o examinador Tenta empurrar OS cotovelos Além contra a Resistência do Paciente.

Ulnar Nervo – Testar Como

Ulnar Nervo – síntomas Motores se estiver danificada

Conceito Central 89 – nervo mediano e ramos cutâneos do plexo braquial

NÚCLEO CONCEPT 90 – Alguns Espaços IMPORTANTES fazer Membro Superior

Durante a Cirurgia Sobre o Ombro a Partir da Abordagem anterior, um, eventualmente, atinge hum Ponto em that o subescapular DEVE Ser seccionado. Ao faze-lo, o Cirurgião DEVE Tomar cuidado parágrafo NÃO estender uma incisão no quadrangular Espaço, Onde residem algumas Coisas IMPORTANTES.

Doença de Quervain e Teste de Finkelstein (ESTA Seção ESTÁ Sendo adicionado nenhuma Sugestão de Jeffrey Jacobson, um estudante de medicina Stony Brook, e com um SUA Ajuda.)

Conceito Central 93 – Posições das Estruturas dos Membros Superiores relativos a Marcos

Síndrome do Túnel do carpo

Um homem Que Sustenta Uma fratura menor da fíbula NÃO exigem geralmente hum elenco Porque o osso Carrega cargas Mínimas.

Conceito Central 98 – Articulação do Joelho

Um teste Mais Sensível parágrafo lesões do ligamento cruzado anterior E o teste de Lachman. mas requer Maior Habilidade de interpretar. A Diferença E that o Joelho E colocado è colocado em APENAS 20-30 de flexão. Agora, Quando o examinador Tenta puxar parágrafo a frente da tíbia ELE OU ELA Será, normalmente Capaz de induzir Alguns milimetros de Movimento, mas este Movimento DEVE ter hum Ponto de Paragem firme. Se o Ponto de Paragem E "toupeira", Este e Um Sinal de Dano fazer ligamento cruzado anterior.

O ligamento cruzado posterior NÃO e Tao do frequentemente Como Ferido E o ACL. lesões isoladas do LCP São normalmente o resultado de Uma Força Dirigida posteriormente Aplicada à tíbia proximal when o Joelho E flectido. Um Exemplo Clássico e hum Passageiro de Automóvel Que, Como resultado de hum Acidente de Carro, E empurrado Pará uma frente de MoDo Que a parte inferior bate da perna não Painel. Caindo Para a frente de Modo um that hum aterra em hum Joelho flexionado TAMBÉM PODE CRIAR A Força necessaria. O teste clínico Para o ligamento cruzado posterior ENVOLVE o examinador tentar o impulso da tíbia flexionado parágrafo Trás parágrafo fóruns da superficie inferior do fêmur. Praticamente Nenhum Movimento E Permitido em hum Joelho normal; SE Movimento significativo ocorre Por Causa de hum ligamento cruzado posterior Ferido, ISSO constitui hum Sinal de gaveta posterior positivo. O Uso de Uma Técnica de duplo feixe PARA O reparo de hum PCL seriamente danificado E AINDA Mais controversa fazer that o USO Desta Técnica parágrafo TRATAR lesões do LCA.

Um golpe na face lateral do Joelho (Não E Incomum no Futebol) PODE Muito Bem se romper Ambas como Fibras superficiais e Profundas fazer ligamento colateral medial. Uma vez that O Último ESTÁ aderente à cápsula, e o menisco medial Ligados, PODEM TAMBÉM Ser rasgada.

NÚCLEO CONCEPT 99 – tibiofibular Joint, tornozelo Conjunta, e como Articulações do Pé

Conceito Central 101 – Músculos do Membro Inferior

Tendão tibial posterior Insuficiência (PTTI) (Agradeço Matt Gotlin, um estudante de medicina Stony Brook, POR Chamar Minha Atenção parágrafo ESSA Condição).

O Muito Pequeno músculo plantar Dá Origem a hum tendão Longo e fino que E Separada a Partir do tendão de Aquiles. E UMA Estrutura clinicamente significativa POR DUAS Razões: (a) uma ruptura do tendão de e plantar Uma Condição Altamente dolorosa, (b) plantar um tendão PODE Ser removido Para Ser USADO Como hum enxerto Pará uma Reparação de tendões, gravemente danificada Na Mão.

NÚCLEO DE CONCEITO 102 – fáscia profunda e compartimentos do Membro Inferior

O Fluxo de sangue capilar diminuída de Uma síndrome de compartimento Leva um Danos nsa Tecidos, MESMO Antes de todo o Fluxo capilar pára. Se a pressao intracompartimental Alta NÃO para tratada, de Todos os CONTEÚDOS compartimentados Morrer vai. Músculos Mortos Desta forma tornar-se fibrótico e encurtado. NÃO Só enguias São Não-Funcionais, o MAS OS Resultados de encurtamento EM deformidades.

Mais Comum do that Síndromes de esforço compartimento São aqueles Que surgem APOS trauma (Como hum osso Quebrado), Que causa sangramento Dentro do compartimento. A Terceira causa de síndrome do compartimento E lesão de reperfusão. QUANDO Uma Estrutura de e privado de sangue, Os capilares se tornam Mais permeáveis. Se o Fluxo de Sangue e restaurado de Repente, uma Estrutura reperfundidos IRA inchar. A Regra Geral E Que, se hum Membro TEM SIDO isquêmico de Durante 6 horas, qua SEJA para A Razão, rápido Você DEVE Fazer Uma fasciotomia profilática Antes de restaurar a Circulação. Obviamente, se hum Membro TEM SIDO isquêmico parágrafo significativamente Mais do Que SEIS horas, ELE DEVE Ser amputada (Veja Quente ritmo de isquemia).

Medial Tibial estresse, síndrome de ("Dores NAS canelas")

O Problema com atribuindo uma dor fazer MTSS uma periostite E that a maioria dos Estudos NÃO encontraram nenhuma Evidência de Inflamação do periósteo em PESSOAS submetidas a Condição Cirurgia Para esta. O pêndulo ESTÁ balançando em Direção à Crença de Que uma patologia básica do MTSS E UMA Densidade óssea diminuída (E ISTO, Maior porosidade do osso), devido a hum esforço de remodelação incompleta Como o osso Tenta responder Cargas um altas e / ou Frequentes excepcionalmente (Jones BH, et ai. 1.989 Fraturas POR estresse induzido POR Exercício e Reações de estresse do Osso: epidemiologia, etiologia e classificação. Exerc Sports Sci Rev 17: 379-422). Há certamente Evidências parágrafo APOIAR a existencia de alterações metabólicas e histológicos não afetada osso da Região. No entanto, a Ligação Entre ter Uma Zona do osso poroso e Estar na dor NÃO ESTÁ Claro (Gaeta M, et ai. 2005 de Alta Resolução classificação CT da Reação de estresse tibial em Corredores de longa distância. AJR 187: 789-793). PoDE Ser Que o osso poroso Responde a Uma carga pesada com microfissuras Que São dolorosas, mas a Questão AINDA NÃO foi resolvido. Um gostaria de conciliar a "osso poroso" explicação Do MTSS com hum papel PARA O USO excessivo sóleo em causar ESTA síndrome. A Única Sugestão de que tenho Conhecimento e Que a contração dos Músculos Soleo PODE Aumentar como cargas de flexão na tíbia (Beck BR ​​1998 lesões do estresse tibial :. Uma Análise etiológica parágrafo Efeitos de orientar a Gestão Sports Med. 26: 265- 279).

Conceito centrais 103 – Vasos sanguíneos do Membro Inferior

Varicosas Veias superficiais dos Membros Inferiores Não São hum resultado invulgar de Gravidez, Uma Vez Que o útero aumentado comprimé como Veias ilíacas Comuns e Deste Modo Eleva a pressao venosa Dentro do Membro inferior.

Grande safena magna

Provavelmente Todo Mundo SABE Que a veia safena magna TEM especial significado clínico Pará uma Cirurgia de ponte de safena. Sendo de comprimento e fácilmente localizados, em Que É Retirada um Fim de that OS Segmentos fazer MESMO PODEM Ser utilizadas Como enxertos Que se prolongam a Partir da aorta ascendente parágrafo varias artérias coronarianas, Além dos LOCAIS de SUA oclusão. E TAMBÉM Utilizado Para a Cirurgia de desvio femoropoplítea (Ligando uma Artéria femoral Comum Pará uma Artéria poplítea de MoDo Que o Bloqueio na Artéria femoral superficial PODE Ser ignorada). Durante um femoropoplítea Circulação, uma grande veia safena PODE Ser excisado e voltou-se de um that Modo como Válvulas de permitir o Fluxo distai de sangue, OU PODE deixado Ser in situ e Todas como Válvulas retirados. Se para deixado in situ, SEUS afluentes DEVE Ser suturado para quê, como fístulas arteriovenosas Não Se desenvolvem.

Conceito central 104 – os Produtos dos Nervos fazer plexo lombar e glútea

A divisão anterior do nervo obturador E de especial significado clínico não Tratamento sintomático da Paralisia Cerebral. Como Crianças com este transtorno PODEM experimentar hum comprometimento sério da marcha devido à Rotação medial espástica e adução da coxa. Transecção da divisão anterior do nervo obturador IRA paralisar gracilis, adutor Longo e brevis adutor; Tais Paralisia Realmente TEM UM Efeito salutatory na locomoção. Eliminação da espasticidade na gracilis TEM o resultado positivo Adicional de Recolher uma Tendência do Joelho um Ser realizada em UMA flexionados postura parcialmente.

Nervo glúteo superior,

O teste de Trendelenburg E descrito no Núcleo Conceito 104. Outro teste PARA O Dano Ao nervo glúteo Exige superiores that o Paciente a mentir Sobre o Seu Lado e tentar elevar o Membro contra inferior a Resistência.

Nervo glúteo inferior

Conceito Central 105 – Posterior cutâneo femoral, nervo ciático e tibial Nerve

Conceito 106 central – Comum fibular do nervo, nervo fibular profundo e superficial do nervo fibular

Como Indicado sem Núcleo Concept 108, o nervo fibular Comum E o nervo Mais freqüentemente lesado fazer Membro inferior. Além das Causas Listadas de lesões, Gessos, OU OS Suportes utilizados parágrafo segurar como Pernas em posição de litotomia, TAMBÉM PODE comprimir o nervo. Sinais de lesão São Uma Combinação das resultantes de mau FUNCIONAMENTO de Ambos OS Nervos fibulares profundo e superficial.

motor de teste Específico do nervo fibular superficial requer that o Paciente eversores o pé contra a Resistência; A Força Deste Movimento E devido MUITO MAIS parágrafo OS Músculos compartimento laterais fazer that fibular Terceiro.

Um teste Específico fazer fibular profundo requer that o Paciente flexão dorsal nervo do PE e dos DeDos contra a Resistência. Outro teste E perguntar Paciente um andar em SEUS saltos, um Comportamento Que Exige Uma forte Anteriores Músculos do compartimento tibial.

Conceito Central 110 – Posições de Estruturas Membro inferior parágrafo Marcos

Artéria Comum femoral

Posterior Ao maléolo lateral, FICA A Pequena veia safena, e posterior à veia Encontra-se o nervo sural. O nervo E fácilmente LOCALIZADO here. Ela PODE Ser rastreada Para cima a Partir Deste Ponto e removeu Praticamente em SUA totalidade parágrafo fornecer Segmentos de ponte Durante tentativas de Reparar Danos AOS Nervos Mais IMPORTANTES do Corpo.

EM GERAL, É Verdade Que Órgãos pélvicos drenam parágrafo OS nódulos ilíacos Internos, MAS a linfa do Fundo do útero e na tuba uterina also drena atraves de Canais Que acompanham OS vasos ovarianos de Volta para NÓS lombares. Como mencionado na Tabela 98, when como vias Normais de drenagem linfática do útero bloqueados ficam, linfa PODE drenar atraves dos Canais Que acompanham o ligamento inguinal Rodada atraves do canal, e, em SEGUIDA, parágrafo OS gânglios inguinais superficiais. Se Estes São LOCAIS de Câncer uterino metastático, este e Um mau Sinal, Porque implica that NÓS intrapélvicos São Fortemente carregados com tumor.

QUALQUÉR Região da língua Perto da Dinamarca SUA LINHA mídia IRA enviar linfa para tanto ipsilateral e Os contralateral Lados. Por Exemplo, a Ponta dos drenos língua parágrafo Ambos Direita e Esquerda NÓS submentuais, Bem Como diretamente parágrafo Direita e Esquerda NÓS jugulo-omo-hioideo. E TAMBÉM O Caso em that como regions do lábio inferior Perto da Linha Média Para enviar linfa Ambos OS NÓS submentuais ipsilateral e contralateral. Consequentemente, o Câncer paramediana da língua OU nenhum lábio inferior E MUITO MAIS sepultura fazer that o Câncer de Bordas Laterais dessas Estruturas, Por Causa do potencial de metástases parágrafo Ambas como Cadeias cervicais profundos Direita e Esquerda.

Amostragem axilares Nodes parágrafo PROPAGAÇÃO fazer Cancro da mama

Cirurgiões de mama USAR Uma Terminologia diferente para grupos de gânglios axilares fazer that OS anatomistas nomeação. Cirurgiões geralmente Falam de Nível 1 Nós, definidas Como Aquelas lateralmente Ao músculo peitoral menor (OU SEJA, Peitorais OS, subescapular, lateral, e Alguns NÓS Centrais), Nível 2 nodos, definidos Como aqueles profundo PARA O peitoral menor (Isto É, a maioria dos nodos Centrais), e Nível 3 Nós, definidas Como Aquelas medial parágrafo peitoral menor (OU SEJA, OS gânglios axilares apicais). Quanto menor o Número de Nível, o Mais provável E o grupo nó Para Ser hum receptor de carcinoma mamário PROPAGAÇÃO. (No entanto, se espalhou PARA O Nível 2 NOS PODE ocorrer com negativos NÓS de Nível 1 e, Improvável embora, Não PODE haver Nível positivo 3 NÓS SEM detectados tumores tanto em Nível 1 OU 2 NOS).

Por Razões óbvias, drenagem linfática da mama E o tema de Muita Pesquisa. Eu resumir algumas dessas Pesquisas Abaixo, mas MESMO este resumo Contém Muito mais detalhes fazer that seria de Esperar de hum estudante do Primeiro ano parágrafo Aprender. Tenho em destaque na negrito o Que Eu Acho Que rápido Você Deveria saber.

A maioria dos Cirurgiões aceitar that 75% da linfa do peito VAI parágrafo OS gânglios axilares, enquanto that 25% vai parágrafo OS NOS Internos mamárias (IMN). De Fato, Estudos Recentes indicam Que, se o Cancro da mama se espalhou parágrafo OS gânglios axilares, há cerca de 25% de chance de that also IRA se espalhar PARA O AD IMN (Purushotham, Cariati M. 2005 Br J. Surg 92 :. . 131- 132). Por Lado Outro, Entre OS PACIENTES Que Tem gânglios axilares negativa, APENAS 5-15% (dependendo do Estudo) Venha um tumor ter nenhuma IMN. Há algumas Indicações de Que A Parte superficiais DOS drenos de Mama Quase inteiramente Pará gânglios axilares, enquanto um Porcão Mais profunda Drena uma Ambos OS gânglios axilares e fazer IMN (Shimazu K et ai. 2003 Ann. Surg. 237: 390-398). Há also Alguma Evidência de that, embora de Todos os Quadrantes da mama enviar linfa PARA O IMN, um Incidência de metástases uma Estes nodos E hum pouco Mais Elevada, se o ESTÁ tumor na Metade medial da mama. Amostragem Cirúrgica de gânglios linfáticos that drenam o de mama E geralmente LIMITADA parágrafo OS gânglios axilares, reconhecendo o Muito Pequena possibilidade de metástases IMN isoladas e Maior dificuldade de Acesso Cirúrgico Ao IMN.

dissecção axilar NÃO E sem Riscos. Removendo certos NÓS Ao Longo da veia axilar PODE interromper a drenagem linfática A PARTIR fazer Membro superior. QUANDO uma drenagem linfática A Partir de QUALQUÉR Região da Parede do Corpo e significativamente bloqueada, that A Região tende a inchar – Uma Condição Chamada de linfedema. Porque linfa mama raramente vai parágrafo OS nódulos linfáticos Que se encontram Ao Longo da convexidade (superficie OU SEJA Superiores) da veia axilar, Ao Passo Que Mais de linfa fazer vai Membro superiores a ESSES nodos, Cirurgiões OS da mama IRA Preserva-los na Esperança de Minimizar a Incidência do Membro Superior linfedema pós-operatória. Além Disso, Cruzando Perto do Chão da axila E o nervo intercostobraquial. MUITAS vezes, E sacrificada Durante uma dissecção fazer axilar nódulo, embora em ano Recentes Cirurgiões estao a Uma Maior Fazer Tentativa de Preservar este nervo Porque o corte Deixa o Paciente com dormência desagradável não Aspecto póstero da parte superior, do Braço. O Cirurgião TAMBÉM DEVE Olhar Para o nervo toracodorsal, o nervo parágrafo serrátil anterior (SEJA OU, n torácico Longo.), Ea toracodorsal Artéria. Preservação fazer Último E especialmente Importante Porque o grande dorsal PODE Ser USADO Mais tarde parágrafo um Reconstrução da mama.

Para atingir gânglios axilares apicais (Nível 3), Os Quais São geralmente APENAS removidos, se Houver Ser Uma mastectomia, o Cirurgião IRA Cortar ("derrubar") Peitoral menor na Origem sua, um Fim de melhorar a Exposição da Região Relevante. Esforço DEVE Ser Feito Para Preservar o nervo peitoral medial, that MUITAS vezes perfura o peitoral menor. Se Esse nervo E cortado, o peitoral Maior sternocostal Torna-se atrófica.

Como Indicado Acima, a esmagadora maioria dos linfonodos Sentinelas São encontrados na axila. No entanto, em Uma grande série de patients com Cancro da Mama, verificou-se Que cerca de 15% dos patients TEM nodos sentinela, tanto na axila e o IMN (Hong J et ai. 2005 Eur. J. Surg. Oncol. 31: 942-948). (Outros Estudos Dão Percentagens Mais Elevadas parágrafo linfonodos Sentinelas em AMBOS OS LOCAIS.) APENAS 2% dos patients apresentaram linfonodo sentinela na IMN sem ter hum na axila. Não Há Investigação activa Sobre o valor da Tentativa de identificar Doença metastática não IMN, mas parágrafo o momento, o Procedimento Padrão chamadas APENAS parágrafo Olhar na axila Pará Encontrar linfonodos sentinela.

A Variabilidade na drenagem linfática da Pele (As Novas INFORMAÇÕES apresentadas a Seguir E o meu resumo de Uren RF, Howman-Giles R, Thompson JF 2003 Padrões de drenagem linfática da Pele em Pacientes com melanoma J Nucl Med. 44 :. 570-582).

A Figura Que acompanha núcleo Conceito 111 descreve hum torso humano com Uma Linha tirada horizontal Ao Nível dos clavícula e Outra Ao Nível da cicatriz umbilical. Como setas indicam o Seguinte: (1) de drenagem linfática A Partir de Pelé e Tecido subcutáneo Acima do plano transclavicular VAI parágrafo OS gânglios cervicais profundos, (2) uma drenagem linfática A Partir de Pelé e Tecido subcutáneo Entre um transclavicular e Aviões Transumbilical vai principalmente parágrafo nódulos axilares, mas also parágrafo nódulos mamários Internos, e (3) a drenagem linfática de Pele e Tecido subcutáneo Abaixo do Plano transumbilical vai Pará gânglios inguinais superficiais. Estas setas indicam also that uma drenagem linfática A Partir de Pelé e fazer Tecido subcutáneo parágrafo a Direita do plano sagital mediano vai Pará NÓS OS do Lado Direito, e drenagem linfática A Partir de Pelé e fazer Tecido subcutáneo parágrafo a Esquerda do plano sagital mediano vai NÓS OS parágrafo do Lado Esquerdo. Todos dos estes "Fatos" São simplificações da Verdade.

Nomenclatura Cirúrgico parágrafo Nodes Drenagem pulmões

Cirurgiões Usam Uma nomenclatura parágrafo OS gânglios linfáticos that drenam OS pulmões that Difere fazer that rápido Você vai Encontrar na maioria dos Textos de anatomia. O Comité Misto Americana do Câncer EA Fatores prognósticos Cancer le adotaram o Esquema mostrado na figura COMISSÃO TNM da Union Internationale Contre (modificado de Montanha CF e Dresler CM 1997 classificação de linfonodos Regionais parágrafo estadiamento do Câncer de pulmão Chest 111: .. 1718 -1723 ). Foi-me dito that Uma nova nomenclatura Padrão ESTÁ em Obras. Independentemente Disso, Eu Não Posso recomendar Que hum estudante de medicina do Primeiro ano cometer ESSA Memória, com Exceção de Alguns TERMOS Que eu vou mencionar Abaixo.

hilares NOS – mentir Ao Redor dos brônquios Dentro mainstem fazer PULMÃO
NÓS subcarinais – encontram-se sem Angulo traqueal bifurcação inferior da
NÓS paratraqueais – encontram-se ao Lado da traqueia

Além Disso, um MUITAS vezes Ouve OS NÓS intrapulmonares distais parágrafo OS gânglios hilares referidos Como "NOS peribrônquicas". O hilar e NÓS peribrônquicas Não São acessíveis via mediastinoscopy sem quebrar o pleura parietal e correr o Risco de pneumotórax.

O pulmão Direito drena Quase inteiramente parágrafo NÓS paratraqueais direitas. Os drenos lobo superiores Esquerdo Quase inteiramente parágrafo NÓS paratraqueais Esquerda. A Esquerda drenos lobo parágrafo inferior Ambos OS Lados Direito e Esquerdo. Se Houver Evidência de Câncer de lobo Esquerdo inferior, OS Cirurgiões Querem saber se o Câncer se espalhou parágrafo OS gânglios paratraqueais à Direita, Porque ESSA PROPAGAÇÃO E UMA contra-indicação Para o Tratamento Cirúrgico do Câncer. Uma Maneira de Obter como INFORMAÇÕES Necessárias E Realizar Uma mediastinoscopia. Algumas instalações TEM suplantado ISSO COM UM PET (Positron Emission Tomography) scan fazer, Que É Tão Sensível, OU Mais, em Revelar o Envolvimento tumor mediastino Superior de gânglios Relevantes. Finalmente, TJ Santo, um estudante, em Stony Brook, Chamou A Minha Atenção Para a existencia de Uma Técnica relativamente nova – o ultra-som guiada punção aspirativa POR agulha transbrônquica, em Que hum broncoscópio Flexível Equipado com Uma agulha de transmissor de ultra- som / receptor e biópsia e Passada na traquéia e brônquios mainstem, em Que a agulha ESTÁ espetado atraves da Parede da via de Passagem de ar parágrafo Recolher Amostras citológicas dos NÓS suspeitas identificadas em CT. This técnica da Acesso a hilar e NÓS peribrônquicas.

Ilíaca Node Dissection

AO removedor linfonodos ilíacos Externos, O Cirurgião DEVE Ter cuidado de para Nao danificar O Nervo genitofemoral deitado ESSES laterais NOS. Ao removedor OS obturador NÓS, E o nervo obturador Que ESTÁ em Perigo.

nó de Cloquet E descrito na Maïs dos superiores gânglios inguinais profundos UO o Mais inferior de Nós ilíacas externas. Encontra-se no anel femoral (E ISTO, a entrada PARA O canal femoral). gânglios inguinais profundos São amostrados parágrafo PROPAGAÇÃO fazer Cancro do Membro inferior, OU A Partir de QUALQUÉR Tecido superficial Abaixo fazer umbilical plano. SE Nenhum de Cloquet E negativo, E MUITAS vezes considerado desnecessário ir Mais alto e PROVAR NÓS ilíacas e obturador externo. SE Nenhum de Cloquet E positivo PARA O CÂNCER, a Cirurgia E estendido PARA O abdome e da pelve parágrafo Tirar OS NÓS ilíacas e obturador externo. Voltar à página diretor de Jack Stern

mensagens Relacionados

  • Clínica Foco RLQ dor EM Mulheres …

    Até Que Não São aplicáveis ​​”Regras de Ottawa”, Avaliação RLQ permanecerá Uma arte. O Que o Seu RLQ dor work-up Parece? E UMA hora Antes de Mudança de turno e Você Pegar UM Gráfico parágrafo Uma …

  • Avaliação Clínica e Tratamento …

    Artigo secções O disco intervertebral E Responsável Pela Ligação dos Corpos vertebrais uns EAo Outros, proporcionando flexibilidade e absorver e DISTRIBUIR como cargas Aplicadas Ao …

  • Clinical Management of Pain in …

    Resumo Palavras-chave: analgesia, Cancro do pulmão, dor de Gestão Introdução O Câncer de pulmão E o Câncer Mais Comum no Mundo, com 1,61 Milhão de Novos Casos diagnosticados a each ano. 1 A dor E a mais …

  • Clínicos Catálogo de Imagens, Imagens de Infecção pé.

    Catálogo de Imagens Clínicos pé Diabetico Infecção: Dados Longa, diabetes mal Controlada Levou um Doença arterial Periférica e neuropatia. Estes Distúrbios Colocar Paciente em Risco Para o …

  • Manifestação Clínica de hum Coletor …

    O texto completo dos Artigos Citações BioEntities Relacionados Ligações editor Externos Acadêmica: John P. Geisler Este e Um Artigo de Acesso Aberto Distribuído soluçar uma Licença Creative Commons Attribution, que …

  • Chest dor OU desconforto – Clínica …

    Dor Definição, pressao, aperto, or another desconforto originario OU Irradiada PARA O tórax constitui hum Importante indicador de Problemas cardíacos OU Cardiovasculares potencialmente sepulturas ….