O diagnóstico de Infecções respiratórias …

O diagnóstico de Infecções respiratórias …

O diagnóstico de Infecções respiratórias ...

Objetivo Geral: Para saber Como diagnosticar pneumonia.

Objetivos Educacionais Específicas : O aluno must Ser Capaz de:

1. descrever Como se Determina Que Uma pneumonia pessoa TEM. Conhecer uma pneumonia Causas Comuns de base com na Idade de uma pessoa, Onde OU Como they adquirem uma pneumonia, e com base de em QUANDO OS Sinais e síntomas de pneumonia Começar (aguda, subaguda e chronic).

2. descrever como Diferenças entre pneumonia típica e Atípica.

3. sei por que no Exame de hum esfregaço da expectoração o Laboratório IRA rejeitar algumas Amostras Como saliva e escarro NÃO.

4. Se Necessário saber Como Obter hum diagnóstico definitivo.

5. descrevem Como algumas pneumonias evitada PODE ser.

Palestra. Dr. Neal R. Chamberlain

VISÃO GERAL

Infecções do trato respiratorio inferior causar a Doença Nos Sacos alveolares, e como Infecções resultantes São chamados de pneumonia. This Seção do folheto IRA discutir OS Vários Tipos de pneumonia (Isto É típico, intersticial chronic e pneumonia fúngica) e Os Agentes Que lhes causam.

PNEUMONIA

A pneumonia E UMA Infecção dos alvéolos UO como paredes dos Sacos alveolares. O diagnóstico de pneumonia E relativamente simples; No entanto, Uma Vez Que MUITOS microorganismos PODE causar pneumonia, determinando a causa de hum Paciente’s pneumonia PODE Ser Muito Difícil.

O aparecimento de Bactérias multi-Resistentes AOS Medicamentos (MDR) (Por Exemplo, resistente à meticilina Staphylococcus aureus (MRSA), Pseudomonas aeruginosa. Acinetobacter, e MDR Enterobacteriaceae) fez Com que o Tratamento de pneumonia Mais desafiador. pneumonias bacterianas MDR São Mais prováveis ​​de ocorrer em hum ambiente de Cuidados de Saúde (Por Exemplo, hospital, UTI, Lar de Idosos). Este aumento de pneumonias bacterianas MDR resultou em Uma classificação revista de pneumonia. ACTUALMENTE, existem Duas CATEGORIAS de pneumonia; adquirida pneumonia na Comunidade (PAC) e pneumonia AOS Cuidados de Saúde Associados (PACS). HCAP Contém Duas subcategorias; pneumonia adquirida em hospitais (HAP) e pneumonia Associada à Ventilação mecânica (PAV). Os Agentes etiológicos e como chances de enguias Serem hum MDR diferem dependendo da categoria de pneumonia e Os Fatores de risco hum Paciente TEM. Este TAMBÉM TEM UM Efeito significativo Sobre os Agentes antimicrobianos Usados ​​Pará TRATAR Estes patients.

  • Tabela LRI-1 Lista Causas de CAP POR locais de atendimento o Paciente foi parágrafo DEPOIS that they were diagnosticados cabelo médico.
  • Tabela LRI-2 enumera Causas de pneumonia POR subcategoria HCAP. Por favor, nota that, parágrafo EXCETO Legionella como Causas de pneumonia Atípica São Muito Menos Comuns na VAP e HAP.
  • Tabela LRI-3 Lista Causas de pneumonia POR Idade do Paciente;
  • Tabela LRI-4 Lista de Causas de pneumonia, de according com o local, Onde a Doença foi adquirida e o estado imunitário do Paciente;
  • Tabela LRI-5 enumera Causas de pneumonia adquirida da Exposição Incomum;
  • Tabela LRI-6 Lista Causas de pneumonia do Tempo de inicio e Onde adquiriu;
  • A Tabela 7 Lista LRI-a causa Mais Comum de Vários Tipos de pneumonia diagnosticada em OS EUA

S. pneumoniae, OUTRAStreptococcus sp. H. influenzae, MSSA, antibiótico Enterobacteriaceae sensíveis (E. coli, Klebsiella pneumoniae, Proteus sp. Enterobacter sp., Serratia marcescens )

Pseudomonas aeruginosa, MRSA, Acinetobacter sp. Resistentes antibiótico Enterobacteriaceae (VEJA VAP Não-MR Coluna) estirpes, ESBL positivo de Klebsiella. Legionella pneumophila, Burkholderia cepacia, Aspergillus (Note that este e Um fungo)

MESMO Que VAP Não-MDR

Infecções Não-MDR e Infecções bacterianas anaeróbicas (Prevotella melaninogenicus, Fusobacterium nucleatum, Peptostreptococcus, Peptococcus, e Outros Anaeróbios) São Mais Comuns em VAP HAP that

MESMO Que VAP MDR, Infecções MDR São Menos Frequentes na HAP fazer that na VAP.

MSSA- meticilina sensíveis S. aureus, meticilina Resistentes MRSA- S. aureus. multirresistente MDR, ESBL- espectro estendido beta-lactamase

Anaeróbios MESMO Que Acima; entéricos gram-negativas PODEM Incluir Klebsiella pneumoniae e Escherichia coli

MUITOS patients Que São diagnosticados com pneumonia mencionar ter síntomas de gripe Anteriores OU Uma Infecção do trato respiratorio superior. Um Paciente com pneumonia com Frequência continuam a ter síntomas de Infecção do trato respiratorio superior, e desenvolver síntomas respiratórios Que São indicativos de Uma Infecção do trato respiratorio inferior—tosse, dispnéia, Produção de expectoração e taquicardia. Pneumonia E AINDA Mais provável Que seja o diagnóstico se o Paciente TAMBÉM TEM Uma febre e Achados auscultatórios that PODE Incluir filhos respiratórios Anormais, maciço à percussão, Sibilos, e crackles (estertores). Uma excepção não that respeita a febre e Um recém-nascido Que diagnosticou com afebril Chlamydia trachomatis pneumonia.

Pneumonias PODEM base de Sor Classificados com em quão rapido uma manifes pneumonia. pneumonias Início agudo desenvolver Dentro de 24–48 horas e São Comuns em Pacientes com pneumonia típico. O Paciente’s Unica Respiratória Reclamação PODE Ser Uma Infecção superior, mas como Manifestações de típica pneumonia desenvolver-se rápidamente—febre alta, calafrios, dispnéia, taquicardia, tosse Produtiva com a Produção de escarro purulento, fácies Tóxicos e consolidações Nos pulmões Como visto em radiografias de tórax (Tabela LRI-8).

Atípica pneumonia (Pneumonia intersticial) TEM UM Início subagudo; PODE demorar Vários dias a 1 semana Antes de o Paciente DESENVOLVE Sinais e síntomas de pneumonia—febre baixa, calafrios, tosse paroxística com expectoração de muco OU nenhuma Produção de expectoração, fácies bem-aparecendo, e se infiltra Nos pulmões Como visto em radiografias de tórax (Tabela LRI-8).

Tabela URI-8. Comparação de típica eAtípica (intersticial)pneumonias

crônicas pneumonias PODE Levar Varias Semanas de 1 mês parágrafo OS síntomas Para desenvolver plenamente. Os patients geralmente apresentam-se com Uma História de suores Noturnos, febre baixa, Perda de peso significativa, tosse Produtiva com a Produção de expectoração purulenta, e dispnéia; lesões Moeda (foco Ghon) nos pulmões PODE Ser visto em radiografias de tórax se o Paciente TEM M. tuberculosis pneumonia.

Os síntomas de aspirativa pneumonia São semelhantes a aguda pneumonias OUTRAS, EXCETO OS PACIENTES sentem calafrios recorrentes em vez de hum frio tremendo e consolidações Nos Segmentos pulmonares Dependentes São Vistos em radiografias de tórax. Cerca de Metade dos patients com pneumonia POR Aspiração IRA Produzir escarro mau-cheiro.

Os síntomas de HCAP São Como como mencionadas Acima; febre, leucocitose, aumento de secreções respiratórias, consolidações pulmonares não físico Exame, juntamente com hum infiltrado OU Consolidação radiográfica novo OU em Mudança. Outros Sinais e síntomas PODEM Incluir taquicardia, taquipnéia, um Piora da oxigenação e aumento da Ventilação Minuto (volume corrente x Frequência Respiratória = Ventilação Minuto; o normal de 5-8 L / Minuto).

Interpretação radiografia em hum Paciente com VAP PODE Ser Difícil em that they PODEM ter radiografias de tórax Anormais, MESMO Antes da pneumonia comeca.

Algumas Causas de pneumonia Que resultam em Sinais e síntomas Originais

  • Legionário’Doença de s POR causado Legionella sp. PODE resultar em pneumonia com bradicardia Relativa, dor abdominal, vômitos, diarréia, hematúria, Confusão mental, Resultados Anormais não Fígado e testículos de Função renal e aumento dos níveis de creatinina fosfoquinase soro.
  • Psitacose devido a Chlamydophila psittaci (Como conhecido Anteriormente Chlamydia psittaci ) PODE resultar em pneumonia com bradicardia Relativa, epistaxe, manchas Horder, esplenomegalia, E UMA Contagem normais OU BAIXA DE leucócitos. This Doença ESTÁ Associada com cuidadores de psitacídeos.
  • febre Q devido a burnetii Coxiella PODE causar pneumonia com bradicardia Relativa, dolorosa hepatomegalia, endocardite e testículos de Função hepática Anormais. A febre Q E Associado com OS Agricultores Que Tem nascido recentemente gado.
  • eritema nodoso e adenopatia hilar PODE Ser observado em Pacientes com pneumonia DEVIDA A Como fungos Histoplasma capsulatum (Endêmica Nos vales dos rios Ohio e Mississipi) e Coccidioides immitis e Coccidioides posadasii (Estas Duas Espécies São fungos dimórficos endêmicas Para o Hemisfério Ocidental. Éles encontrados PODEM SER sem a solo em Certas Regiões Áridas não Sudoeste dos Estados Unidos, e não México, América Central e América do Sul. Estás 2 Espécies São morfologicamente idênticos, mas genéticamente e distinta epidemiologicamente. C. immitis E Encontrado SOMENTE na Região do Vale de San Joaquin, na Califórnia. C posadasii PODEM SER encontrados no Deserto do Sudoeste dos Estados Unidos, México e América do Sul).
  • fúngica pneumonia e Mais frequentemente causada POR Blastomyces dermatitidis Nos Estados Unidos. Ela TAMBÉM PODE Produzir lesões de Pelé verrucosas ásperas. Este fungo E endêmica no Sudeste dos Estados Unidos.
  • Cerca de Quatro Milhões de Casos de pneumonia São relatados a Cada ano em OS EUA Approximatif, 80% das Pessoas com pneumonia São Tratados em Ambulatório.
  • A pneumonia E Responsável POR 15-20% das Infecções nosocomiais.
  • Os patients com pneumonia São Responsáveis ​​POR Mais de 10 Milhões de visitas de patients, 600.000 hospitalizações, 64 Milhões de dias de Atividade Restrita, e 45.000 mortes POR ano. Juntos, gripe e pneumonia São a principal causa de Oito de morte não fora dos EUA (em 2010; 53,692 mortes).
  • O Paciente com pneumonia geralmente TEM Tido Uma anterior superior Infecção viral do trato respiratorio.
  • A inalação e Aspiração São Os Dois Meios Mais Comunsinfecciosa de Adquirir Uma pneumonia. A pneumonia POR endógena Aspiração E UMA Infecção.
  • A Incidência de pneumonia E Maior Nos Extremos de Idade. A taxa de incidencia globais e De 12 CASOS POR PESSOAS 1000. A Incidência em Crianças Menores de 4 e 12-18 Casos POR PESSOAS 1000. A Incidência em PESSOAS Acima de 60 ano E de 20 Casos POR PESSOAS 1000.
  • Pneumonia e Mais Comum Durante OS meses de inverno e em PESSOAS COM Mais de 65 ano de Idade.
  • Os patients Idosos São Mais propensos a Serem hospitalizados e morrem Apos o Início da pneumonia.
  • Como seguintes condições predispõem PESSOAS uma aspirativa pneumonia: um Nível Alterado de Consciência, alcoolismo, convulsões, anestesia, Distúrbios do Sistema nervoso central, trauma, disfagia, Doenças do esôfago, e sonda nasogástrica.
  • Quase todos OS Casos de pneumonia bacteriana PACS São devidos à Aspiração.
  • A pneumonia E UMA complicação Comum em patients Que necessitam de Ventilação Mecânica. A Prevalência da PAV em patients Que necessitam de Ventilação Mecânica e Entre 6 e 52 Casos POR 100 patients. Em Pacientes PACS’ Ventilação mecânica ESTÁ Associado com uma grande maioria dos Casos de pneumonia.
  • VAP TEM uma taxa Maior de Risco nsa Primeiros 5 dias de Ventilação Mecânica. A taxa cumulativa de patients em hum ventilador POR 30 Dias e de cerca de 70%.
  1. Se NÃO Houver Nenhum anticorpo Específico PARA O Organismo Presente, OS macrófagos PODEM fagocitar Ainda o invasor utilizando Receptores Que se ligam a proteína C-reactiva OU complementar OU POR Receptores parágrafo patogénio Associado Padrões moleculares (MMAPs). Mannan, lipopolissacarídeo, ácido lipoteic�co, N–péptidos formilados contendo metionina, péptidos muramilo, e peptidoglicano, São Exemplos de MMAPs, that o macrófago alveolar PODE USAR Pará fagocitar invasores bacterianos.
  2. QUANDO o microorganismo E fagocitado, o macrófago IRA Destruir o Organismo, se Possível, e apresentam antigénios microbianos na superficie Pará Células aguardar B e T.
  3. Uma vez activadas, como Células T PODE e B Produzir Mais anticorpo e activam OS macrófagos. Os macrófagos libertar simultaneamente Factores Que ajudam a Realizar leucócitos polimorfonucleares (PMNs) a Partir da corrente sanguinea e Iniciar Uma RESPOSTA inflamatoria. PMN, Anticorpos, Componentes de complemento e São Úteis na Destruição da “invasores.”

MUITAS Bactérias Que causam a pneumonia PODE inicialmente sobrevivem Nos alvéolos devido AOS seguintes MECANISMOS de Defesa.

  • Cápsula (e.g. S pneumoniae, H influenzae ) A Produção impedir a fagocitose POR macrófagos alveolares.
  • vírus e clamídia invadir Células Hospedeiras Antes Que OS macrófagos alveolares PODE fagocitar enguias.
  • M tuberculosis PoDE Sobreviver EM macrófagos alveolares, MESMO APOS Serem fagocitadas.

Microrganismos Tais Como um M pneumoniae e o vírus da gripe, inicialmente, Não causam Uma grande Quantidade de fluido a acumular-se nsa alvéolos. No entanto, apos a Infecção com Estes Organismos, Inflamação dos Espaços intersticiais (paredes dos alvéolos) ocorre, resultando em pneumonia intersticial OU atípico. Como radiografias de tórax de patients com este tipo de pneumonia Mostrar finos Infiltrados difusos granulares.

Página Outros Organismos, Como such Staphylococcus aureus, Bactérias em forma de bastonete, gram-negativas, Bactérias anaeróbias e Produzir abcessos UO microabcessos. Nestes Infecções do Sistema imunológico PODE Murar OS Organismos e Produzir abcessos localizados OU microabscessos Que normalmente apresentem lesões circulares Bem definidas com Centros translúcidas necróticas NAS radiografias de tórax.

Pacientes com PAC e PACS

Pacientes com pneumonia PODEM apresentar desconforto no peito, tosse (Produtivo OU improdutivo tosse paroxística), calafrios (patients com pneumonia típico) UO calafrios (patients com pneumonia intersticial), falta de ar e febre. O Exame físico PODE Revelar aumento da Frequência Respiratória e Cardíaca e apatia à percussão Sobre Regiões afetadas dos pulmões e estertores.

Como radiografias de tórax Exibindo Novas consolidações OU Infiltrados São definitivos Para Ajudar a estabelecer hum diagnóstico de pneumonia. QUANDO Sacos alveolares Encher de Células inflamatórias e de Fluidos, a radiografia de tórax mostrará consolidou densidades Bem definidas Que São unilateral (inalação OU POR pneumonia Aspiração), bilaterais (disseminação pulmões hematogênica parágrafo OS), localizada, or uniforme. QUANDO Uma radiografia Mostra Inflamação e espessamento de septos alveolares that rodeiam OS alvéolos, em vez de hum enchimento dos Sacos alveolares com inflamatório material, o diagnóstico e Mais provável Que seja um (intersticial) pneumonia Atípica.

Alguns Organismos formam abcessos sem pulmão (Exemplo POR. Staphylococcus aureus. Enterobacteriaceae, Pseudomonas aeruginosa, e Organismos Anaerobicos) e, sas Casos, Uma radiografia de tórax E Útil Para Revelar a Formação de abcessos. Se estiver Presente, certos Padrões radiológicos Clássicos PODEM Ser de valor diagnóstico; Por Exemplo,

  • Klebsiella pneumoniae Infecção causando Uma Consolidação lobar superior, PODE resultar arqueamento em Uma fissura (“fissura abaulamento” placa).
  • Staphylococcus aureus Infecções do pulmão PODE causar Vários Infiltrados nodulares bilaterais com cavitação central. Em Crianças, a radiografia de tórax PODE Mostrar mal definidas, cavidades de paredes Finas (“pneumatoceles”), Fístulas bronco e empiema.
  • Pseudomonas aeruginosa Infecções PODEM resultar EM microabcessos, Os Quais PODEM fundir-se em Grandes abscessos.
  • Infecções haste gram-negativas (Exemplo POR. Klebsiella. Proteu. E. coli ), MUITAS vezes causar necrose do pulmão.
  • Mycobacterium tuberculosis pneumonia PODE causar lesões Moedas.
  • Consolidações Nos Segmentos pulmonares Dependentes PODEM Indicar aspirativa pneumonia .

Para identificar o agente patogénico Específico Que ESTÁ a causar uma pneumonia, OS Dados Clínicos e epidemiológicos devem Ser considerados Para limitar o Número de Possíveis Causas da pneumonia (ver Tabelas LRI-1 atraves de LRI-7, e 8-TablesLRI e LRI-9 ).

Tabela LRI-9. Paciente pneumonia’s Condição OU Circunstância e Os Agentes causadores Mais Comuns

Tabela LRI-10. Aparencia escarro e causa Mais provável UO tipo de pneumonia

l Adicionaltestículos that aboratory PODEM Ajudar não Estabelecimento de Um diagnóstico definitivo

  • Cultura de escarro.
  • Cultura de Amostras de Sangue de para bactérias, fungos OU POR VÍRUS (SOMENTE 5-14% das Culturas Positivas São em patients hospitalizados com PAC).
  • A Anticorpos serologia Para detectar produzidos Contra o patogénio OU Como resultado de UMA Infecção COM o agente patogénico (Por Exemplo, parágrafo aglutininas frias Mycoplasma pneumoniae; detecção de Anticorpos Para uma cápsula de Streptococcus pneumoniae ).
  • testículos de antigénios Para detectar certos antigénios produzidos cabelo agente patogénico (Por Exemplo, testículos de polissacárido Streptococcus pneumoniae e Haemophilus influenzae ).
  • testículos OS cutâneos Para detectar Reações de hipersensibilidade do tipo retardada a certos patógenos (Por Exemplo, Mycobacterium tuberculosis: teste de Mantoux, Blastomyces dermatitidis, Histoplasma capsulatum, Coccidioides immitis ).
  • reacção em Cadeia da polimerase (PCR), realizada em Amostras de expectoração Para determinar rápidamente uma causa de pneumonia (Exemplo POR, tuberculose, M. pneumoniae, e C. pneumoniae ).
  • O Exame de urina Pará S. pneumoniae e Legionella antigénios.

O diagnóstico dos patients PODE Ser Difícil Porque:

  • Colonização traqueal com patógenos ocorre freqüentemente em Paciente com hum tubo endotraqueal
  • há MUITAS OUTRAS Causas de Infiltrados radiográficos em Pacientes soluçar Ventilação mecânica (contusão Por Exemplo, pulmonar hemorragia OU, pneumonite de hipersensibilidade, edema pulmonar Atípica, ARDS, e embolia pulmonar)
  • há MUITAS Outras Fontes Pará uma febre em hum Paciente ventilado Mecanicamente (Exemplo POR, Infecção do trato urinário, rinossinusite, diarreia Associada a Antibióticos, pancreatite e febre medicamentosa)

AINDA há Muito debate Sobre Como determinar se hum Paciente ventilado Mecanicamente TEM VAP. Ágora Duas há Abordagens: a Abordagem cultura quantitativa ea Abordagem clínica.

Abordagem clínica EUA Uma pontuação de Infecção pulmonar Clínica (IPC) Para determinar se hum Paciente e Mais provável Que tenha VAP. Os criterios Clínicos utilizados São ponderados e somados Para Produzir Uma pontuação final. A Máxima pontuação E de 12 QUANDO OS Dados aspirado traqueal Chega. A pontuação de 6 OU indica superiores that o Paciente TEM VAP. Os criterios Clínicos utilizados São febre, leucocitose, oxigenação, radiografia do tórax, e secreção traqueal. NÃO E Importante parágrafo rápido Você memorizar este Procedimento de pontuação PARA O Exame!

Algumas instalações Médicas utilizar Ambas como Abordagens Para o diagnóstico de PAV. A Abordagem clínica E utilizada Para determinar rápidamente se UMA Amostra Da ESCOVA Protegidas DEVE Ser USADA parágrafo de Fazer Culturas quantitativas.

Tratamento e Prevenção

  • Outpatient- previamente Saudável e sem Antibióticos Pará Últimos 3 meses-Azitromicina UO a doxiciclina.
  • comorbidades Outpatient- OU Antibióticos Pará Últimos 3 meses-amoxicilina / clavulanato E Azitromicina.
  • Em regime de internamento, a EA Azitromicina ceftriaxona Não-UTI
  • Em regime de internamento, a ceftriaxona UTI ea Azitromicina

HCAP (inclui HAP e VAP)

  • Pacientes sem Fatores de risco * Para MDR pathogens- ceftriaxona OU levofloxacina
  • Os Doentes com Factores de Risco * Para MDR pathogens- ceftazidima e tobramicina E linezolida UO a vancomicina

* Os Fatores de risco incluem: hospitalização POR ge; 48 horas, hospitalização POR ge; 2 Dias em 3 MESES Anteriores, um Uma Residência em Instalação home-care estendida Ou de enfermagem, terapia Antibióticos EM 3 MESES precedentes, chronic diálise, terapia de infusão em Casa, Tratamento de feridas Casa, or Membro da Família com a Infecção POR MDR .

Existem Duas Vacinas that PODEM Ser Dadas AOS Adultos Para Ajudar a Prevenir uma pneumonia. o S pneumoniae Vacina Contém 23 Tipos capsulares da cápsula bacteriana e E USADO em PESSOAS COM Mais de 65 ano de Idade A Vacina da gripe devem Ser Dadas anual Para todas como PESSOAS COM Idade superior de um ano de Idade Para Ajudar a Prevenir uma UO viral pneumonia bacteriana pneumonia 65 secundário that PODE ocorrer apos a Infecção com o vírus influenza. Quimioprofilaxia para Prevenir Infecções de gripe E Útil na Prevenção de pneumonia bacteriana Secundária.

Determinar se Uma Infecção Respiratória Como pneumonia E devido a Uma bactéria AINDA e Um palpite. E Altamente provável that uma pneumonia, na Maior parte dos patients Que Vê, Sera devido Como Bactérias. No entanto, Se a pneumonia ocorre Durante a temporada de gripe? pneumonia viral e Mais Comum Durante ritmo este. Como Possibilidades aumentam Que hum Paciente terá pneumonia viral. Em Fases posteriores de opacidades pneumonia viral na radiografia de tórax PODE Olhar MUITO MAIS Como Uma Consolidação fazer that hum infiltrado. Seria Ótimo se houvesse Algum Exame de sangue Que poderia Ajudar o clínico Decidir se uma Infecção Respiratória that they estavam Observando era bacteriana, viral, or algo Completamente diferente.

Uma Pesquisa RECENTE usando hum Exame de sangue Para detectar níveis de procalcitonina (PCT), TALVEZ o teste that Estamos PROCURANDO Para determinar se uma pessoa’s Infecções do tracto respiratorio E devido a UMA bactérias. Prossecução do Trabalho mostrou that OS níveis de PCT São Úteis Para determinar Quanto ritmo Para dar um uma pessoa com Infecções do trato respiratorio terapia antimicrobiana.

Outros mostraram Que OS níveis de PCT aumentam na corrente sanguinea Durante Infecções bacterianas, mas NÃO ir Para cima Durante a Infecção bacteriana NÃO NEM Aumentar Durante Reações inflamatórias inespecíficas. OS níveis de PCT Diminuir when uma terapia antimicrobiana provocou Uma RESPOSTA do Paciente favorável. ASSIM, OS níveis de PCT Tem o potencial de Ser Usada Como hum marcador parágrafo Decidir se hum agente antibacteriano DEVE Ser USADO e determinar um Duração do Tratamento num Paciente com Uma Infecção bacteriana.

Um algoritmo utilizando OS níveis de PCT de para detectar e Tratar Infecções bacterianas da Árvore respiratoria was Desenvolvido Pará USO potenciais EM Clínicas e hospitais.

mensagens Relacionados

  • respiratórias Gato Espirros Infecções …

    Um Espirro ocasional em hum gato e e normal, sem Verdadeira causa parágrafo alarme. Tal Como nsa Seres Humanos, espirros em gatos E UMA Libertação explosiva de ar atraves do nariz e da Boca – MUITAS vezes, uma RESPOSTA do Organismo um …

  • Causas e Tratamento da Baixa …

    O abdômen E uma área de Entre o osso pélvico e do esterno. A área Abaixo do umbigo E Conhecido como o abdómen inferior, enquanto a zona superior de E referido Como o abdómen inferior. O …

  • Diagnóstico e Tratamento da Aguda …

    Artigo Seções A tosse E o sintoma Mais Comum trazendo patients Ao Consultório do Médico de Cuidados Primarios, e bronquite aguda E geralmente o diagnóstico Nestes patients. Bronquite aguda …

  • Causas de tornozelo e perna …

    Tornozelo e menor inchaço NAS Pernas TEM MUITAS Causas Diferentes. MayoClinic.com cita 27 Possíveis Causas Diferentes. Um Paciente PODE ter inchaço no tornozelo de hum Problema menor, Como em pé prolongada, …

  • Diagnóstico e Tratamento da Common …

    Artigo secções O Risco Estimado de Adquirir Uma Infecção POR dermatofitos E Entre 10 e 20 POR cento. Reconhecimento e Tratamento Adequado dessas Infecções, Diminui a morbidade …

  • DPOC Respiratória doença6

    A DPOC E UMA Doença Respiratória progressiva Que Torna Mais Difícil parágrafo respirar Ao Longo do Tempo. O termo DPOC Realmente inclui 2 Diferentes condições respiratórias: bronquite chronic e enfisema ….