Hepática Neoplasias itrio-90 …

Hepática Neoplasias itrio-90 …

Hepática Neoplasias itrio-90 ...

Abstrato

Itrio-90 90 Y radioembolização E UMA terapia baseada em cateter Que proporciona uma Radiação interna de Tumores hepáticos na forma de microesferas. 90 Y PODE Ser Entregue Ao hepático tumor, Quer Como hum Componente de Uma microesfera de Vidro, TheraSphere. OU Como Uma microesfera à biocompatível resina de base de, SIR-Spheres. Uma vez INCORPORADO nenhuma interior da microcirculação do tumor, estas microesferas emitem Radiação y a níveis Terapeuticos. Enquanto OS Aspectos técnicos da radioembolização São Bastante Complexos, uma Experiência clínica coletiva apresentada na literatura suporta o Uso de 90 Y radioembolização Pará neoplasias hepáticas NÃO ressecáveis.

Palavras-chave: TheraSphere. SIR-Sphere. radioembolização, itrio-90, carcinoma hepatocelular, a Doença metastática PARA O Fígado, Cancro do Fígado, tumor do Fígado

Dosimetria

TheraSphere consiste do de microesferas de Vidro insolúveis em 90 that Y e Um Componente Integrante do Vidro. O Diâmetro de esfera Média varia de 20 a 30 m. Cada miligrama Contém Entre 22.000 e 73.000 microesferas. TheraSphere E fornecido em 0,05 ml de Água esterilizada, Isenta de pirogénio contido num frasco Vee de Fundo 0,3 mL fixada Dentro de hum protector de frasco claro acrílico de 12 mm. TheraSphere ESTÁ available in SEIS Tamanhos de Atividade: 3 Giga-Becquerel GBq GBq; 81 mCi, 5 GBq 135 mCi, 7 GBq 189 mCi, 10 GBq 270 mCi, 15 GBq 405 mCi e 20 GBq 540 mCi. 15 O Número Correspondente de microesferas POR frasco E de 1,2, 2, 2,8, 4, 6, e 8 Milhões, respectively. A E microesfera Atividade POR

2500 Bq. 16 Assumindo microesferas TheraSphere 90 Y DISTRIBUIR de Uma Maneira uniforme POR TODO o Fígado e 90 Y SOFRE deterioração completa in situ, um parágrafo radioactividade necessaria fornecer uma dose Desejada PARA O Fígado PODE Ser calculada usando uma Seguinte fórmula:

Onde um e uma Actividade Entregue Ao Alvo Tecido, D E uma dose administrada absorvida Pará uma massa de Fígado Alvo, e M E a massa do Fígado Alvo. o volume do Fígado ml E Estimado com tomografia Computadorizada CT e, em SEGUIDA, convertida em massa hum fator utilizando de Conversão de 1,03 kg / mL.

SIR-Esferas consistem em microesferas biocompativeis uma base de resina contendo 90 Y com hum * Tamanho Entre 20 e 40 m de Diâmetro. SIR-Esferas e Um implante permanente e e fornecida num frasco com agua para Injecção. Cada frasco Contém 90 3 GBq de Y no momento de Calibração em 5 mL de Água estéril parágrafo Injecção. Cada frasco Contém 40 a 80 Milhões de microesferas. 18 A Actividade Correspondente POR microesfera de SIR-Esferas E MUITO MAIS Baixa do that um de 50 Bq TheraSphere contra 2.500 Bq respectively. 16 Tal Como Aconteceu com TheraSphere. assumindo SIR-Esferas 90 Y microesferas de DISTRIBUIR de Uma Maneira uniforme POR TODO o Fígado e sofrer deterioração completa in situ, um fornecido radioactividade Ao Fígado PODE Ser calculada usando hum dos Dois methods available. O Primeiro Método Incorpora uma área de superficie do Corpo e Estimativa da carga tumoral Como segue:

Onde BSA E uma área de superficie corporal.

O Segundo Método baseia-se n’uma Ampla Estimativa da carga tumoral, tal Como descrito na Tabela 1. Tabela 1 18

SIR-Spheres Dosimetria

Por causa do Maior Número de microesferas e menor Atividade de SIR-Spheres Comparação com TheraSphere. a Entrega de SIR-Spheres E distintamente diferente fazer that parágrafo TheraSphere. Dado o Maior Número de SIR-Spheres Necessários Para Entregar uma Prevista doses, Não E Incomum para todo o leito vascular Para se tornar saturado com microesferas e hum estado embólico a Serem alcançadas. Por ESTA Razão, a Orientação fluoroscópica E crítico Durante a infusão. A Injecção POR fluoroscopia guiado de QUALQUÉR UMA das 90 agente Y representação hum Procedimento de embolização Verdadeiro, that ENVOLVE uma Injecção de Particulas permanentes, Que requer uma Monitorização do Fluxo vascular e quaisquer alterações em Características de Fluxo Durante / Apos uma infusão, Bem Como o Fim do Processo, Uma vez POR Completamente estado embólico foi atingido radioembolização.

AVALIAÇÃO CLÍNICA

Independentemente de qua Veículo radioembolização E escolhido, O Processo de Seleção do Pará patients submetidos a radioembolização é Sua Avaliação posterior pré-treatment E semelhante. elegibilidade dos patients parágrafo radioembolização repetição DEVE Ser avaliada APOS Cada treatment. Componentes do sistema operacional do Processo de Seleção São OS seguintes:

Anamnese, Exame físico, Avaliação de performance status

testículos Laboratoriais Clínicos completa contagem do sangue com diferencial, uréia, creatinina sérica, Os electrólitos séricos, Função hepática, albumina, desidrogenase Lactica, tempo de protrombina

Radiografia de tórax, teste de marcador tumoral carcinoembrionário CEA antígeno, -fetoprote�a [AFP]

CT / Ressonância Magnética Exame de Ressonância Magnética de Imagem do abdômen e da pelve com uma Avaliação da permeabilidade da veia porta

Arteriografia / macroagregado pulmão albumina MAA Manobras Estudo

Os patients COM neoplasias hepáticas, MUITAS vezes TEM Histórias Médicas Complexas. MUITOS destes Doentes were submetidos a Uma UO varias rodadas de quimioterapia sistêmica, uma Cirúrgica ressecção, and / or RFA. Além Disso, ELES PODEM ter Tido Algum tipo de Procedimento de embolização, SEJA branda UO em Combinação com quimioterapia. História quimioterapia Relevante Tendo hum Impacto Sobre a Segurança e eficacia da radioembolização PODEM Incluir cirurgicamente colocado quimioterapia intra-hepática bombas causando vasculite química, o Uso de radiosensitizers Como capecitibine OU irinotecano, Bem Como o Tratamento com Agentes quimioterápicos antiangiogenetic Mais Recentes, Tais Como bevacizumab. 20 Dada a falta Geral de Estudos de fase III combinatórias Controladas de quimioterapia sistémica Mais 90 Y, Uma Abordagem Conservadora DEVE Ser favorecido e terapias sistémicas DEVE Ser interrompido 2 Semanas Antes da radioembolização. Um Ser quimioterapia PODE reiniciado 2 Semanas seguintes radioembolização. Semelhante a quimioembolização da arteria hepática, patients com Doença bilobar devem Ser Tratados de Uma forma lobar na encenado Intervalos de tempo, geralmente 30 a 60 dias apos O Primeiro Tratamento de.

Pará patients de Todos os, um dos Fatores Mais IMPORTANTES Para determinar a elegibilidade parágrafo radioembolização E performance status Eastern Cooperative Oncology Group ECOG. Pacientes Que apresentam claramente comprometida ECOG estado funcional 2-4; Tabela Table2 2 São de alto Risco Pará Início Rápido de Insuficiência hepática e morbidade Associada Ao treatment. De: Não obstante ESTA precaução, Cada Paciente merece consideração indivíduo dado o perfil de Toxicidade favorável de radioembolização; Alguns patients com Desempenho ECOG limitado AINDA PODE SE Beneficiári da terapia.

ECOG Performance Status de Karnofsky e Pontuação

Os patients com metástases hepáticas apresentam Resultados relativamente Consistentes Sobre Ressonância Magnética OU tomografia Computadorizada. -Fase Tripla CT E Altamente Sensível na detecção de Tumores hepáticos. Porque a maioria de Tumores hepáticos São hypervascular angiograficamente, digitalização NAS Fases Iniciais Resulta na Máxima Probabilidade de detecção. Mais tarde imagiologia fase E necessaria Para detectar OUTRAS lesões vasculares Menos e o grau de multifocalidade, Bem Como Para identificar a permeabilidade da veia porta. MRI E TAMBÉM Uma Modalidade Sensível Para identificar e caracterizar lesões, dada Atenção Específica parágrafo Sequências de Imagem ponderada em Difusão. Se Uma Massa e identificado, a confirmação patológica de malignidade metastática PARA O Fígado PODEM Ser Necessárias. O estatuto da Função mundial hepático DEVE Ser assessed sem Tratamento de metástases hepáticas com radioembolização. Na ausencia de Obstrução biliar, um Toxicidade de drogas, Por Exemplo, capecitibine OU anormalidade metabólica, Por Exemplo, síndrome de Gilbert, Que É Extremamente invulgar parágrafo OS PACIENTES COM Doença metastática PARA O Fígado parágrafo apresentar funcoes hepáticas. Em particular, bilirrubina Total E geralmente normais Nesta População de Doentes. Casos nºs em that a bilirrubina Total E Elevada e de Todos os Factores Acima mencionados were Excluídos, E Possível Que a infiltração do tumor Dentro do parênquima hepático E o agente causador, O Que implica Uma provável Prognóstico desagradável PARA O Paciente. A decisão de TRATAR Estes Doentes devem basear-se na Avaliação minuciosa da possibilidade de prolongar a Sobrevivência OU amenizar a dor.

DISCUSSÃO

O Tratamento Ideal para malignidade hepática, Primária UO metastática, E Cirúrgico. HCC Pará, uma ressecção Cirúrgica OU transplante E favorecido. No Caso do Câncer colorretal metastizado PARA O Fígado, ressecção do primário, Bem Como metastatectomy fornece o potencial de cura. No entanto, MUITOS patients that apresentam PARA O Tratamento com estas desordens Não São candidatos operatórias. Radioembolização Tornou-se UMA Opção Pará MUITOS Desses patients, Como descrito Acima. O Que se segue E UMA Representação da RECENTE literatura médica demonstra a Segurança e eficacia de Ambos TheraSphere e SIR-Spheres sem Tratamento da HCC irressecável e malignidade hepática metastática.

hepatocelular carcinoma

Em 1998, Lau et al relataram EM 71 patients com HCC irressecável TRATADO COM SIR-Spheres. ESSES PACIENTES Não Tem uma Doença extra-hepática. Os patients were Tratados inicialmente com Uma Actividade de 0,8-5,0 GBq 21,6-135,1 mCi; mediana 3,0 GBq UO 81,1 mCi de 90 microesferas Y. Houve Uma Redução de 50 sem volume do tumor EM 19 patients 26,7 APOS O Primeiro Tratamento de. No entanto, a RESPOSTA objetiva em mundial TERMOS de Mudanças Nos níveis de AFP foi de 89 RESPOSTA parcial 67, RESPOSTA Completa 22 between OS 46 patients COM níveis Elevadas pré-Tratamento de. O Tratamento foi repetido EM 15 patients, e o Número Máximo de Tratamentos recebidos QUALQUÉR Paciente era cinco. This terapia permitiu Que OS Tumores residuais de Sor ressecado patients em Quatro. Dois destes ressecções Remissão histológica demonstrou completa. Células tumorais viáveis ​​ocasionais were encontrados nsa Centros necróticos de Tumores ressecados a Partir dos Outros Dois patients. A sobrevida dos media 71 patients foi de 9,4 meses variam de 1,8 a 46,4 meses. O Tratamento foi Bem tolerado e NÃO houve Toxicidade Pará uma medula óssea OU Evidência clínica de hepatite Radiação OU pneumonite. Os Autores concluíram Que a utilização de microesferas de 90 Y e Eficaz parágrafo determinados Casos de HCC irressecável e e Bem tolerada. Mais Importante, ó Tratamento de Radiação INTERNA Seletiva PoDE conversor Tumores Nao operáveis ​​Pará operados OS. 38

Em 2001, Lau et al relataram em 82 patients Tratados COM SIR-Spheres. ELES dividiram OS PACIENTES em Dois grupos: OS that Viviam um Menos de 1 ano a Partir de dados Dinamarca você treatment 51 e aqueles Que Vivem Durante 1 ano OU Maïs à partir de da dados do Primeiro treatment 31. Os Autores concluíram Que hum Nível pré-treatment da inferior AFP e uMA Maior rACIO de Captação tumoral-a-normal, de 90 microesferas Y favoreceu Maior sobrevida. ELES TAMBÉM oferecido that repetiu Tratamento de Tumores residuais OU recorrentes viáveis ​​oferecidos AINDA paliativo e Prolongamento da Sobrevivência. 39

Carr em 2004 apresentou hum Relatório Sobre a Segurança e eficacia de TheraSphere parágrafo HCC inopérante. Sessenta e cinco patients com biópsia Comprovada HCC recebeu Uma dosagem de Radiação Média de 134 Gy. Toxicidades incluiu nove episódios de dor abdominal, Que Não Se encaixava criterios parágrafo a síndrome pós-embolização, Dois episódios de colecistite e elevações transitórias da nas funcoes do Fígado em 25 patients. Um Achado anteriormente NAO FOI declarada linfopenia em 75 DOS PACIENTES; Nenhum foi Associado a eventos adversos Clínicos OU Infecções oportunistas. sobrevida Média foi de 649 e 302 dias de para Okuda I 65 e Okuda II Pacientes 35, respectively, em Comparação com 244 e 64 dias, respectively, parágrafo OS controlos Históricos. 35

Geschwind et al, em 2004, relatou em 80 patients de Uma relativamente grande Banco de Dados de 121 patients that were Tratados com TheraSphere usando Abordagem hepática segmentar, regional, e Inteiro. Antes da terapia, OS patients were encenadas usando o Child-Pugh, Okuda, or o Cancro dos Sistemas CLIP pontuação Fígado Programa italiano. Como pontuações CLIP pré-treatment were encontrados Para Ser o Melhor Meio de estratificação de Risco. Semelhante AOS Dados Carr, um Sobrevivência Encontrado foi Para Ser 628 e 324 dias de para Okuda I 68 e II de 32 patients, respectively. Estes Dados were de Fundamentos parágrafo delinear OS Componentes Essenciais Para Realizar hum grande Ensaio clínico randomizado comparando TheraSphere um hum regime de TACE Padrão, utilizando potenciais Pontos FINAIS de Sobrevivência, um tumoral RESPOSTA, a Redução AFP, e Qualidade de Estimativas de vida. 34

metástases hepáticas

O Fígado E o local, Mais Frequente de metástases, principalmente devido à PROPAGAÇÃO das Células cancerosas atraves da Circulação portal. Semelhante Ao HCC, a ressecção Cirúrgica da Doença hepática metastática E o Tratamento de ESCOLHA. No entanto, Como naqueles COM hepatoma, a ressecção Cirúrgica MUITAS vezes NÃO E viável, Sendo possivel, EM Menos de 20 DOS PACIENTES. 40 Os Benefícios da radioembolização com TheraSphere 41. 42. 43 e SIR-Spheres 19. 36. 37. 44. 45. 46. 47. 48. 49. 50. 51. 52 sas patients TEM SIDO relatados EM MUITOS ESTUDOS.

Em 2002, Wong et al relatou EM Oito patients com metástases hepáticas colorretais irressecáveis ​​Tratados COM lobos TheraSphere 13 hepáticas tratadas. Aos 3 MESES pós-treatment, Por Emissão de Pósitrons Avaliação tomografia PET demonstrou RESPOSTA metabólica EM 12 lobos Tratados, em Comparação com CT / MRI, Que mostrou Uma RESPOSTA Anatômica em APENAS Dois lóbulos. níveis de CEA sem soro diminuiu, correlacionando com ACHADOS de PET. ELES concluíram Que o PET e Um indicador Preciso da Resposta ao Tratamento. 43

Em 2005, a Popperl et al relataram em 23 patients com Tumores malignos hepáticos NÃO ressecáveis ​​21 com Doença metastática e Dois com HCC Tratados com SIR-Spheres. A Media Atividade fazer treatment foi de 2,27 GBq. Investigações de seguimento de Três meses estavam Disponíveis em 13 dos 23 patients. Estes Resultados mostraram Uma acentuada diminuição da Captação de FDG, Uma Queda de Marcadores tumorais, e * Tamanho CT lesão inalterada OU ligeiramente Diminuir em 10 dos 13 patients hum dos Quais tinha HCC. Dois patients apresentaram Resultados estáveis, e Outro Paciente apresentou Doença progressiva. Investigações de seguimento de Longo Prazo estavam Disponíveis em 2 de 23 patients, Exibindo hepática e extra-hepática Progressão 6 e 9 meses apos a terapia selectiva de Radiação interna. Menores Efeitos colaterais Comuns incluem dor abdominal e febre. pancreatite leve e ulceração gástrica were observados Cada Vez. 37

Em abril de 2005, Lim et al relataram em 46 patients com Tumores malignos hepáticos NÃO ressecáveis ​​32 com Cancro colo-rectal, cinco com HCC, e nove com Outra Doença tratada com SIR-Spheres. Estes patients tinham Uma pontuação Seleccionados ECOG de 2 ou Menos, era esperado Que Vivem Pelo Menos de 3 meses, e nao tem metástases cerebrais nenhum momento fazer treatment. Dados de Acompanhamento estava disponivel parágrafo 43 DOS PACIENTES. Destes, 12 patients 27 demonstraram RESPOSTA parcial Ao Tratamento 10 com Câncer colorretal metastático e hum com hepatoma e Mais 12 patients 27 demonstrou Doença stable. A Duração mediana da RESPOSTA Para Todos OS PACIENTES foi de 8,6 meses. Embora OS Primeiros toxicidades ERAM Mínimas, Quatro patients desenvolveram úlceras gástricas sepulturas Mais tarde. 36

Em agosto de 2005, a Murthy et al relataram EM 12 patients com metástases colorretais irressecável, Avançado hepáticas tratadas com SIR-Spheres 17 infusões. Uma dose media media prescrita foi de 39,6 mCi. Uma dose libertada em 35 de SEIS infusões Menos era fazer that um prescrita a dose, Como resultado da oclusão embólico arterial. RESPOSTA radiológica ficou stable em cinco de nove patients 56 e carcinoembriônico níveis de antígeno diminuiu em Quatro dos sete patients 57. tempos de Sobrevivência Médio desde o diagnóstico e Tratamento were de 24,6 e 4,5 meses, respectively. O Em 7 dos 17 infusões 41, o Paciente apresentou dor abdominal Transitoria e náuseas. ulceração gástrica foi observada em hum Paciente e foi gerido conservadoramente. 51

CONCLUSÃO

Otras Investigações Clínicas de radioembolização se justifica, e DEVE Ser dirigido parágrafo Uma Abordagem Mais Rigorosa parágrafo Estudar OS criterios de Selecção de patients, Bem Como a dosimetria Óptima parágrafo Obter o Efeito terapêutico Desejado. Estudos Futuros devem Ser iniciadas Para comparar radioembolização uma terapias Mais Tradicionais, Como TACE, RFA, embolização branda, Bem Como Pará COMBINAR COM radioembolização página Outros Agentes Terapeuticos / radiosensitizers. This Tecnologia PODE TAMBÉM Revelar-se APLICÁVEL um Doenças malignas extra-hepáticas Que São angiograficamente fácilmente acessíveis, Tais Como carcinomas de Células Renais, Tumores de Cabeça e Pescoço Por Exemplo meningiomas, osso, TECIDOS moles, e possivelmente Até MESMO Tumores pulmonares.

REFERÊNCIAS

  • Goin J E, Salem R, B I Carr, et ai. Tratamento do carcinoma hepatocelular irressecável com itrio intra-hepática 90 microesferas: Fatores Associados À hepática Toxicidade. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 205-213. [PubMed]
  • Breedis C, Jovem G. O Suprimento de Sangue de neoplasias não Fígado. Am J Pathol. de 1954; 30: 969-977. [PMC Artigo Livre] [PubMed]
  • Schenk W G, Jr, McDonald J C, McDonald K, Drapanas T. A Medição Direta fazer Fluxo sanguíneo hepático em Pacientes Surgical. Ann Surg. 1962; 156: 463-471. [PMC Artigo Livre] [PubMed]
  • Lin G, Lunderquist A, Hgerstrand I, BOIJSEN E. Postmortem Exame fazer Fornecimento de sangue e Padrão vascular de metástases hepáticas Pequenas nenhum homem. Cirurgia. 1984; 96: 517-526. [PubMed]
  • Grindlay J H, F Mann C. Medição do Fluxo de sangue não Fígado. Am J Physiol. 1941; 132: 489-496.
  • Tygstrup N, Winkler K, Mellemgaard K, Andreassen M. Determinação do caudal hepática arterial sanguinea e Fornecimento de Oxigênio nenhum homem POR aperto da arteria hepática Durante a Cirurgia. J Clin Invest. 1962; 41: 447-454. [PMC Artigo Livre] [PubMed]
  • Almersjo O, Bengmark S, Engevik L, Hafstrom L O, Nilsson L A. ligadura da arteria hepática Como pré-treatment Pará uma ressecção hepática de Câncer metastático. Rev Surg. 1966; 23: 377-380. [PubMed]
  • Bierman H R, Byron R L, Jr, Kelley K H, Grady A. Estudos sobre o Fornecimento de sangue de Tumores nenhum homem. III: Padrão vascular fazer Fígado POR arteriografia hepática in vivo. J Natl Cancer Inst. 1951; 12: 107-131. [PubMed]
  • Padrões Healey J E. Jr vasculares em Tumores hepáticos metastáticos Humanos. Surg Gynecol Obstet. 1965; 120: 1187-1193. [PubMed]
  • Lewin K, Millis R R. hepatite Radiação humano: um Estudo morfológico, com ênfase na finais DOS Mudanças. Arch Pathol. 1973; 96: 21-26. [PubMed]
  • Andrews J C, Walker S C, Ackermann R J, Algodão L A, Ensminger W D, radioembolização Shapiro B. hepática com itrio-90 contendo microesferas de Vidro: Resultados preliminares e Acompanhamento clínico. J Med Nucl. 1994; 35: 1637-1644. [PubMed]
  • Sarfaraz H, Kennedy A S, Cao Z J, et al. Aspectos Físicos da terapia de microesferas de itrio-90 parágrafo Tumores hepáticos NÃO operáveis. Med Phys. 2003; 30: 199-203. [PubMed]
  • Dancey J E, F pastor A, Paul K, et al. O Tratamento do carcinoma hepatocelulares irressecável COM intra 90 Y microesferas. J Med Nucl. 2000; 41: 1673-1681. [PubMed]
  • Goin J E, Dancey J E, G Hermamm A, et al. Tratamento do carcinoma colorretal metastático Nao ressecável PARA O Fígado COM intra Y-90 microesferas: um Estudo de Determinação da dose. Mundo J Med Nucl. 2003; 2: 216-225.
  • Itrio-90 microesferas TheraSphere [o folheto] Kanata, Canadá: MDS Nordion; 2004.
  • Kennedy A S, Nutting C, Coldwell D, Gaiser J, Drachenberg C. RESPOSTA patológica e microdosimetria de microesferas 90Y nenhum homem: Avaliação de Quatro fígados inteiros explantados. Int J Radiat Oncol Biol Phys. 2004; 60: 1552-1563. [PubMed]
  • Salem R, Thurston K G, Carr B I, J Goin E, Geschwind J F. itrio-90 microesferas: a terapia de Radiação parágrafo Câncer de Fígado irressecável. J Vasc Interv Radiol. 2002; 13: S223-S229. [PubMed]
  • Itrio-90 microesferas SIR-Spheres [o folheto] Lane Cove, Austrália: Sirtex Médicos; 2004.
  • Hazel G Van, Blackwell A, Anderson J, et al. fase 2 Julgamento randomizados de SIR-Spheres Maïs fluorouracil / leucovorin quimioterapia fluorouracil contra / leucovorin APENAS quimioterapia nenhum caso de câncer colorretal Avançado. J Surg Oncol. 2004; 88: 78-85. [PubMed]
  • Liu D H, R Salem, Bui J T, et al. Considerações angiográficos EM PACIENTES submetidos a terapia Dirigida POR Fígado. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 911-935. [PubMed]
  • Soresi H, Magliarisi C, Campagna P, et al. Utilidade da alfa-fetoproteína no diagnóstico do carcinoma hepatocelular. Anticancer Res. 2003; 23: 1747-1753. [PubMed]
  • Salem R, R Lewandowski, Roberts C, et ai. A utilização de microesferas de Vidro itrio-90 TheraSphere PARA O Tratamento do carcinoma hepatocelular NÃO operável em patients com trombose da veia porta. J Vasc Interv Radiol. 2004; 15: 335-345. [PubMed]
  • quimioembolização arterial Carr B I. hepática PARA O HCC Estágio Avançado: Experiência de 650 patients. Hepatogastroenterology. 2002; 49: 79-86. [PubMed]
  • Chun H J, Byun J Y, Yoo S S, Choi B G. Adicionado Benefício de aortografia torácica APOS embolização transarterial em patients com hemoptise. AJR Am J Roentgenol. 2003; 180: 1577-1581. [PubMed]
  • Chung J W, J Parque H, Han J K, et al. Tumores hepáticos: Fatores predisponentes parágrafo Complicações de quimioembolização PERCUTÂNEO oleosa. Radiologia. 1996; 198: 33-40. [PubMed]
  • Inaba Y, Arai Y, Matsueda K, Takeuchi Y, embolização da Artéria gástrica Aramaki T. Direito de impedir lesões da mucosa gástrica aguda em patients submetidos a repetição hepática quimioterapia de infusão arterial. J Vasc Interv Radiol. 2001; 12: 957-963. [PubMed]
  • Ueno K, Miyazono N, Inoue H, Miyake S, Nishida H, Nakajo M. embolização da arteria hepática falciforme Para Evitar erupções cutâneas supraumbilical Durante quimioembolização arterial PERCUTÂNEO PARA O carcinoma hepatocelular. Cardiovasc Intervent Radiol. 1995; 18: 183-185. [PubMed]
  • Arora R, Soulen M C, Complicações Haskal Z J. cutâneas de quimioembolização hepática via colaterais extra-hepáticos. J Vasc Interv Radiol. 1999; 10: 1351-1356. [PubMed]
  • Leung T W, W Y Lau, Ho K S, et al. pneumonite POR Radiação Apos o Tratamento de Radiação interna seletivo com de intra-arterial 90 itrio-microesferas de Tumores hepáticos NÃO operáveis. Int J Radiat Oncol Biol Phys. 1995; 33: 919-924. [PubMed]
  • Câncer Sociedade Americana de Câncer Fatos e Números 2004. Atlanta:. A.P; 2004.
  • Salem R, Hunter R. itrio-90 microesferas PARA O Tratamento do carcinoma hepatocelular: Uma Revisão. Int J Radiat Oncol Biol Phys. 2005 Imprensa Em. [PubMed]
  • Kulik L M, Mulcahy M F, Hunter R D, Nemcek A A, Jr. Abecassis M M, Salem R. Uso de itrio-90 microesferas TheraSphere em hum Paciente com carcinoma hepatocelular irressecável Levando um transplante de Fígado: relato de caso. Liver Transpl. 2005; 11: 1127-1131. [PubMed]
  • Salem R, R J Lewandowski, Atassi B, et al. Tratamento do carcinoma hepatocelular irressecável com o Uso de microesferas 90Y TheraSphere: Segurança, uma RESPOSTA do tumor, e Sobrevivência. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 1627-1639. [PubMed]
  • Geschwind J F, Salem R, B I Carr, et ai. Itrio-90 microsferas PARA O Tratamento do carcinoma hepatocelular. Gastroenterology. 2004; 127 (Supl 1): S194-S205. [PubMed]
  • Carr B I. hepáticas arteriais 90 microesferas de itrio Vidro TheraSphere Pará carcinoma hepatocelulares Nao ressecável: Dados de Segurança e de Sobrevivência intercalares EM 65 PACIENTES. Liver Transpl. 2004; 10 (Supl 1): S107-S110. [PubMed]
  • Lim L, P Gibbs, Yip D, et al. Estudo prospectivo do Tratamento com Esferas A radioterapia interna Seletiva em PACIENTES COM neoplasias hepáticas Primárias UO secundarias NÃO ressecáveis. Intern Med J. 2005; 35: 222-227. [PubMed]
  • Popperl G, Helmberger T, MÜNZING W, Schmid R, Jacobs T F, radioterapia Tatsch K. Seletiva interna com SIR-Spheres em patients com Tumores hepáticos NÃO operáveis. Cancer Biother Radiopharm. 2005; 20: 200-208. [PubMed]
  • Lau W Y, Ho S, Leung T W, et al. terapia de Radiação interna Seletiva PARA O carcinoma hepatocelular irressecável com uma infusão intra-arterial de 90 Y microesferas de itrio. Int J Radiat Oncol Biol Phys. 1998; 40: 583-592. [PubMed]
  • Lau W Y, Ho S, Leung W T, Chan M, Lee W Y, Johnson P J. O Que Determina a Duração de Sobrevivência na carcinoma hepatocelulares TRATADO COM intra-arterial itrio-90 microesferas? Hepatogastroenterology. 2001; 48: 338-340. [PubMed]
  • Sasson A R, Sigurdson E R. O Tratamento Cirúrgico de metástases hepáticas. Semin Oncol. 2002; 29: 107-118. [PubMed]
  • Lewandowski R J, K L Thurston, Goin J E, et al. Itrio-90 microesfera Tratamento TheraSphere parágrafo Câncer colorretal metastático NÃO ressecável PARA O Fígado: a Resposta ao Tratamento com doses Específicas de 135150 Gy Medida cabelo 18FDG-PET e CT Imagem. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 1641-1651. [PubMed]
  • Wong C Y, R Salem, Qing F, et al. metabólica RESPOSTA APOS intra-arterial Tratamento microesfera 90 Y-Vidro de metástases hepáticas colorretais: Comparação de Análises quantitativas e visuais POR 18F-FDG PET. J Med Nucl. 2004; 45: 1892-1897. [PubMed]
  • Wong C Y, Salem R, Raman S, Portas V L, Dworkin H J. Avaliação 90 Y-Vidro Resposta ao Tratamento de microesferas de metástases hepáticas NÃO ressecáveis ​​colorectal POR [18F] FDG PET: Uma Comparação com CT OU Ressonância Magnética. Eur J Nucl Med Mol Imaging. 2002; 29: 815-820. [PubMed]
  • Cinza B, Hazel G Van, Esperança M, et al. Julgamento de SIR-Spheres Mais quimioterapia vs. quimioterapia randomizados Sozinho Para o Tratamento de patients com metástases hepáticas de Câncer de intestino Primária de grande porte. Ann Oncol. 2001; 12: 1711-1720. [PubMed]
  • Stubbs R S, Cannan R J, radioterapia Mitchell Um W. Seletiva com interna 90 microesferas de itrio de extensas metástases hepáticas colorretais. J Gastrointest Surg. 2001; 5: 294-302. [PubMed]
  • Stubbs R S, Cannan R J, Mitchell Um W. Selective SIRT radioterapia com interna 90 microesferas de itrio de extensas metástases hepáticas colorretais. Hepatogastroenterology. 2001; 48: 333-337. [PubMed]
  • Rubin D, Nutting C, o Cancro da mama Jones B. metastático em uma mulher de 54 ano de Idade: o treatment integrativo com itrio-90 radioembolização. Integr Cancro Ther. 2004; 3: 262-267. [PubMed]
  • Boan J F, Martinez A, B Sangro, Rodriguez J, Penuelas I, J Richter A. European Journal of Medicina Nuclear e Imagem Molecular. 2004; 31 (Suppl 2): ​​P954. Abstrato.
  • Coldwell D, Nutting C, Kennedy S. UM Resultados Clínicos Iniciais sem Tratamento de Tumores hepáticos irresecáveis ​​com uma base de resina de itrio-90 radioembolização. In: Cardiovascular e Interventional Radiology Society of Europe CIRSE de 2004.
  • Wong C Y, Qing F, Savin M, et al. Redução da carga metastático de Fígado APOS hepática intra-arterial itrio-90 radioembolização Como assessed POR [18F] Imagens de pósitrons fluorodeoxyglucose tomografia de Emissão. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 1101-1106. [PubMed]
  • Murthy R, Xiong H, Nunez R, et al. Itrio 90 microesferas de resina PARA O Tratamento de metástases hepáticas colorretais irressecáveis, apos falha de VÁRIOS regimes de quimioterapia: Resultados preliminares. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 937-945. [PubMed]
  • Coldwell D, Nutting C. O Tratamento de metástases hepáticas de Cancro de Mama com itrio-90 SIR-Spheres radioembolização. In: Society of Interventional Radiology Reunião Anual. New Orleans, LA: 2005.
  • Rhee T K, Omary R A, Gates, V, et al. O Efeito Dirigida POR cateter angiografia TC POR na itrio-90 Tratamento radioembolização de carcinoma hepatocelular. J Vasc Interv Radiol. 2005; 16: 1085-1091. [PubMed]

Artigos de Seminários em Radiologia intervencionista São fornecidas here cortesia de Thieme Medical Publishers

mensagens Relacionados

  • metástases hepáticas, metástase de mama Ao Fígado.

    metástases hepáticas Apresentação Clínicos São geralmente assintomáticas, PRESENTES Durante o Trabalho de Uma Doença maligna that apresentou em OUTRAS Maneiras. Se carga metastática hepática e grande, entao um …

  • cistos hepáticos hemorrágicos imitando …

    You-Lei Zhang, Lei Yuan, Feng Shen, Yi Wang, Cirurgia Oriente Hepatobiliary Hospital, Segunda Universidade Médica Militar, Shanghai 200438, China Autor contribuições: Zhang YL e Yuan L …

  • A hepática esteatose, Avançado Prognóstico da Doença hepática.

    esteatose hepática. also conhecida Como Doença de Fígado gordo OU Simplesmente Como o Fígado gordo, é, provavelmente, a Doença hepática Mais Comum. Ela atinge hum Número Estimado de Vinte POR cento dos Adultos Americanos …

  • Hepática Apresentando metástase linfoma …

    Citation Turk J Gastroenterol. 2004 Jun; 15 (2): 94-6. metástase hepática linfoma Abstract rara E, E DEVE sempre Ser Considerada nenhum diagnóstico diferencial de malignidade hepática. UMA …

  • hepático linfoma, linfoma Fígado.

    linfoma hepático e Um termo Bastante AMPLO dado um QUALQUÉR forma de Envolvimento hepático com linfoma. ISSO PODE Ser Dividido em: radiográfica apresenta MUITOS tendem a apresentar Fígado Como focal …

  • Hepática hemangiomas Tratamento …

    Medical Care A maioria dos hemangiomas São Pequenos e assintomáticos sem momento do diagnóstico, e enguias tendem a Permanecer Dessa forma. Em hum Estudo prospectivo, um aumento não foi hemangioma * Tamanho …