Etiologia da arteriosclerose

Etiologia da arteriosclerose

Etiologia da arteriosclerose

  • Aterosclerose e lipoproteínas

Componente Outro do Perfil aterotrombótico de obesidade abdominal

  1. Isabelle Lemieux.
  2. Agnès Pascot.
  3. Denis Prud’homme.
  4. Natalie Almeras.
  5. Peter Bogaty.
  6. André Nadeau.
  7. Jean Bergeron.
  8. Jean-Pierre Després
  1. Do Instituto Québec Coração (I.L. A.P. N.A. P.B. J.-P.D.), Laval Hospital Research Center; o Centro de Pesquisa Lipid (I.L. A. P. D. P. N. A. J. B. J.-P.D.) ea Unidade de Diabetes Research (A.N.), CHUL Research Center; e da Divisão de Cinesiologia (D.P.) da Faculdade de Medicina da Universidade Laval, Ste-Foy, Québec, Canadá.
  1. Correspondência para Jean-Pierre Després, PhD, Diretor de Pesquisa, Québec Instituto do Coração do Hospital Laval Research Center, Pavilhão Mallet, 2nd Floor, 2725, chemin Sainte-Foy, Sainte-Foy, Quebec G1V 4G5, Canadá. jean-pierre.despres@crchul.ulaval.ca E-mail

Abstrato

Introdução

Os MECANISMOS subjacentes níveis de PCR Elevados Entre OS individuos em Risco de eventos coronários Futuros São mal compreendidos. Se CRP desempenha hum papel Direto na etiologia multifatorial da Doença coronariana OU SE e Um marcador de estresse endotelial OU Danos Ou de aterosclerose coronariana AINDA E UMA Questão de debate. 10 Entre estas Possibilidades, Uma Concentração de CRP no plasma Elevada E provável Que seja hum marcador da Inflamação da Parede CORONARIA Associada com hum Conjunto de Factores de Risco metabólicos ALTERADOS. 11 12 13 14

Métodos

assuntos

Medidas antropométricas

tomografia Computadorizada

Variáveis ​​Plasma lipoproteína de lípidos

Teste de Tolerância à Glicose Oral

Determinação da Dinamarca Concentrações de PCR

Análise estatística

Resultados

Características dos Homens do Estudo apresentam Divididos Sobre a Base de Dados de IMC

A Tabela 2 Mostra ⇓ Relações Entre concentrações de PCR e índices de Gordura corporal e de abdominal AT Acumulação, Bem Como metabólica perfil de Risco. Todas como Variáveis ​​antropométricas were significativamente correlacionada com OS níveis de plasma PCR (0.28lt;r lt; 0,41; P lt; 0,0003). Entre Gordura e corporal a índices de Distribuição, a massa total de de Gordura corporal foi uma Variável Que apresentou uma Maior Correlação com OS níveis de PCR (r = 0,41, P lt; 0,0001). No entanto, como Associações de Variáveis ​​de lipoproteínas plasmáticas com níveis de PCR revelou that NÃO houve Relação Entre como Variáveis ​​de lipoproteínas-lipídico e concentrações de PCR. Tambem nao houve Relação Entre concentrações de PCR e glicemia de jejum, enquanto that uma Associação entre OS níveis de PCR e insulina em jejum atingiu significância (r = 0,17, P lt; 0,05). índices antropométricos e Variáveis ​​de lipoproteínas de lípidos also were examinados de according com Quintis CRP. Como mostrado na Figura 1 ⇓. Aumentos progressivos no IMC, massa gorda, viscerais na área e circunferência da cintura were observadas Entre OS Quintis de concentrações de PCR.

IMC, massa corporal de Gordura, área de AT visceral, e circunferência da cintura according com o Quintil dos níveis de plasma PCR. A significativa Diferença (P lt; 0,0001) dos quintos correspondentes E Indicado Acima do Padrão Erro.

Relações dos níveis de PCR AO CORPO Fatness Índices e Pará como Variáveis ​​de Risco metabólicos em Uma Amostra de 159 Homens

NÓS TAMBÉM examinou a Relação de concentrações de PCR parágrafo níveis de glicose sem plasma e insulina medidos em jejum e APOS Uma carga de glicose de 75 g. Como mostrado na Figura 2 ⇓. uma RESPOSTA um Uma carga de glucose NÃO foi diferente em individuos com Diferentes níveis de PCR. Resultados OS apresentados nd Figura 2 ⇓ indicam Que a RESPOSTA da insulina à carga de glicose de 75 g Homens foi Maior Entre OS não Quintil superior de CRP em Comparação Homens com OS não CRP Quintil Sagres (P lt; 0,05).

Análises de Regressão multivariada, also were conduzidos Para resolver a Contribuição de circunferência da cintura, visceral na área, massa gorda, e Os níveis de insulina a Variação NAS concentrações de PCR, na Medida em Que essas Variáveis ​​were significativamente Associados com níveis de PCR. Estas analyses revelaram Que, APOS incluíndo uma massa de Gordura corporal sem modelo, nenhuma Outra Variável examinada sem Presente Estudo contribuiu AINDA Mais Pará a Variação dos níveis de PCR (16,4%, P lt; 0,0001).

concentrações de PCR de according com OS Valores de percentil 50 de QUALQUÉR circunferência da cintura (A) UO em visceral (B) e massa de Gordura corporal. A significativa Diferença (P lt; 0,0007 Para uma circunferência da cintura e P lt; 0,0001 Para um TA visceral) com o grupo Correspondente E Indicado Acima do Padrão Erro.

Discussão

Há hum consensus emergente de that CHD TEM Uma etiologia multifatorial, incluíndo aterosclerótica, pró-trombótico e Componentes Inflamatórios. Portanto, Além da Avaliação de Fatores de risco de CHD convencional, Novos Marcadores TEM SIDO exploradas em Estudos observacionais prospectivos com uma Esperança de that they possam melhorar a Nossa CAPACIDADE de Prever o Risco de desenvolver hum Evento coronariano agudo.

Em CONCLUSÃO, EM HOMENS assintomáticos Saudáveis, encontramos Relações significativas Entre OS níveis de PCR no plasma e Medidas de adiposidade e de resistência à insulina, mas nenhuma Associação com o perfil de lipoproteína de lípidos plasma. Portanto, Estes Resultados sugerem Que a obesidade abdominal E o correlato Crítica de concentrações de PCR Elevados encontrados em Homens com dislipidemia aterogénica fazer síndrome de resistência à insulina, Uma Vez Que individuos com Uma massa de Gordura Elevado corporal, juntamente com hum Excesso de TA visceral tinham OS MAIORES níveis de CRP no plasma. Se um Inflamação, Por si Só representação hum fator de Risco modificável E ACTUALMENTE incerto, embora OS ESTUDOS Recentes TEM sugerido that Varias terapias preventivas Comuns, Tais Como a utilização de estatinas e (47), Mais recentemente, fibratos, 48 ​​PODE Recolher OS níveis de CRP no plasma. Estudos Adicionais São Necessários Para VerificAR se a Perda de peso TAMBÉM PODE Recolher o estado inflamatório de alto Risco Homens com obesidade abdominal com Elevadas concentrações de plasma PCR.

AGRADECIMENTOS

mensagens Relacionados

  • Doenças da Aorta arteriosclerose, aórtica.

    Doenças da aorta representam morbidade cardiovascular e Mortalidade significativas em Todo o Mundo. A Incidência de Doenças da aorta must Aumentar com o aumento da Idade da População ….

  • Etiologia da arteriosclerose

    A Declaração parágrafo Profissionais de Saúde da Comissao da Aterosclerose e Hipertensão na Jovem do Conselho Sobre Doenças Cardiovasculares sem Jovem e o Comitê de Nutrição, …

  • Causas de Câncer colorretal, etiologia do Câncer de cólon.

    Lista de Causas de Câncer colorretal provoca o Cancro colo-rectal: Fatores de Risco Como seguintes condições TEM SIDO citados em varias Fontes Fatores de risco causais Relacionados com Colorectal Como potencialmente …

  • Arteriosclerose cerebral – American …

    Fácil IMPRESSÃO English Version Cerebral arteriosclerose e O resultado de espessamento e endurecimento das paredes das artérias sem Cérebro. Os síntomas de arteriosclerose cerebral incluem dor de Cabeça, …

  • Etiologia da bronquite crónica

    Visão Geral de cor pulmonale Gestão Introdução à cor pulmonale Etiologia e Fisiopatologia da cor pulmonale A fisiopatologia da cor pulmonale E resultado do aumento do Lado Direito …

  • Etiologia do Câncer, etiologia do Câncer de cólon.

    A etiologia E o Estudo das Causas de Doença UMA. Cancer NÃO E NEM Doença contagiosa NEM hereditária. Sugere-se that each Organismo vivo TEM Alguns genes causadores de Câncer inativos chamados …