dilemas Diagnósticos de espinocelular …

dilemas Diagnósticos de espinocelular …

dilemas Diagnósticos de espinocelular ...

Abstrato

Virtuais corrediças

Fundo

Carcinoma de Células escamosas da próstata E UMA Entidade rara, that representação Menos de 1% de Todos os carcinomas da próstata. Cerca de Metade dos Casos surgem DEPOIS endócrina OU radioterapia PARA O adenocarcinoma. No entanto, Casos de Ocorrência "de novo", Em Pacientes sem História de Doença prostática TAMBÉM TEM SIDO relatados. This constatação aponta parágrafo multiplas etiologias Para esta Doença. Supõe-se that uma diferenciação escamosa não Cancro da próstata TEM Uma Origem sem Revestimento urotelial da uretra prostática OU Condutas periuretrais. TAMBEM E especulado that PODE Ser derivada A Partir de Células estaminais pluripotentes capazes de diferenciação multidireccional.

Morfologicamente, diferenciação escamosa não Cancro da próstata PODE Ser Encontrado em forma pura UO em Associação com o adenocarcinoma, o carcinoma urotelial OU sarcoma. Dadas como SUAS multiplas origens Possíveis, Uma decisão Quanto Ao facto de o Componente escamoso se DESENVOLVE atraves da diferenciação divergente do adenocarcinoma Apos o treatment, representação diferenciação escamosa de hum carcinoma de Células transicionais, OU E Uma Segunda neoplasia prostática puro PODE Ser Muito desafiador.

A literatura Mostra Que a etiologia da diferenciação escamosa nenhum caso de câncer de próstata NÃO e Bem Definida. A Compreensão da biologia do tumor Deste PODE Ajudar a desenvolver terapias Mais Eficientes Para esta malignidade agressivo com hum Prognóstico pobre. O Nós descrevemos Nossas Descobertas e Abordagem Deste Caso para Ajudar OS patologistas Encontrando ESSA neoplasia prostática Incomum.

Caso de Apresentação

1A) Infiltrando massa tumoral Formando Ninhos e cordões. 1B) , Células coesas grande, com abundante citoplasma eosinofílico vidrados e limites de Células Bem definidas; queratinização focal. 1C) focal tumoral necrose. 1D) Mal Células diferenciadas com núcleos de alto grau infiltrando isoladamente sem estroma.

2A) do tumor Que se estende em vesículas seminais. 2B) linfática Invasão. 2C) Invasão perineural. 2D) Áreas de necrose com calcificações Consistentes com Efeito da terapia.

3A) urothelium Hyperplastic com proliferação frond-like focal. Como Células uroteliais were ligeiramente alargada, mas o nuclear à Relação citoplasmática foi mantida ea polaridade Preservada foi nuclear. 3B) Carcinoma de Células escamosas infiltrante Lâmina e fazer músculo detrusor. 3C) Carcinoma de Células escamosas Que se estende, focally, na urotelial mucosa.

4A) Células neoplásicas viáveis ​​coradas Positivamente parágrafo AMACR. 4B) Como Células endoteliais dos vasos adjacentes Ao tumor positividade focal Exibindo AMACR nuclear.

Um diagnóstico definitivo de carcinoma de Células escamosas envolvendo a próstata e bexiga urinaria foi proferida. A pergunta Que surgiu era se o carcinoma epidermoide Desenvolvido atraves da diferenciação divergente do adenocarcinoma da próstata Apos o treatment, representada diferenciação escamosa de hum carcinoma urotelial, OU foi uma neoplasia prostática Segunda primário Neste Paciente.

DISCUSSÕES

Carcinoma de Células escamosas da próstata E UMA Entidade rara, com Uma Incidência de 0,6-1% de Todas como neoplasias malignas da próstata é Sua etiologia AINDA NÃO e Bem compreendida. Em cerca de 50% dos Casos, surge NAS definições de Radiação OU Tratamento hormonal anterior PARA O adenocarcinoma prostático mas also ocorre na ausencia de Tratamento Prévio. Acredita-se Que o Componente escamosas se DESENVOLVE A Partir de metaplasia escamosa e acinos Elementos ductais. metaplasia escamosa Não-neoplásica E freqüentemente visto na próstata Associada com Inflamação crónica OU infarto. Além Disso, Doenças malignas Como o adenocarcinoma da próstata hormonal OU Tratados com Radiação OU carcinoma urotelial PODE Mostrar extensa metaplasia escamosa. Tambem foi levantada a hipótese de that PODE derivar A Partir de Células estaminais pluripotentes capazes de diferenciação multidireccional.

Mott proposal rigorosos criterios PARA O diagnóstico de carcinoma de Células escamosas primário pura: (1): Características claramente malignas, incluíndo o Padrão de Crescimento desorganizado, anaplasia celular, Invasão; (2): Características de diferenciação escamosa incluíndo queratinização, Presença de Pérolas escamosas UO Pontes intercelulares distintas; (3): falta de Componente glandular / acinar; (4): nenhuma terapia de estrogênio pingos; (5): a ausencia de Câncer escamoso primário EM página Outros Lugares.

identificados were NA literatura Inglês 66 Casos de Câncer da próstata com diferenciação escamosa. NÓS inicialmente Classificados-los tanto Como carcinoma de Células escamosas pura OU carcinoma adeno e, em SEGUIDA, dessas Cada UMA DUAS CATEGORIAS subdividido foi em Casos Que ocorrem de novo e Casos Apos um Terapêutica parágrafo hum adenocarcinoma da próstata previamente diagnosticados (Tabela 1). A Nossa Análise da literatura demonstrou Que o Componente escamosas foi Associada com hum Componente de adenocarcinoma EM 60% DOS PACIENTES (39 Casos, Colunas de hum e Dois). Havia 27 patients com puros prostáticas carcinoma espinocelular (Colunas Três e Quatro). Em cerca de 50% dos Casos, a diferenciação escamosa ocorreu em patients that were Tratados anteriormente PARA O adenocarcinoma da próstata (35 Casos, Colunas de hum a Três). Nos restantes 31 Casos (Colunas Dois e Quatro), carcinoma escamoso de novo ocorreu. Dentro dos Casos com diagnóstico Prévio de adenocarcinoma, havia 28 patients com carcinoma adeno (Coluna um), mas APENAS 7 (Coluna Três) com carcinoma espinocelular puro.

Classificação de patients com carcinoma de Células escamosas Que envolvem a próstata

Tipo de Amostra e Modalidades de diagnóstico Para excluir Outra Origem Urológica em patients com carcinoma de Células escamosas pura envolvendo a próstata

Número de patients

Procedimentos Para excluir OUTRAS origens Urológica

• cistoscopia normal, parágrafo 7 patients

• Cystprostatectomy parágrafo hum Paciente, sem Evidência grosseira OU Microscopica fazer tumor da bexiga

cistoscopia em normais Ambos OS PACIENTES

uretroscopia normal, e cistoscopia

biópsia transuretral sem Evidências de vesícula OU uretral malignidade

Cystprostatectomy sem Evidência grosseira OU Microscopica fazer tumor da bexiga

No entanto, MESMO DEPOIS de o patologista reconhece a próstata Como o Orgão de Origem, AINDA NÃO ESTÁ claro se o carcinoma espinocelular da próstata representação hum tumor maligno de novo OU SE DESENVOLVE A PARTIR adenocarcinoma Apos o treatment. Em Nossa Revisão da literatura, encontramos 35 patients Tratados hormonalmente UO com radioterapia PARA O adenocarcinoma da próstata Que se desenvolveu posteriormente hum Componente escamosas (Colunas 1 e 3 do Quadro 1). Sete Deles tinham carcinoma espinocelular puro (20%), enquanto Que nsa 28 Casos restantes (80%), o Componente escamosas foi Associado com adenocarcinoma Clássico (carcinoma adeno). Este Desvio Sugere Que OS Doentes Tratados POR anterior adenocarcinoma prostático puro TEM Uma propensão Para desenvolver diferenciação escamosa em Associação com adenocarcinoma e o Componente escamosas representação diferenciação Mais provavelmente divergente do adenocarcinoma de Tratamento soluçar pressao, em vez de hum Segundo tumor maligno da próstata primário.

Independentemente da SUA Origem, Os síntomas de carcinoma escamoso da próstata São geralmente aqueles de prostatismo devido à Tomada Obstrução. A Idade media de inicio e De 68 anos, Casos variando de 42 a 86. Em Em Que o carcinoma escamoso, SEGUIDA de Radiação OU Tratamento hormonal PARA O adenocarcinoma, o ritmo decorrido varia de 3 meses a 10 anos. Nossa Paciente desenvolveu carcinoma de Células escamosas de 10 anos apos a Radiação. Como Características Clínicas Que apontam PARA O diagnóstico de carcinoma de Células escamosas incluem baixa PSA sem soro e Os níveis de fosfatase ácida, alto nivel de antígeno carcinoma espinocelular e metástases ósseas osteolíticas. Histologicamente, o grau de diferenciação E Moderada na maioria dos Casos. Se Misturado com o adenocarcinoma, o Componente escamosas varia de 5 a 95%. Escore de Gleason NÃO E USADO PARA O Componente escamosas. A morfologia (adeno Células contra escamosas pura) Não Tem QUALQUÉR significado Prognóstico.

Em MUITOS dos Casos relatados, como Células tumorais coradas positivo parágrafo citoqueratina de alto peso molecular (34betaE12) e were negativas parágrafo PSA e PSAP. Realizamos Estudos de imunohistoquímica usando Anticorpos Específicos Múltipla próstata. Tratava-se de identificar se como Células tumorais EM POUCO áreas diferenciados, that NÃO PODIA Ser prontamente classificadas Como escamosas OU adenocarcinoma, Retinha o fenotipo das Células glandulares da próstata com Coloração positiva parágrafo QUALQUÉR hum dos Anticorpos that were utilizados. Em concordancia com OS Relatórios Anteriores, como Células neoplásicas were negativos parágrafo PSA, PSAP, PSMA, P501S, mas mostrou Coloração citoplasmática com AMACR. Este perfil imuno-histoquímica NÃO E há entanto Útil PARA O diagnóstico Uma Vez Que como tumor Células de, apesar do facto de Terem Origem prostática, Perder uma reactividade de Anticorpos Específicos da próstata devido à SUA diferenciação escamosa. A positividade parágrafo AMACR tambem nao è Útil Porque este marcador TEM SIDO relatada Como Sendo positivo não urotelial carcinoma, Que poderiam exibir diferenciação escamosa Bem.

Surpreendentemente, como Células endoteliais TAMBÉM demonstraram reactividade fraca racemase. Wei Li [7] provaram Que a Alta AMACR não citoplasma das Células tumorais de carcinoma hepatocelular foi significativamente Associado com uma Invasão venosa, sugerindo hum papel Importante Desta enzima na invasividade tumoral. O Mecanismo Exato da Invasão venosa AINDA NÃO ESTÁ claro, mas neovascularização activa ê susceptível de desempenhar UM papel Importante.

CONCLUSÕES

Casos sas, propusemos o Seguinte algoritmo no Trabalho-up de Casos semelhantes (Figura 5).

Nosso algoritmo proposto parágrafo O Trabalho-up de carcinoma de Células escamosas envolvendo a próstata .

Consentimento

Interesses competitivos

Os Autores declaram Que Não Tem Interesses conflitantes.

Contribuições dos Autores

NA contribuições Fez substanciais na Aquisição de Dados, Análise estatística e Elaboração do manuscrito. KD envolvido foi na Revisão do manuscrito Crítica do Conteúdo intelectual e deu aprovação da última version uma Publicada sor. Ambos OS Autores leram e aprovaram o manuscrito final.

Filiações dos Autores

Departamento de Patologia da New York University Medical Center

Referências

  1. Parwani AV, Kronz JD, Genega EM, Gaudin P, Chang S, Epstein JI: carcinoma da próstata com diferenciação escamosa: Uma Análise de 33 Casos. Am J Surg Pathol. 2004, 28 (5): 651-7. 10,1097 / 00000478-200405000-00014. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  2. Nabi G, Ansari MS, Singh I, Sharma MC, Dogra PN: carcinoma de Células escamosas primário da próstata: Uma Entidade clinicopatológica rara. Relatório de 2 Casos e Revisão da literatura. Urol Int. 2001, 66 (4): 216-9. 10,1159 / 000056618. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  3. Mohan H, Bal A, Punia RP, Bawa AS: carcinoma de Células escamosas da próstata. Int J Urol. 2003, 10 (2): 114-6. 10,1046 / j.1442-2042.2003.00580.x. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  4. Rahmanou F, Koo J, Marinbakh AY, Solliday MP, Grob BM, Chin NW: carcinoma de Células escamosas não prostatectomía locais: diferenciação escamosa do carcinoma da próstata Recorrente. Urologia. 1999, 54 (4): 744- Ver Artigo PubMed Google Scholar
  5. Okada E, Kamizaki H: carcinoma de Células escamosas primário da próstata. Int J Urol. 2000, 7 (9): 347-50. 10,1046 / j.1442-2042.2000.00204.x. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  6. Sarma DP, Weilbaecher TG, Lua TD: carcinoma de Células escamosas da próstata. Urologia. 1991, 37 (3): 260-2. 10.1016 / 0090-4295 (91) 80299-H. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  7. Li W, Cagle PT, Botero RC, Liang JJ, Zhang Z, Tan D: importancia da superexpressão de alfa methylacyl-coenzima A racemase em carcinoma hepatocelular. J Exp Clin Cancer Res. 2008, 27: 2-10,1186 / 1756-9966-27-2. PubMed Central Ver Artigo PubMed Google Scholar
  8. Devaney DM, Dorman A, Líder M: carcinoma adenoescamoso da próstata: relato de caso. Hum Pathol. 1991, 22 (10): 1.046-1.050. 10,1016 / 0046-8177 (91) 90014-G. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  9. Bassler TJ, Orozco R, Bassler IC, Boyle LM, Bormes T: carcinoma adenoescamoso da próstata: relato de caso com Análise de DNA, imuno-histoquímica, e Revisão da literatura. Urologia. 1999, 53 (4): 832-4. 10.1016 / S0090-4295 (98) 00418-X. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  10. Kanthan R, Torkian B: carcinoma de Células escamosas da próstata. Um Relatório de 6 Casos. Urol Int. 2004, 72 (1): 28-31. 10,1159 / 000075269. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  11. Miller VA, Reuter V, Scher HI: carcinoma de Células escamosas primário da próstata apos o implante de Sementes de Radiação parágrafo adenocarcinoma. Urologia. 1995, 46 (1): 111-3. 10.1016 / S0090-4295 (99) 80174-5. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  12. Wernert N, Goebbels R, Bonkhoff H, Dhom G: carcinoma de Células escamosas da próstata. O Exame histopatológico. 1990, 17 (4): 339-44. 10,1111 / j.1365-2559.1990.tb00738.x. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  13. Braslis KG, Davi RC, Nelson E, Civantos F, Soloway MS: carcinoma de Células escamosas da próstata: a Transformação de adenocarcinoma Apos o Uso de hum luteinizante-Hormônio liberador agonista hormonal e flutamida. Urologia. 1995, 45 (2): 329-3. 10.1016 / 0090-4295 (95) 80028-X. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  14. John TT, Bashir J, Burrow CT, Machin DG: carcinoma de Células escamosas da próstata – relato de caso. Int Urol Nephrol. 2005, 37 (2): 311-3. 10,1007 / s11255-004-7979-8. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  15. POUCO NA, Wiener JS, Walther PJ, Paulson DF, Anderson EE: carcinoma de Células escamosas da próstata: 2 Casos de Uma rara malignidade e Revisão da literatura. J Urol. 1993, 149 (1): 137-9. PubMed Google Scholar
  16. Uchibayashi t, Hisazumi H, Hasegawa M, et al. Carcinoma de Células escamosas da próstata. Scand J Urol Nephrol. 1997, 31 (2): 223-4. 10,3109 / 00365599709070338. Ver Artigo PubMed Google Scholar
  17. Di Pietro C, Celia A, De Stefani S, Saredi G, Bianchi G: carcinoma de Células escamosas da próstata. Arch Ital Urol Androl. 2006, 78 (2): 75-6. PubMed Google Scholar

Direito autoral

This article E publicado soluço Licença para BioMed Central Ltd. Este e Um Artigo de Acesso Livre Distribuído soluçar OS TERMOS da Licença Creative Commons Attribution (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0), Que permite USO irrestrito, Distribuição, e Reprodução em Meio QUALQUÉR, from that uma obra original, devidamente CITADA.

mensagens Relacionados

  • Carcinoma de Células escamosas cutâneo …

    Background carcinoma de Células escamosas cutâneo (SCC) das Mãos e DeDos São, Por vezes localmente agressivo; COM MAIORES taxas de metástases Regionais fazer that Outros SCC cutânea, embora distante …

  • Cutânea Carcinoma de Células escamosas … 4

    Editor de fazer Acadêmica: Sanjiv S. Agarwala Resumo 1. Introdução 2. Fatores de Risco Outros Fatores de risco incluem Exposição de Produtos Químicos de tabaco, arsénico e Produtos de alcatrão de Hulha [5]. Radiação ionizante …

  • Carcinoma de Células escamosas cutâneo … 2

    Background carcinoma de Células escamosas cutâneo (cSCC) comprises 20% cancros de Todos os da Pele da Cabeça e Pescoço. Uma Minoria vai linfonodos metástase parágrafo OS Região Lisboa parótidas. Este Estudo Avalia a …

  • Cutânea Carcinoma de Células escamosas … 24

    Departamento de Dermatologia da Universidade do Texas Medical Branch, Galveston, TX 77550, EUA Recebeu fevereiro 2016 3; Aceito 27 de abril de 2016 editor Acadêmica: Tak-Wah Wong de Direitos de autor © 2016 Julie …

  • Conformado em patients com espinocelular …

    Conformado em patients com Carcinoma de Células escamosas da vesícula biliar: relato de caso 1 Department of Radiation Oncology, Hospital Zhongshan, Fudan University, Shanghai 200032, China 2 Departamento de …

  • Câncer de Células escamosas fase inicial …

    Explorar ESTA revista gt; Artigo anterior em Emissão: biomarcadores proteómica em Combinação com CA 125 parágrafo detecção de Câncer epitelial de ovário usando Amostras de soro pré-diagnóstico da …